WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Limpando instrumentos odontológicos: erros e dicas

Alguns erros na limpeza dos instrumentos odontológicos já são comuns entre os dentistas, mas precisam ser consertados

Instrumentos odontológicos

Na área da saúde, todo o instrumental que tem contato com as pessoas precisa estar limpo e esterilizado para evitar contaminações e transmissões de vírus e bactérias. No caso dos dentistas, isso não poderia ser diferente. É preciso que todos os seus instrumentos sejam limpos antes de qualquer procedimento.

A professora Carolina Wolff, do Curso a Distância CPT Capacitação de Auxiliar de Consultório Dentário – ACD ou ASB, informa que, assim como o dentista, o auxiliar precisa estar ciente dos procedimentos de limpeza e esterilização dos equipamentos usados para evitar a contaminação durante o manuseio.

É importante também estar atento para que os instrumentos não sejam esterilizados quando estiverem sujos, pois a sujeira cria uma barreira de proteção contra o agente esterilizante, fazendo com que o instrumento continue contaminado. Esse e outros erros são muito frequentes entre os profissionais da odontologia.

Confira os principais erros e algumas dicas que te ajudarão a limpar e esterilizar todos os seus instrumentos da forma mais eficaz:


Erros

- Usar luva de procedimento: provocam um risco ocupacional, pois são mais frágeis e se deterioram com facilidade;

- Usar detergente comum, o mesmo que é usado para lavar louças: esse tipo de detergente é iônico e deixam resíduos nos instrumentos. Além disso, são difíceis de remover e podem deteriorar esses artigos;

- Usar escovas de unha: esse erro também provoca um risco ocupacional, pois, na limpeza, a mão fica muito próxima da parte ativa dos instrumentos;

- Usar esponja dupla face: o risco ocupacional desse erro também é devido ao fato de a mão ficar muito próxima da parte ativa dos instrumentos. Ainda, a parte verde tem efeito abrasivo, pois risca os instrumentos e os deixa mais difíceis de serem limpos posteriormente;

Dicas

- Usar luvas de utilidade: esse tipo de luva é mais resistente do que a luva de procedimento. Em caso de acidentes, com a luva de utilidade há uma penetração menor de fluídos no corte, eliminando o risco ocupacional;

- Usar detergente enzimático em imersão: esse tipo de detergente ajuda na remoção da matéria orgânica e facilita a limpeza manual e mecânica dos instrumentos. Além disso, tem registro no ministério da saúde para essa finalidade. Proporciona melhor remoção, não faz espuma, ajuda na visão de todas as sujeiras, não é iônico e previne a corrosão dos instrumentos.

- Usar escovas de cabo longo: essas escovas afastam a mão do operador da parte ativa do instrumento, prevenindo acidentes ocupacionais. Também não apresentam efeito abrasivo e não risca os instrumentos.

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online da Área Consultórios Odontológicos:


Capacitação de Auxiliar de Consultório Dentário – ACD ou ASB
Como Montar e Administrar um Consultório Odontológico
Fidelização de Clientes

Fonte: Cristófoli Biossegurança – cristofoli.com/biossegurança/
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Larissa Correia Batista

8 de mar de 2019

otima matéria .. nota 10

Resposta do Portal Cursos CPT

11 de mar de 2019

Olá, Larissa!

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Lorena Tolomelli

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!