WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Como fazer o orçamento familiar - dicas que o ajudarão a controlar seus gastos

O orçamento é um importante instrumento financeiro, dirigindo você pelo caminho correto, como se fosse um mapa, além de estabelecer limites para um melhor controle dos gastos

Como fazer o orçamento familiar - dicas que o ajudarão a controlar seus gastos

 

O Orçamento é um importante instrumento financeiro, dirigindo você pelo caminho correto, como se fosse um mapa. Elaborar o seu orçamento é fundamental para a sua liberdade financeira. Deixar de definir um orçamento familiar é se predispor a certos problemas financeiros. Muitas pessoas resistem  à tentativa de estabelecer um orçamento, porque vêm como uma tentativa de controlar suas vidas. Pelo contrário, a orçamentação libera sua vida, impondo limites à dívida e ao estresse que pagamentos de dívida causam.

O orçamento ajuda a controlar o uso desenfreado do cartão de crédito

Em outras palavras, orçamento é apenas um plano, uma maneira de usar dinheiro com propósito e evitar gastos não planejados e fúteis. O bom é que se você planejar seus gastos, não se pegará gastando dinheiro que não tem ou não está planejado a ter. Orçamento é também uma excelente forma de evitar o uso desenfreado de cartão de crédito. Ao gerenciar um orçamento, você será capaz de ver onde pode eliminar muitos dos seus gastos. Isso permitirá pagar a vista sem ter de depender do uso do cartão de crédito.

Depois de ter atingido esta fase, você precisará manter a postura. Muitas pessoas perdem a determinação neste momento. Qualquer um pode planejar orçamento, mas será que todos têm disciplina para segui-lo semana após semana, mês após mês? Lembre-se de que o objetivo e a recompensa é a sua liberdade financeira.

Se você realmente anseia por liberdade financeira, tenha disciplina o suficiente para seguir o seu orçamento sem falha. Se tropeçar, não sinta que você falhou completamente. Em vez disso, continue com o seu orçamento da melhor forma possível.

A importância de se planejar um orçamento familiar

O orçamento doméstico é mais do que uma planilha de entradas e saídas (gastos) de dinheiro. Se bem feito, constitui um retrato das necessidades, aspirações, e do estilo de vida da unidade doméstica. Por meio desse instrumento, é possível analisar as preferências da família e seu padrão de vida, além das receitas e das despesas de todos os membros da unidade doméstica.

Muitas famílias resistem em fazer o orçamento doméstico. As desculpas são: falta de tempo; não sabem; acham difícil; ou mesmo por preguiça. Outras fazem, mas o ignoram (deixam de lado, não seguem).

Sem planejamento e sem controle dos gastos, possivelmente, faltará dinheiro para atender a todas as demandas, podendo levar a família ao adiamento de necessidades importantes, ao endividamento ou até a inadimplência (insolvência), que é a incapacidade de pagar as dívidas por absoluta ou total falta de meios.

Você saberá se precisa de um orçamento se:

→Está atrasado nos pagamentos;
→Tem pouca ou nenhuma poupança;
→Seus rendimentos acabam antes do próximo pagamento;
→Precisa recorrer a empréstimos ou ao crediário sempre que deseja e necessita comprar alguma coisa.

O orçamento serve justamente para ajudar a família a prever necessidades e despesas com antecedência, bem como para controlar os gastos de modo que as receitas e as despesas, pelo menos, empatem.

Fazer e controlar o orçamento doméstico pode ajudar você e sua família a:

→Economizar;
→Viver nos limites de sua renda;
→Fundamentar ou alimentar os argumentos, nas discussões familiares, sobre as da família;
→Manter os registros dos gastos que poderão ser utilizados como deduções no imposto de renda;
→Analisar a “saúde” das finanças, quando se deseja fazer novas aquisições e investimentos, visando aumentar seu patrimônio.

Entretanto, é importante que seja feito um esforço conjunto, com a participação de cada membro da família, na definição das prioridades, já que a colaboração de todos é imprescindível. Um orçamento sem a participação do grupo não funciona, pois as pessoas não se sentem comprometidas com as metas, se estas forem impostas sem uma explicação convincente.

O orçamento é um importante instrumento financeiro, dirigindo você pelo caminho correto, como se fosse um mapa, além de estabelecer limites para um melhor controle dos gastos

O orçamento é um importante instrumento financeiro, dirigindo você pelo caminho correto, como se fosse um mapa, além de estabelecer limites para um melhor controle dos gastos.

Ponto de partida para fazer o orçamento familiar

Para fazer um bom orçamento familiar, você necessitará de uma planilha. Entretanto, é importante lembrar que para funcionar e cumprir seu papel, as planilhas precisam ser completas, porém, simples e de fácil manuseio. As informações devem ser agrupadas de acordo com os tipos de necessidades ou gastos efetivamente feitos por toda a família em um dado período de tempo, por exemplo, em um mês.

Para isso, registre todos os seus gastos do mês anterior ou, diariamente, do mês em curso, como for mais fácil para todos. Estes serão os gastos da situação presente que servirão de base para o orçamento. Cada grupo deve ser subdividido em itens para não faltar registro algum de despesas e facilitar a análise dos gastos que poderão ser cortados, se necessário, ou até mesmo para incluir gastos com alguma necessidade imprevista.

Se a família não é muito organizada, vale até ir juntando diariamente todas as notas de compras e recibos de pagamento em uma caixa, envelope ou gaveta, e, no final do mês, organizar e transcrever para a planilha e somar. Para separar os tipos de gastos, pode-se até utilizar prendedores de roupas etiquetados, para cada tipo de despesa.

Para os itens que não for possível lembrar com exatidão, procure se informar, consultando suas notas passadas ou telefonando. Se não encontrar, coloque um valor aproximado. Completada a planilha de gastos do mês em curso, analise e faça o diagnóstico da situação financeira da família para ver onde estão os furos, isto é, por onde está escoando o dinheiro da família.

Faça um balanço entre a receita e as despesas com base nas necessidades e prioridades da unidade doméstica, com vistas aos objetivos e metas. Se apurar que está faltando, estude como cobrir, ou se estiver sobrando, como investir. Neste momento, a família deve ser envolvida para rever e avaliar as prioridades e tomar algumas decisões sobre a necessidade de reajustes e de fazer possíveis mudanças que poderão afetar o padrão de vida.

Elimine coisas consideradas supérfluas ou adiáveis no momento. Se não for possível cortar gastos, estude o quê, e como fazer para aumentar a receita, pelo menos, no momento, sem alterar demais a qualidade de vida da família.

Quais as melhores formas de pagamento: à vista ou a prazo?

PAGAMENTO À VISTA

É feito mediante dinheiro “vivo”; cheque bancário; débito automático em cartão (embora seja débito online, as administradoras cobram uma taxa aos lojistas e retardam a transferência do pagamento por um prazo de dois a três dias).

PAGAMENTO A PRAZO

É feito um crediário na loja mediante carnês, cheques pré-datados, cartões de crédito do próprio estabelecimento; cartões de crédito de financeiras. Existe, ainda, o crédito bancário e de cooperativas, que, eventualmente, oferecem créditos para financiar a compra de certos bens valiosos, como eletrodomésticos, com juros mais baixos. Pode-se citar, ainda, o crédito informal ao consumidor encontrado em cidades pequenas ou no comércio de vizinhança.

Portanto, antes de efetivar a compra de um bem cujo preço é elevado, analise todas as condições que lhe são oferecidas. É por isso que chamamos sua atenção para a importância de conhecer o ambiente econômico em que vive, pois, familiarizando-se com as instituições econômicas e financeiras disponíveis, em seu meio, você poderá realizar compras mais vantajosas e evitar dívidas.

Por Andréa Oliveira.

Confira os Cursos CPT, das áreas Casa Prática e Gestão Empresarial, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas.

Entre eles, destacam-se:

Curso CPT Finanças na Família - Administração e Controle

Curso CPT Administração Financeira na Pequena Empresa

Curso CPT Planejamento e Gestão Financeira da Empresa Rural

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

irvane santos

29 de mai de 2014

Gostei da dica financeira.

Resposta do Portal Cursos CPT

30 de mai de 2014

Olá, Irvane!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes que tenha gostado do artigo sobre orçamento familiar.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!