WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Controle do ácaro branco e ácaro da leprose no cafeeiro

Pragas como o ácaro branco e o ácaro da leprose atacam não apenas o cafeeiro como também outras culturas

Controle do ácaro branco e ácaro da leprose no cafeeiro

“Há um grande número de pragas que atacam o cafeeiro, como os ácaros. Entretanto, todos são facilmente controlados, desde que o cafeicultor procure conhecê-los cada vez mais. Com o manejo racional das pragas, é possível tornar as lavouras de café altamente produtivas”, explicam Júlio César de Souza e Paulo Rebelles Reis, especialistas e entomologia e professores do Curso CPT Pragas do Cafeeiro - Reconhecimento e Controle.

Pragas como o ácaro branco e o ácaro da leprose atacam não apenas o cafeeiro como também outras culturas. Daí ser extremamente necessário um controle eficiente para erradicar essas pragas do cafezal e de outras plantas. Vejamos abaixo com maiores detalhes:

Ácaro branco


O ácaro branco ou ácaro tropical (Polyphagotarsonemus latus) ataca tanto o cafeeiro como outras culturas (soja, algodão, feijão, pimentão, tomate, abobrinha, goiaba, morango, entre outras). Tal qual o ácaro rajado, ele é polífago, ou seja, alimenta-se de plantas pertencentes a diferentes famílias.

Seu ataque causa sérias perdas na produção e na qualidade dos grãos de café. Um dos principais sintomas causados pelo ácaro branco é o escurecimento das folhas e o enrolamento das bordas das folhas do café. Um dos métodos de controle mais eficientes é o uso de acaricidas prescritos por engenheiro agrônomo.

Ácaro da leprose


Com o ciclo de 18 dias, o ácaro da leprose (Brevipalpus phoenicis) ataca o cafeeiro e outras culturas, inclusive, frutíferas como mamoeiro, laranjeira, tangerineira, limoeiro, entre outras. Sua cor é alaranjada e seu corpo apresenta duas manchas no dorso. Os principais danos proporcionados pelo ataque dessa praga são concentrados nos frutos, nos ramos e nas folhas do cafeeiro.

Quando ataca a planta, esse ácaro causa lesões nos frutos com consequente queda, o que gera grandes perdas ao cafeicultor. No auge de infestação, nas folhas e nos ramos do café, surgem manchas de coloração marrom e halo amarelo. Após 12 semanas do ataque do ácaro, ocorre a desfolha do cafeeiro.

Já nos frutos verdes, surgem manchas de coloração marrom e halo amarelo em forma de depressões. Consequentemente, ocorre queda dos frutos do cafeeiro. Como se pode notar, os prejuízos são imensuráveis caso não sejam adotadas medidas de controle antes que a situação do cafezal se agrave ainda mais.

Pode ser realizado o controle biológico com Stethorus sp. e Delphastus sp., ambos inimigos naturais do ácaro da leprose. Já o controle químico é recomendado se a amostragem dos talhões apresentar 2% das folhas ou dos frutos infestados. Assim como no caso do ataque do ácaro branco, devem ser realizadas pulverizações com acaricida prescrito por engenheiro agrônomo.

Conheça os Cursos CPT da Área Cafeicultura:

Pragas do Cafeeiro - Reconhecimento e Controle

Colheita, Preparo e Armazenagem de Café

Passo a Passo para se Obter Café de Qualidade

Fonte: Agrolink

Por Andréa Oliveira

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Guia Essencial ao Cafeicultor de Sucesso

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!