WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Criação de búfalos está em expansão

Os búfalos tem a capacidade de adaptação às mais variadas condições de clima a de solo

 

Apesar da aparência de bravios, os búfalos são animais dóceis, de grande rusticidade.

Em terras e climas onde os bovinos não têm apresentado bons índices de produtividade, os búfalos, por sua rusticidade, têm-se destacado na produção de leite, carne e trabalho.

Apesar da aparência de bravios, os búfalos são animais dóceis, de grande rusticidade a capacidade de adaptação às mais variadas condições de clima a de solo.

A bubalinocultura, no Brasil, é uma atividade recente, talvez por esse fato, cercada de muitas dúvidas. O rebanho está em formação e a população atual é de aproximadamente 3 milhões de cabeças e tem apresentado, nos últimos quinze anos, um crescimento anual da ordem de 12%. Estimativas do IBGE apontam para 54 milhões de animais no ano de 2026, espalhados por todo o território brasileiro.

Dentre as 19 raças existentes no mundo, quatro são criadas no Brasil: Carabao (de origem filipina), Jafarabadi a Murrah (oriundas da Índia) e a Mediterrânea (de origem italiana). Com exceção do Carabao - voltada para a produção de carne a tração - todas as outras raças são consideradas de dupla aptidão, ou seja, para produção de carne e leite, sendo que por aqui já existem alguns rebanhos selecionados para produção de leite e também para a produção de carne.

Por sua força, são também utilizados como animais de tração (arado, grade, carroça etc.) e montaria, principalmente em regiões alagadiças, por cause do tipo de casco que possuem.

A maior parte do rebanho brasileiro concentra-se na região Norte e é criado de forma extensiva, voltado para o corte; já os criatórios direcionados para a produção de leite têm experimentado grande impulso  e estão concentrados no Sudeste e Sul, principalmente em São Paulo e no Paraná.

Uma característica marcante da espécie é o grande potencial para a produção de carne. Pesquisas têm indicado que os búfalos exibem elevada velocidade de crescimento,apresentando valores de ganho de peso muito semelhantes ao de bovinos zebuínos e taurinos.

Segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, a carne de búfalos contém 40% menos colesterol, 55 % menos calorias, 11 % mais proteínas a 10% mais minerais do que a bovina, sendo, portanto, mais indicada pare a saúde humana. Veja na Tabela 1 a composição média da carne de bovinos e de bubalinos.

 

Tabela 1- Comparação das carnes bovina a bubalina (para cada 100 g)
 
Búfalo
Boi
Calorias (em Kcal)
131,00
289,00
Proteína
26,83
24,07
Colesterol
61,00
90,00
Minerais (mg)
641,80
583,70
Vitaminas (mg)
20,95
18,52
Fonte:USDA - Departamento de Agricultura dos Estados Unidos

 

 

 

 

 

 

 

A produção de leite é uma atividade importantíssima em vários países do mundo, especialmente pare a fabricação de derivados. Isso, porque a qualidade desse leite (ver tabela 2) e o seu aproveitamento industrial são extraordinários. Ele é altamente adequado pare a fabricação de produtos lácteos. É mais concentrado que o leite bovino, ou seja, apresenta menos água a mais matéria seca. O teor de gordura é duas vezes maior que o da vaca, rendendo mais que o dobro na produção de mozzarela e manteiga.

 

Tabela 2 - Porcentagem média dos constituintes do leite bubolino e bovino (%).
Tipo de leite
Gordura
Proteína
Lactose
Sólidos Totais
Búfala
7,64
4,36
4,83
17,96
Vaca Européia
3,90
3,47
4,75
12,82
Vaca Zebú
4,97
3,18
4,59
13,45
Fonte: The water buffalo. PAO Animal/produstion and Health Series No. 4, 1977.

 

Apesar de todas as características favoráveis citadas anteriormente, existe, ainda, muita desinformação e preconceito a respeito da criação destss animais a de seus produtos a derivados.

Em alguns Estados já existem programas de incentivo à bubalinocultura, promovidos tanto pela iniciativa governamental como de particulares. De modo geral, funciona por meio do empréstimo, anualmente, a pequenos e médios proprietários de terras, de lotes de fêmeas e um reprodutor cada um, durante alguns anos. Os objetivos principais seriam desenvolver a criação de búfalos nas diferentes regiões, estruturar a produção de leite, carne e trabalho, melhor ar o aproveitamento das áreas impróprias para a agricultura e pecuária bovina, bem como capitalizar pequenos e médios criadores, fixando-os ao meio.

Por meio de um convênio entre o CPT - Centre de Produções Técnicas - e a UFV - Universidade Federal de Viçosa, surgiu a oportunidade de produção de um filme sobre criação de búfalos. Esse filme permitirá que a natureza desta espécie animal tão promissora seja melhor conhecida e compreendida por um grande número de produtores rurais, estudantes das áreas de ciências agrárias a interessados de todo o país.

O curso mostra a origem dos bubalinos, as raças criadas no Brasil, aptidões e potencialidades para a produção de carnes, leite, trabalho e lazer, bem como a utilidade de seus subprodutos. É feita também, uma abordagem sobre os índices zootécnicos obtidos nas diferentes fases de criação e faz-se comentário sobre os programas de incentivos à criação de bubalinos. São apresentados relatos de produtores que estão investindo e tendo sucesso na criação de búfalos, tanto para a produção de leite como para a produção de carne.

Nesse curso, com o intuito de melhor esclarecer os interessados, serão enfocadas algumas questões de manejo (produtivo, reprodutivo, sanitário, etc.) dos animais nas diferentes fases de sua vida, bem como as instalações (currais, cercas, estábulos, bezerreiros, etc.) utilizadas.

Como é uma atividade recente no Brasil e um assunto novo para a maioria, não se tem a pretensão de divulgar um "Tratado" sobre criação de búfalos, porém, uma certeza prevalecerá: todos aqueles que assistirem ao filme terão as condições mínimas pare se iniciarem na atividade, cabendo sempre ressaltar que o acompanhamento técnico de um Zootecnista, Médico Veterinário ou Engenheiro Agrônomo no planejamento da criação, é de suma importância para o sucesso da atividade.

André Mendes Jorge
Pesquisador Científico do Instituto de Zootecnia, Nova Odessa - SP, Doutorando Pela Universidade Federal de Viçosa.

Salvar

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!