WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Plantas mais utilizadas em aplicações veterinárias

Dos métodos utilizados em terapia na Medicina Natural, a fitoterapia é, sem dúvida, um dos mais antigos

Plantas usadas na medicina veterinária

 

Existem centenas de espécies de plantas que são utilizadas na fitoterapia, tanto na cura de seres humanos como de animais. Todavia, algumas delas apresentam um uso mais frequente. A seguir, são apresentadas as espécies mais usadas em bovinos.

→Arnica: De ação adstringente e cicatrizante é utilizada no tratamento de ferimentos, na pele e de traumatismo e contusões variadas.

→Babosa: Conhecida por sua ação regeneradora e antioxidante natural, possui reconhecidas propriedades antibacteriana e cicatrizante, sem contar sua capacidade de reidratar a pele, o que lhe confere alto poder cicatrizante em casos de queimaduras.

→Bálsamo: Usada na medicina popular como emoliente, cicatrizante, digestivo, curativo de contusões, torções, machucados, ferida gangrenosas, além de úlceras, inflamações gastrintestinais e cutâneas. A sua aplicação no manejo sanitário de bovinos para produção orgânica de leite se deve, principalmente, pela sua ação analgésica e anti-inflamatória, que reduz a dor decorrente de torções ou outros problemas musculares.

→Confrei: As folhas de confrei são usadas desde a antiguidade no preparo de chás, usados no tratamento de doenças gastrintestinais, disenterias, inflamações, reumatismos, hemorroidas e tosses. Na pecuária, é muito usado por causa de sua ação antisséptica, merecendo destaque na eficiência do controle de bicheiras.

→Carqueja: Suas propriedades medicinais incluem o tratamento de anemias e asma, apresentando ação antibiótica e anti-inflamatória, além de efeitos depurativos, digestivos e diuréticos. Serve, também, como estimulante hepático, hepatoprotetor e vermífugo. Outra importante ação da carqueja é sua atividade bacteriostática e bactericida de amplo espectro, o que lhe garante alta capacidade desinfetante e antisséptica. Todos esses princípios tornam essa planta de grande utilidade para o rebanho leiteiro, em especial sua ação desinfetante.

→Citronela: A maior qualidade do óleo de citronela é sua conhecida ação como repelente de insetos de origem vegetal, ou seja, trata-se de um biopesticida com modo de ação não tóxico e que possui também propriedades antifúngicas. Essas características a tornam  uma planta muito útil na pecuária, usada como repelente de insetos das mais variadas espécies, especialmente os carrapatos e as moscas. É usada também como desinfetante bactericida de eficácia comprovada.

→Tansagem: Suas principais propriedades são as ações depurativas, hemostáticas, expectorantes, tônicas, cicatrizantes, anti-inflamatórias e antissépticas. Por isso, na medicina popular, é usada no tratamento de problemas respiratórios; inflamações como otite, gengivite e estomatite; febres em geral; diarreia; dermatoses e picadas de inseto.

→Terramicina: Possui ação desinfetante no ambiente e antibiótica nos animais, sendo muito importante para a fitoterapia veterinária.

De acordo com a professora Luana Barros, do Curso CPT Manejo Sanitário de Bovinos, essas plantas medicinais são de grande utilidade no manejo sanitário do rebanho bovino para a produção de leite orgânico.

Por: Ana Carolina dos Santos.

 

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!