WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Por que alimentar bem as vacas no pré-parto?

Não oferecer os cuidados necessários às vacas em pré-parto desencadeia grandes consequências para a produção e que podem perdurar por anos

Por que alimentar bem as vacas no pré-parto?   Artigos CPT

Você sabia que o período pré-parto das vacas é composto pelos 21 dias antes do parto e faz parte do período de transição, que engloba os 21 dias antes do parto e os 21 dias após o parto? Sabia também que no pré-parto a vaca ainda está no período seco, que é uma pausa na lactação fundamental para a recuperação das glândulas mamárias e renovação das células para uma futura nova lactação?

Muitos produtores julgam que as vacas em pré-parto só trazem prejuízos, já que não produzem leite, por isso negligenciam esse estágio. Entretanto, não oferecer os cuidados necessários às vacas em pré-parto desencadeia grandes consequências para a produção e que podem perdurar por anos”, explica Pedro Henrique de Araújo Carvalho, professor do Curso CPT Estratégias de Alimentação para Vacas em Pré-parto e Lactação.

Na fase pré-parto existem algumas limitações relacionadas à própria vaca, ao manejo desses animais e ao aproveitamento da dieta, por isso admite particularidades no seu manejo nutricional. Vamos, agora, conhecer algumas particularidades das vacas no período pré-parto que explicam a necessidade de melhor atenção quanto à alimentação.

1- As vacas no pré-parto apresentam baixo consumo de matéria seca, pois, como boa parte da sua cavidade abdominal está ocupada pelo feto, há pouco espaço no rúmen para a digestão de alimentos. Entretanto, o feto em desenvolvimento encontra-se em crescimento acelerado, com taxas de ganho de peso de até 500 g a 1 kg por dia, tirando seu aporte nutricional diretamente da nutrição da mãe. Além disso, as nulíparas, no pré-parto, passam por um desenvolvimento muito acelerado da glândula mamária, culminando na colostrogênese, que será mais intensa nas últimas horas antes do parto, mas já se iniciando 30 dias antes dele.

2- O colostro, em função da sua alta densidade energética, é um composto que precisará de muita quantidade de nutrientes para ser formado. Nesse sentido, o consumo decrescente a partir da terceira semana pré-parto coloca a vaca em situação de balanço energético e proteico negativo. O animal precisará, então, mobilizar o tecido corporal para suprir a mantença e a exigência de formação do colostro e desenvolvimento fetal.

3- Em animais de alta produção, o balanço energético negativo é inevitável, apenas cabendo aos produtores preocuparem-se em diminuir sua intensidade por meio de ações como:

• Evitar que as vacas, principalmente as de alta produção, sejam acometidas por distúrbios metabólicos como hipocalcemia, cetose e esteatose hepática.
• Evitar a diminuição do aporte nutricional para a glândula mamária para uma boa produção de colostro.
• Não diminuir o aporte nutricional para o útero gravídico, pois o feto deve ter um crescimento adequado para que tenha um peso satisfatório ao nascimento.

Tais ações giram em torno do consumo de matéria seca, o qual será o principal determinante da eficiência durante o período pré-parto. Quanto mais perto da data do parto, menor será o consumo pela vaca, o que se deve principalmente por questões hormonais, como a alta concentração de estrógeno, a queda na progesterona no fim da gestação e o útero gravídico liberando cortisol fetal. Portanto, todo o manejo nutricional do pré-parto será baseado em tentar aumentar o consumo de matéria-seca e de alguns nutrientes específicos.

Gostou das nossas dicas? Leia a(s) matéria(s) abaixo e aprenda mais sobre o assunto:


Dietas para vacas no pré-parto? Aprenda alguns segredos aqui!

Conheça os Cursos CPT da área Gado de Leite.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!