WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

O que causa a doença mastite nas vacas leiteiras? Eu te explico

Inflamação das glândulas mamárias e fatores predisponentes


A mastite é uma doença que afeta as glândulas mamárias das vacas leiteiras, sendo caracterizada pela inflamação e por alterações físicas, químicas e bacteriológicas do leite, além de alterações no tecido glandular, explica o Prof. Dr. José Renaldi Feitosa Brito, do Curso Prevenção e Controle de Mastite.

Além dos agentes infecciosos, como bactérias, fungos, leveduras, algas e vírus, diversos fatores predisponentes podem contribuir para o desenvolvimento da doença. Entre esses fatores estão:

Traumatismos nas tetas e úbere, causados por objetos como arames, galhos secos e pregos, que podem servir de porta de entrada para microrganismos.


Deficiência na higiene do úbere, instalações e utensílios utilizados na ordenha, que podem favorecer a contaminação cruzada entre vacas.


Ambientes úmidos, sem ventilação e com camas sujas, que criam condições favoráveis ao desenvolvimento de microrganismos.


Idade das vacas, sendo mais comum em vacas mais velhas devido ao relaxamento do esfíncter e perda da camada protetora de queratina.


Presença de leite residual no úbere, resultante de uma ordenha incompleta, favorecendo o desenvolvimento bacteriano.


Problemas na ordenhadeira mecânica, como falhas no sistema de vácuo e peças desgastadas, que podem causar lesões nas tetas.


Alimentação desequilibrada, com excesso de proteína ou deficiência de vitamina A, que pode comprometer a capacidade defensiva do úbere.


Outras doenças como brucelose, tuberculose, leptospirose, leucose, metrite, varíola e pseudovaríola.


Conformação do úbere ou das tetas, como esfíncter das tetas em chuveirinho ou úbere pêndulo, que podem dificultar a ordenha adequada.


Portanto, a mastite em vacas leiteiras é uma doença multifatorial, resultante da interação entre agentes infecciosos e fatores predisponentes. A prevenção eficaz envolve medidas como garantir uma boa higiene, realizar uma ordenha adequada, manter um ambiente limpo e adequado, oferecer uma alimentação balanceada e controlar outras doenças no rebanho. Ao adotar essas medidas, os produtores podem reduzir significativamente a incidência de mastite e garantir a saúde e produtividade de suas vacas leiteiras.


O que causa a doença mastite nas vacas leiteiras? Eu te explico

Curso Prevenção e Controle de Mastite é a melhor escolha para quem busca acesso a conteúdos específicos e atualizados, orientações práticas e técnicas fundamentais para alcançar o sucesso profissional. Invista em você. Invista em conhecimento.

Conheça os Cursos CPT da área Gado de Leite.

Por: Thiago de Faria

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!

Precisa de ajuda?