WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Especialista: Pastejo desuniforme é problema para o pecuarista!

Um dos maiores problemas enfrentados pelo manejador no método de pastoreio contínuo é o pastejo desuniforme, ou seja, as áreas onde o pastejo se concentrou ficam superpastejadas e as áreas deixadas de lado, subpastejadas

Especialista: Pastejo desuniforme é problema para o pecuarista!   Artigos Cursos CPT

 

Um dos maiores problemas enfrentados pelo manejador no método de pastoreio contínuo é o pastejo desuniforme, ou seja, quando o subpastejo e o superpastejo ocorrem simultaneamente. Esse fenômeno decorre do fato de os animais, por motivos variados, concentrarem o pastejo em determinadas áreas do pasto em detrimento de outras áreas.

“As áreas onde o pastejo se concentrou ficam superpastejadas e as áreas deixadas de lado, subpastejadas”, afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, professor do Curso a Distância CPT Manejo de Pastagens, em Livro+DVD e Curso Online.

Para os animais, o pastejo desuniforme determinará redução do consumo de forragem de boa qualidade, enquanto para o pasto determinará degradação das áreas onde o pastejo se concentrou. Para o pecuarista, o pastejo desuniforme significa perder a chance de aproveitar parte da forragem disponível para a produção de carne ou leite. Significa também ter todo o pasto em declínio, já que as áreas não ocupadas pelos animais tenderão a entrar em declínio por causa do subspastejo, ao mesmo tempo em que as áreas de maior concentração do pastejo tenderão a declinar por causa do superpastejo.

Causas da desuniformidade do pastejo


Quando pastejam, os bovinos são seletivos, colhendo primeiro as folhas mais tenras, depois o restante do material verde, até chegarem, se ainda tiverem forma, a consumir das folhas mais velhas e mesmo as secas. Além disso, eles preferem pastejar em locais próximos aos bebedouros ou aguadas, nas áreas vizinhas aos cochos de suplementação e nas proximidades das áreas de sombra, como em torno de árvores.

Os bovinos procuram se deslocar o mínimo possível na busca por alimentos em sua área de vida. Estudos mostram que os deslocamentos tendem a se limitar a um máximo de 200 metros. Isso implica que, se as árvores, os cochos de sal e as aguadas estão próximos uns dos outros, a área mais exigida pelo pastejo será as suas cercanias. O resultado é que essas áreas são potencialmente as que serão mais submetidas ao superpastejo, enquanto as áreas mais distantes serão subpastejadas. Enquanto os animais puderem saciar a fome, consumindo apenas o capim mais próximo, não irão para os fundos do pasto, mesmo que o capim seja de pior qualidade.

O formato do pasto também influencia o comportamento de pastejo dos bovinos. Pastos retangulares muito longos ou que tenham quinas ou formatos irregulares tendem a ser mais afetados pelo pastejo irregular. A concentração de pastejo se dará nas proximidades de cochos, bebedouros e locais sombreados. Em consequência, as quinas, os alongamentos estreitos e as áreas mais distantes ou de acesso difícil, normalmente, serão subpastejados.

Decorre ainda do pastejo desuniforme um desequilíbrio na distribuição das fezes no terreno. Embora o estrume faça parte da ciclagem de nutrientes, seu acúmulo será prejudicial às gramíneas, contribuindo, adicionalmente, ao superpastejo para a degradação de áreas próximas aos cochos, bebedouros e árvores.

Quer saber mais sobre o assunto? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Pastagens e Alimentação Animal.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!