WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cuidados com a criança: segurança e prevenção de acidentes

O senso de perigo da criança e o equilíbrio não se desenvolvem até que ela amadureça e tenha experiência

Cuidados com a criança

A maior parte das crianças com idade inferior a cinco anos tem pouco senso de perigo

Crianças pequenas são bastante curiosas. Elas aprendem sobre o mundo interagindo fisicamente com os objetos que encontram. Gostam de tocar, sentir e explorar. Também aprendem sobre as propriedades das coisas, enfiando-as na boca. Porém, a tolerância exagerada com seu interesse inato representa um risco.

“A maior parte das crianças com idade inferior a cinco anos tem pouco senso de perigo; elas não fazem ideia de onde estão se metendo nem sequer se veem em situações de risco para saciar sua curiosidade”, afirmam os professores Maria Lígia Rodrigues e Naíse Valéria Guimarães Neves, do curso Treinamento de Babá, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

 

Dispositivos de segurança de instalação simples

 

- Travas de segurança mantêm o conteúdo de armários e gavetas fora do alcance das crianças;

- Portinholas impedem que as crianças entrem em áreas perigosas ou caiam de escadas;

- Protetores de maçaneta e fechos impedem que elas entrem sozinhas nos quartos;

- Molas e contentores nas portas e travas de chão protegem os dedos e as mãos das crianças;

- Telas de proteção impedem a queda de janelas, balcões, deques e plataformas;

- Plugues de plástico e tomadas com tampa impedem choques elétricos.

 

Ao considerar a segurança da criança, tenha esses dois pontos em mente:

 

1. A criança é naturalmente curiosa e ativa. Mas o senso de perigo e equilíbrio não se desenvolvem até que ela amadureça e tenha experiência;

2. A casa é cheia de perigos para a criança. Você não pode impedi-la de ser curiosa e ativa, mas pode criar um ambiente seguro e livre do perigo.

 

As principais causas de acidentes com crianças são:

 

- Intoxicação/envenenamento;

- Quedas, cortes, mordidas de animais;

- Sufocação e estrangulamento;

- Afogamento;

- Incêndio, queimadura e choque elétrico.

 

Na cozinha

 

Fique atenta para que a criança se mantenha longe de forno quente, chamas, fósforo, aparelhos ligados, fios elétricos, cabos de panela em uso, facas e objetos pontiagudos. Seque a água e o óleo logo que sejam derramados. Mantenha os cabos das panelas voltados para o centro do fogão para assim serem inacessíveis à criança. Deixe os fósforos em lugares altos. Líquidos e comidas quentes devem estar no canto da pia ou em lugar alto, nunca os deixe na beirada de mesa, pias e fogões.

 

Materiais de limpeza

 

Mantenha-os longe da criança. Nunca os coloque em garrafas de refrigerante, potes de margarina, geleia e outros recipientes de alimentos. Não os deixe fora do lugar “só por um minuto”, pois esse rápido tempo pode bastar para a criança sofrer um acidente.

 

Tomadas

 

Mantenha a criança longe delas ou cobertas e protegidas para evitar choques. Nunca deixe o ferro quente ao alcance da criança e desligado com a tomada ligada.

 

Banheiro

 

Cuidado com o armarinho que contém remédios, giletes, cosméticos, entre outros, deixe-o fechado e esses materiais longe do alcance da criança. Segure firmemente a criança ao banhá-la e vesti-la. Não permita à criança colocar sabão na boca e nunca deixe a criança pequena sozinha na banheira, mesmo por um minuto. Ela pode se afogar em menos de 15 cm de água.

 

Trânsito

 

Somente atravesse a rua nas esquinas, na faixa de segurança, olhando para os dois lados. Não atravesse a rua atrás de carros estacionados. Não brinque de correr ou “esconde-esconde” nem aposte corrida com a criança na rua. Ao atravessar a rua, segure a criança pela mão e ensine-a como se conduzir. Ela deve descer do passeio somente quando o carro terminar de passar.

 

Remédios

 

Os medicamentos, por vezes, apresentam-se em pastilhas coloridas e os produtos de limpeza, por motivos comerciais, costumam apresentar-se em envases de cores atrativas e vistosas. Por isso mesmo, é natural que sejam um motivo de atração para a criança e que esta deseje prová- los. Para impedir que isso possa acontecer, deveremos guardá-los em sítios altos e fechados com chave, ou com fechos de segurança. Não jogue fora remédios e pílulas na horta ou soltos no lixo. A criança pode achá-los. Despeje o líquido no tanque e enrole os comprimidos em um papel antes de jogá-los no lixo.

 

Confira mais informações, acessando os cursos da área Casa Prática.

 

Por Andréa Oliveira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Cristiane Conceição Lima Cruz

16 de set de 2019

Ótimas dicas! são de grande importância para que nós, babás, fiquemos mais atentas.

Resposta do Portal Cursos CPT

18 de set de 2019

Olá Cristiane Lima,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Que bom que gostou das dicas apresentadas no artigo. Quando se trata de crianças, a atenção tem que ser sempre redobrada, para que acidentes sejam evitados ao máximo.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

Catarina maria da silva

25 de fev de 2019

Gostei muito e gostaria de estar sempre me informando

Resposta do Portal Cursos CPT

25 de fev de 2019

Olá, Catarina!

Agradecemos a sua visita e comentário em nosso site. Estamos salvando o seu contato para que você passe a receber nosso Boletim Informativo.

Atenciosamente,

Lorena Tolomell

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!