WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Volumosos suplementares são para todo o rebanho? Sim ou Não?

Não necessariamente o produtor tem de fornecer volumosos suplementares para todas as categorias animais de seu rebanho. Existem situações em que outras estratégias podem ser utilizadas

Volumosos suplementares são para todo o rebanho? Sim ou Não?   Artigos Cursos CPT

 

Quando cultiva volumosos suplementares, o pecuarista deve ter em mente que a produção planejada tem de ser alcançada, havendo, por isso, a necessidade de utilizar a melhor tecnologia de cultivo possível.

“Por outro lado, com o tempo, a experiência acumulada no cultivo de um determinado volumoso, vai ajudar o produtor a aumentar a produtividade de seu cultivo, ou seja, aumentar a produção e reduzir o custo por tonelada de forragem suplementar produzida”, afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, professor do Curso a Distância CPT Pastoreio de Lotação Rotacionada para Gado de Leite e Corte.

Não necessariamente o produtor tem de fornecer volumosos suplementares para todas as categorias animais de seu rebanho. Existem situações em que outras estratégias podem ser utilizadas. O primeiro aspecto a analisar é a categoria animal a ser atendida. Na atividade leiteira, por exemplo, as vacas que estão na fase de pico de lactação merecem receber o melhor volumoso possível. Entretanto, vacas no terço final da lactação, justamente por apresentarem exigências nutricionais mais baixas, podem ser alimentadas com cana corrigida ou em pastagens de média qualidade.

Outro fator importante é o nível de intensificação do sistema. No caso das novilhas leiteiras, se o peso de cobertura é esperado em uma idade mais tardia, elas podem ser mantidas em pastos diferidos, consumindo a forragem seca e suplemento múltiplo. Por outro lado, se a meta de peso de cobertura deve ser atingida de forma precoce, o volumoso consumido terá de ser de alta qualidade.

Também, devem ser levados em conta os diferentes recursos disponíveis. Se não há irrigação, não haverá alternativa a não ser usar volumosos suplementares produzidos previamente. Se a área disponível para cultivos é muito pequena e a terra é muito cara, a cana de açúcar tende a ganhar importância como volumoso, por sua alta capacidade de produção por área. Ou, ainda, se a fazenda pode investir em irrigação e conta com água e energia para isso, a pastagem irrigada será um excelente recurso, que pode ser usado com muita versatilidade.

Todas essas alternativas devem ser analisadas com cuidado, conforme o contexto da propriedade, para uma tomada de decisão acertada.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Quanto produzir de forragem para alimentar o gado de corte na seca?
- Por que planejar alternativas de pastagens para o gado de corte?

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT da área Pastagens e Alimentação Animal.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!