WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Cafeeiro: doenças causadas por fungos

As doenças fúngicas não dão trégua aos cafeicultores e atacam agressivamente as lavouras de café

Cafeeiro: doenças causadas por fungos

Somos os maiores produtores de café no ranking mundial, além de estarmos em segundo lugar entre os maiores consumidores de café seguindo os norte-americanos. “As duas espécies de café com grande destaque econômico são a Coffea arabica (café arábica) e Coffea canephora (conilon ou robusta). Ambos correspondem a 70% e 30% da produção mundial nessa ordem”, destaca Júlio César de Souza, professor do Curso CPT Pragas do Cafeeiro - Reconhecimento e Controle.

Entretanto, as doenças fúngicas do cafeeiro não dão trégua aos cafeicultores e atacam agressivamente as lavouras de café. Como resultado, causam prejuízos imensuráveis ao produtores, o que compromete seriamente os negócios. Sendo assim, torna-se impreterível investir em melhoramento genético das espécies de cafeeiro para que elas se tornem cada vez mais resistentes aos terríveis fungos. O bom manejo da cultura também é muito importante.

Mas quais as principais doenças fúngicas do cafeeiro?

Phoma


A mancha de phoma do cafeeiro surge com condições de altitude e clima favoráveis. O principal vilão causador dessa doença é o fungo Phoma ssp.. Quando acomete o cafezal, ele causa lesões escuras nas plantas, além da queda de chumbinhos e mumificações. Já nos frutos jovens de café, surgem lesões deprimidas escuras e úmidas.

São várias as medidas de controle da doença. Dentre as principais, temos o bom manejo no momento da adubação dos cafeeiros, a implantação da lavoura de café distante de locais com grande ocorrência de ventos frios e fortes, a utilização de quebra-ventos, bem como o controle químico com fungicidas sistêmicos.

Fusariose


Conhecida como murcha vascular, a fusariose do cafeeiro surge com o ataque do fungo Fusarium spp.. Seu principal alvo são os vasos condutores de seiva da planta. As plântulas do cafeeiro em viveiros ganham manchas escuras no caule inicial. Com a evolução da doença, pode ocorrer a morte da extremidade da planta. Nas mudas, lesões necróticas circundam o caule (do solo ao ápice). Como agravante, a muda pode secar e fenecer.

Já no cafezal, a fusariose causa murchamento e morte do terço superior dos cafeeiros, o restante da planta se mantém verde. Além disso, ocorre seca dos ponteiros e engrossamento do caule próximo ao nível solo. Nos viveiros, tratar as sementes com fungicidas sistêmicos e desinfetar a terra do substrato. Já na lavoura, proceder ao controle químico das plantas atacadas.

Ferrugem


A ferrugem do cafeeiro é causada pelo fungo Hemileia vastatrix, principalmente em regiões com altitudes de 400 a 600 metros. Quando em estágio avançado, os prejuízos são enormes, com perdas na produção em torno de 50%. Os primeiros sinais de ataque surgem nas folhas, que ganham a forma de pústulas. Além desse sintoma, as faces inferiores das folhas do cafeeiro se tornam alaranjada.

O ataque do fungo também causa no cafeeiro desfolhas precoces. Mesmo com tratamento, a recuperação da planta só ocorre após dois ciclos de cultivo do café. São utilizados fungicidas cúpricos protetores, bem como fungicidas sistêmicos. Com bom planejamento, o controle químico surte excelentes resultados.

Quer saber mais sobre o curso? Dê play no vídeo abaixo:

Conheça os Cursos CPT da Área Cafeicultura.

Leia o artigo "Quais os grãos de café mais produzidos no Brasil?"

Fonte: agronomos.ning.com

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!