WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Pesquisadores potencializam produção de leite orgânico

Para garantir uma pastagem livre de insumos químicos, os pesquisadores da Embrapa estão desenvolvendo produtos alternativos para fixação de nitrogênio no solo

Pesquisadores potencializam produção de leite orgânico

 

Com o aumento da demanda por alimentos orgânicos, a produção de leite orgânico tornou-se uma excelente oportunidade de negócio para pequenos produtores. Mas para conseguir um alimento com tais características, pesquisadores da Embrapa estão desenvolvendo uma pastagem sem nenhum indício de compostos químicos. Com isso, eles pretendem potencializar a produção do gado leiteiro no sistema orgânico de criação.

Segundo a professora Luana Barros, do Curso CPT Produção de Leite Orgânico, produzir leite orgânico é bastante viável, tanto em termos tecnológicos como de mercado. Entretanto, muitos produtores de leite do país desconhecem as técnicas utilizadas para a obtenção desse tipo de produto.

Daí a extrema importância dos estudos feitos por especialistas, que visam à produção de leite orgânico por meio de técnicas avançadas, sem afetarem a qualidade e a característica do leite isento de elementos químicos.

Em geral, sistemas de produção de leite tradicionais ainda utilizam produtos químicos para controlar parasitas, o que não acontece no sistema orgânico de produção. Para o controle parasitário das vacas orgânicas, o pequeno pecuarista utiliza produtos homeopáticos e fitoterápicos, sem resíduos químicos.

Em relação à pastagem, os pesquisadores estão desenvolvendo produtos alternativos para fixação de nitrogênio no solo. Um alimento com alto potencial para isso são as leguminosas, pois elas aceitam muito bem o fosfato de rocha e o pó de rocha, totalmente naturais.

A finalidade principal dos especialistas é impulsionar a cadeia de leite orgânico no Brasil. Atualmente, só são produzidos (por ano) cinco milhões de litros (apenas 0,01%), muito aquém das expectativas.

É bom lembrar que a produção de leite orgânico é um diferencial no mercado, com alto valor e aceitação, o que garante aos produtores um faturamento de 50% a mais do que os que produzem leite comum.

Portanto, vale a pena investir nesse sistema de produção!

Por Andréa Oliveira.

Fontes: Amambai Notícias e Cursos CPT.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!