Plantio direto traz benefícios ambientais e ao produtor

Formação de pastagens com plantio direto na palha, se feito com técnicas adequadas, garante a formação de uma pastagem tão boa ou melhor que a formada pelos métodos tradicionais

https://cptstatic.s3.amazonaws.com/imagens/enviadas/materias/materia2426/m-plantio-direto.jpg

O plantio direto consiste no cultivo sem o revolvimento do solo por aração e gradagem, e na manutenção da superfície do solo de uma camada de resíduos vegetais, a palhada.

A técnica de plantio direto na palha tem sido usada na agropecuária com o objetivo de viabilizar a sustentabilidade da capacidade produtiva do solo, pela redução de perdas por erosão hídrica e eólica, mantendo a cobertura vegetal (palhada), reduzindo o assoreamento e a eutrofização de represas e cursos d'água, com melhoria das condições físicas, químicas e biológicas do solo, elevando sua capacidade de infiltração e retenção de água. Isso influencia, também, no seu teor de matéria orgânica, promovendo, portanto, a preservação do meio ambiente.

Além dos benefícios ambientais, o sistema de plantio direto beneficia o produtor, reduzindo o uso de máquinas e o tempo gasto para a implantação da lavoura, pois evita as operações de aração e gradagem, e permite incorporar áreas anteriormente consideradas improprias para a agricultura. Entre elas, as que apresentam solos rasos e sensíveis à erosão, com afloramento de rochas e com declividade que dificulta a mecanização.

Esse sistema de plantio consiste no cultivo sem o revolvimento do solo por aração e gradagem, e na manutenção da superfície do solo de uma camada de resíduos vegetais, a palhada, que pode ser formada por restos de culturas ou de vegetação nativa. O solo é preparado somente na região de semeadura, sendo a semente colocada em sulcos ou covas com largura e profundidade suficientes para a adequada cobertura e contato das sementes com a terra.

O plantio direto na palha, a palhada, além de proteger o solo contra a ação direta da gota de chuva e do vento, dificulta a velocidade do escorrimento superficial da água e facilita a infiltração, por não haver formação de crosta. A infiltração também é favorecida pela porosidade proporcionada pela decomposição do sistema radicular das plantas que foram dessecadas, ou de cultivos anteriores e, também, pela estrutura porosa oriunda da atividade de insetos e minhocas no solo.

No sistema de plantio direto na palha, as operações relacionadas à formação de pastagem são reduzidas em relação ao sistema de plantio convencional. Principalmente, aquelas que requerem uso intensivo de máquinas, como aração e gradagem, que são substituídas no plantio direto pela dessecação para formação da palhada, com a vantagem de manter a umidade do solo por maior tempo e reduzir a emergência de plantas daninhas, favorecendo o desenvolvimento da forrageira. A técnica de formação de pastagem nesse sistema prevê as seguintes operações: limpeza da área, análise do solo, calagem, dessecação da vegetação, adubação e plantio.

https://cptstatic.s3.amazonaws.com/imagens/enviadas/materias/materia2426/m-plantio-direto-palhada.jpg

Simples, de fácil execução e baixo custo, se for realizada utilizando técnicas adequadas, garante a formação de uma pastagem tão boa ou melhor que a formada pelos métodos tradicionais.

No curso “Formação de Pastagens com Plantio Direto”, elaborado pelo CPT – Centro de Produções  Técnicas, são apresentados todos os detalhes de forma objetiva e prática. Para isso, são abordados os assuntos: técnica do plantio direto, calendário e as etapas de formação, análise do solo, correção com calagem, dessecação da vegetação, adubação, semeio e manejo inicial de estabelecimento.

Nele você receberá informações do professor doutor Lino Roberto Ferreira e  da doutora Ernani Luiz Agnes, do Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Viçosa, bem como do doutor Francisco Cláudio Lopes de Freitas, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido.

Após fazer o curso e ser aprovado na avaliação, o aluno recebe um certificado de conclusão emitido pela UOV – Universidade On-line de Viçosa, filiada mantenedora da ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância.

É uma técnica que reduz os custos de implantação, facilitando a formação de novas pastagens e, principalmente, a renovação de pastagens degradadas, incrementando a competitividade da produção leiteira ou da engorda a pasto. Simples, de fácil execução e baixo custo, se for realizada utilizando técnicas adequadas, garante a formação de uma pastagem tão boa ou melhor que a formada pelos métodos tradicionais.

 

Cursos Relacionados

Curso Adubação de Pastagens Curso Adubação de Pastagens

Com Prof. Adilson Aguiar

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Formação de Pastagens com Plantio Direto Curso Formação de Pastagens com Plantio Direto

Com Prof. Dr. Ernani Agnes, Prof. Dr. Francisco de Fre...

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Pastagens e Alimentação Animal

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade