WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cavalos - como alimentá-los corretamente

Diferente do que muitos imaginam, alimentar cavalos é uma difícil tarefa, já que há disponível no mercado uma infinidade de produtos disponíveis para este propósito

Cavalos alimentação

Diferente do que muitos imaginam, alimentar cavalos é uma difícil tarefa, já que há disponível no mercado uma infinidade de produtos para este propósito. No entanto, o que deve ser levado em consideração quando o assunto for a forma correta de alimentá-los é que existem fatores, como o clima local, peso animal, tipo de cavalo, idade, saúde, carga de trabalho, que determinam o tipo de alimento e a quantidade a ser dada para cada cavalo. Partindo-se disto, pode-se afirmar que o que é ideal para um equino pode não ser bom o bastante para outro, uma vez que não existem dois animais iguais.

Baseando-se nisso, para alimentá-los corretamente, duas premissas devem ser estudadas previamente: avaliação animal e formulação da dieta.

Como avaliar o cavalo

1- Em formulário físico ou em algum programa de computador, anote:

- Peso e condição física do cavalo.
- Se há ganho ou perda de peso facilmente.
- Se há algum requerimento especial, por exemplo, muito novo, muito velho, se é propenso a problemas de saúde, alergias, entre outros.
- Preferências quanto ao consumo de alimentos (o que mais gosta e o que menos gosta).
- Carga e tipo de trabalho realizado.
- Dieta atual.

2- Pese o cavalo a cada duas semanas, fazendo gráficos. Dê preferência à plataforma de pesagem (balança para equinos) se for possível. Caso não seja, use uma fita de pesagem. Enquanto pesa, faça uma avaliação da condição corporal do equino.

Formulação da dieta do cavalo

1- Calcule a quantidade diária de forragem e concentrado. O cálculo é de 1,5 a 3% do peso total do animal, com uma média em 2,5%. Ex.: (peso do animal/100) x 2.5 = Total de  forragem e concentrado por dia.

2- Determine o tipo de dieta que você pretende para seu cavalo (se de manutenção, aumento ou redução de peso).  Definida esta etapa, deve-se ter em mente que não se deve alimentar  o animal baseando-se no peso atual, e sim no peso desejado. Por exemplo, se você deseja aumentar o peso do seu cavalo, que por algum motivo está abaixo do desejado, de 300 kg para 400 kg (seu peso ideal), não alimente com 2,5% de 300 kg, e sim com 2,5% de 400 kg, que é seu peso desejado.

3- Dê acesso livre a água e sal.

4- Ao alimentar o cavalo, em primeiro lugar deverá ser fornecido a forragem (pastagem, feno, alfafa ou palha), enquanto o animal quiser comer. Geralmente, essa quantidade fica entre 2-3% do peso do animal.

5- Alimentos suculentos como grama, frutas e vegetais, ervas ou beterraba sacarina devem ser oferecidos ao cavalo todos os dias.

6- Controle o nível de energia da dieta, fornecendo ao cavalo forragens de diferentes tipos.

7- Atenção especial deve ser dada ao tipo de energia fornecida na forragem. Para cavalos hiperativos ou assustados, oferecer alimentos com lenta liberação de energia lenta, por exemplo fibras e óleo. Cavalos preguiçosos, por sua vez, devem receber alimentos com alta liberação de energia, como o amido encontrado em cereais como aveia e cevada.

8- Aumente a energia. Se a ração energética disponível para o cavalo não der a ele forças o bastante, dê-lhe um alimento concentrado que aumente sua ingestão de energia na dieta. Isso pode vir na forma de rações ou alimentos compostos ou independentes. Veja abaixo:

Alimentos compostos - são rações completas e balanceadas. Existem muitos tipos diferentes, feitos para as mais diversas necessidades.

Alimentos independentes - incluem aveia, cevada, beterraba sacarina, melaço, óleo e palha. São alimentos não balanceados e devem ser controlados pelo cuidador. Quando adicionados às dietas compostas, impulsionam energia, porém podem desbalancear a dieta.

9- Balanceie a dieta dando ao cavalo a quantidade recomendada de alimento composto e de alimento independente, conforme orientação de um profissional.

10- Adicione suplementos à dieta animal, já que podem ajudar com problemas médicos, comportamentais e emocionais, além de também aumentar a ED.

11- Peça orientação profissional, para obter dicas essenciais de alimentação para seu cavalo.

Por Silvana Teixeira.
Fonte: wikiHow.

Salvar

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!