WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cafeeiro: doenças causadas por fungos

As doenças fúngicas não dão trégua aos cafeicultores e atacam agressivamente as lavouras de café

Cafeeiro: doenças causadas por fungos

Somos os maiores produtores de café no ranking mundial, além de estarmos em segundo lugar entre os maiores consumidores de café seguindo os norte-americanos. “As duas espécies de café com grande destaque econômico são a Coffea arabica (café arábica) e Coffea canephora (conilon ou robusta). Ambos correspondem a 70% e 30% da produção mundial nessa ordem”, destaca Júlio César de Souza, professor do Curso CPT Pragas do Cafeeiro - Reconhecimento e Controle.

Entretanto, as doenças fúngicas do cafeeiro não dão trégua aos cafeicultores e atacam agressivamente as lavouras de café. Como resultado, causam prejuízos imensuráveis aos produtores, o que compromete seriamente os negócios. Sendo assim, torna-se impreterível investir em melhoramento genético das espécies de cafeeiro para que elas se tornem cada vez mais resistentes aos terríveis fungos. O bom manejo da cultura também é muito importante.

Mas quais as principais doenças fúngicas do cafeeiro?

Phoma


A mancha de phoma do cafeeiro surge com condições de altitude e clima favoráveis. O principal vilão causador dessa doença é o fungo Phoma ssp.. Quando acomete o cafezal, ele causa lesões escuras nas plantas, além da queda de chumbinhos e mumificações. Já nos frutos jovens de café, surgem lesões deprimidas escuras e úmidas.

São várias as medidas de controle da doença. Dentre as principais, temos o bom manejo no momento da adubação dos cafeeiros, a implantação da lavoura de café distante de locais com grande ocorrência de ventos frios e fortes, a utilização de quebra-ventos, bem como o controle químico com fungicidas sistêmicos.

Fusariose


Conhecida como murcha vascular, a fusariose do cafeeiro surge com o ataque do fungo Fusarium spp.. Seu principal alvo são os vasos condutores de seiva da planta. As plântulas do cafeeiro em viveiros ganham manchas escuras no caule inicial. Com a evolução da doença, pode ocorrer a morte da extremidade da planta. Nas mudas, lesões necróticas circundam o caule (do solo ao ápice). Como agravante, a muda pode secar e fenecer.

Já no cafezal, a fusariose causa murchamento e morte do terço superior dos cafeeiros, o restante da planta se mantém verde. Além disso, ocorre seca dos ponteiros e engrossamento do caule próximo ao nível solo. Nos viveiros, tratar as sementes com fungicidas sistêmicos e desinfetar a terra do substrato. Já na lavoura, proceder ao controle químico das plantas atacadas.

Ferrugem


A ferrugem do cafeeiro é causada pelo fungo Hemileia vastatrix, principalmente em regiões com altitudes de 400 a 600 metros. Quando em estágio avançado, os prejuízos são enormes, com perdas na produção em torno de 50%. Os primeiros sinais de ataque surgem nas folhas, que ganham a forma de pústulas. Além desse sintoma, as faces inferiores das folhas do cafeeiro se tornam alaranjada.

O ataque do fungo também causa no cafeeiro desfolhas precoces. Mesmo com tratamento, a recuperação da planta só ocorre após dois ciclos de cultivo do café. São utilizados fungicidas cúpricos protetores, bem como fungicidas sistêmicos. Com bom planejamento, o controle químico surte excelentes resultados.

Quer saber mais sobre o curso? Dê play no vídeo abaixo:

Conheça os Cursos CPT da Área Cafeicultura.

Leia o artigo "Quais os grãos de café mais produzidos no Brasil?"

Fonte: agronomos.ning.com

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Lucas Gómez Caballero

27 de jun. de 2021

Por gentileza, gostaria saber quais os produtos recomendados para tratamento da semente e substrato. Além si existe variedades resistentes à praga! Qual o tratamento em plantações de 1 ano; com alta incidencia!

Resposta do Portal Cursos CPT

28 de jun. de 2021

Olá, Lucas Gómez

Como vai?

Agradecemos sua visita ao nosso site!

O CPT trabalha com a produção e comercialização de cursos de capacitação a distância onde ao adquiri-los o aluno aprimora seus conhecimentos e enriquece sua grade curricular.

Em breve, uma das nossas consultoras entrará em contato com informações e esclarecimentos sobre os cursos que irão auxiliar você.

Atenciosamente,
Erika

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!