WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Duas rainhas em uma mesma colmeia? Isso é mesmo possível?

Sim, é possível. Isso acontece quando as operárias se veem obrigadas a produzirem uma nova rainha. Normalmente, o fato está ligado à falta ou baixa liberação de feromônio do pela rainha

 2 rainhas em uma mesma colmeia?Isso é mesmo possível?   Artigos Cursos CPT


Duas rainhas em uma mesma colmeia? Isso é mesmo possível? Vejamos: quando a rainha envelhece, diminui a produção de feromônio, o que afeta diretamente a unidade da colmeia. Sentindo o menor efeito do feromônio, as próprias operárias tratam de produzir uma nova rainha. Constroem uma ou mais realeiras, a partir da identificação de larvas ideais para a produção de rainhas (larvas até três dias).

"Portanto, identificam as larvas, destroem os opérculos e constroem as realeiras, as quais serão alimentadas com geleia real, até o nascimento de uma nova rainha. A primeira que nasce imediatamente destrói as outras realeiras, para que nenhuma rival possa nascer", afirma Paulo Sérgio Cavalcanti Costa, professor do Curso a Distância CPT Manejo do Apiário - Mais Mel com Qualidade.

A colmeia fica então com duas rainhas, a antiga, ainda ativa, e a mais jovem. Nesse momento, podem ocorrer duas situações distintas com a família que está trocando ou puxando novas rainhas. Vejamos:


- A primeira opção é quando a família está trocando a rainha velha, pois esta não está mais cumprindo com a sua função reprodutiva na comunidade. Neste caso, elas matam a rainha velha ou a expulsam do enxame e não fornecem mais alimentos.

- A segunda opção é quando um fenômeno conhecido como enxameação pode vir a ocorrer. Esse fenômeno é causado por diversos motivos, tais como:

I- falta de espaço para o desenvolvimento da colmeia,
II- favos velhos e defeituosos, rainhas velhas (neste caso, duas princesas sobreviverão: uma permanecerá na colmeia e a outra acompanhará metade do enxame),
III- instinto enxameatório (predominante entre as abelhas africanas),
IV- Também pode ocorrer por falta de espaço na colmeia, que se vê obrigada a fazer uma divisão, etc.

Portanto, um enxame pode se dividir (enxameação) sem que, necessariamente, a rainha esteja velha ou improdutiva. A enxameação tende a acontecer mais ao final das floradas, quando as reservas alimentares da colmeia estão elevadas. Esse fenômeno é o responsável pela multiplicação e distribuição das abelhas.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Vai abrir uma colmeia? Avalie o estado da colônia e possíveis doenças!

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT da área Apicultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!