Cursos da Área Curso Pastoreio de Lotação Rotacionada para Gado de Leite e Corte Curso Inseminação Artificial em Bovinos - Convencional e em Tempo Fixo Curso Planejamento Alimentar em Sistema de Pastejo - Para Gado de Leite e Corte Curso Fabricação de Ração na Fazenda Curso Alimentação de Vacas Leiteiras em Pasto e em Confinamento Curso Enquanto o Veterinário Não Chega - Atendimento a Bovinos Curso Produção de Leite em Pasto Curso Prevenção e Controle de Mastite Curso Cana Ureia - Alimento de Baixo Custo para Bovinos Curso Melhoramento Genético de Gado de Leite Curso Manejo da Vaca Gestante no Parto e Pós-Parto Curso Como Produzir Mais Leite e Mais Bezerras Curso Sistema Superintensivo de Produção de Leite em Pasto Curso Shamballah - O Segredo da Alta Produtividade Leiteira Curso Bezerras de Raças Leiteiras - Do Nascimento ao Desaleitamento Curso Conforto Animal para Maior Produção de Leite Curso Produção de Leite em Confinamento Curso Ordenha Mecânica Curso Controle de Carrapato, Berne e Mosca-dos-Chifres Curso Formação e Manejo de Capineira Curso Recria de Novilhas para Produção de Leite Curso Sistemas Silvipastoris - Consórcio de Árvores e Pastagens Curso Criação de Bezerros de Raças Leiteiras para Corte Curso Pastejo Rotativo em Capim-Elefante Curso Pastoreio Voisin para Gado de Leite Curso Produção de Leite Orgânico Curso Vacas Meio-Sangue para Produção de Leite Curso Manejo Sanitário de Bovinos para Produção Orgânica de Leite Curso Avaliação, Julgamento e Preparo de Vacas Leiteiras para Eventos Curso Produção de Vitelos Áreas Afins 28Gado de Corte 17Pastagens e Alimentação Animal 2Produção Orgânica de Leite Depoimentos dos Alunos Alunos de Sucesso Depoimentos Publicações TV Cursos CPT Artigos Notícias Dicas Cursos CPT Entretenimento Beirada de Fogão Melhores Filmes do Cinema Reflexões

Como alimentar os bezerros para a produção de vitelos

O colostro é a mais importante alimentação dos vitelos após o nascimento, pois lhes fornecerá anticorpos e resistência a doenças comuns no período neonatal

Como alimentar os bezerros para a produção de vitelos

 

Colostro

Colostro é a secreção da glândula mamária no início da lactação, podendo durar de três a seis dias. Também conhecido como leite sujo, o colostro não tem valor comercial, mas é ele que garantirá a sobrevivência dos bezerros, logo após o nascimento, fornecendo a ele os anticorpos para que crie resistência a doenças.

Em virtude do tipo de placenta da vaca, que impede a transferência de anticorpos para o feto, os bezerros nascem praticamente desprovidos de defesas contra os agentes de doenças que os desafiarão no período neonatal. Assim, os anticorpos maternos, denominados imunoglobulinas, são transferidos aos bezerros recém-nascidos quando da ingestão do colostro.

Entretanto, para que seja efetivo, é essencial que sua ingestão ocorra antes de qualquer outra substância (água suja, restos de placenta e outros). Mesmo porque a concentração de imunoglobulinas, que é máxima no colostro obtido na primeira ordenha, decresce nas ordenhas subsequentes. Além disso, a capacidade de absorção das imunoglobulinas pela parede intestinal do bezerro (vitelo) diminui com o tempo.

Portanto, é importante que o colostro seja ingerido, em torno de 2 kg, o mais cedo possível, até seis horas após o nascimento, preferencialmente mamando na vaca. Este deve ser fornecido de forma integral, sem diluições, durante os primeiros três dias de vida. Nas primeiras 24 horas, é importante que os vitelos recebam, pelo menos, 5 a 6 kg de colostro. Além das imunoglobulinas, ele é rico em vitaminas e minerais, importantes para a sua nutrição nos primeiros dias de vida.

A semana após o colostro

Apesar de existirem diferentes programas de alimentação dos bezerros para a produção de vitelos, deve-se ter em mente que o objetivo primeiro é fazer com que eles sobrevivam, e bem, às três primeiras semanas, que são as mais críticas. Neste período, deve-se controlar a quantidade de alimento fornecido. A partir de então, deve-se procurar maximizar a quantidade de alimento, visando a altas taxas de ganho de peso.

Quando se utiliza leite integral, sugere-se o fornecimento de 4 litros/animal/dia, divididos em duas refeições diárias. No caso de utilização de sucedâneos de leite, são fornecidas pequenas quantidades (150 g/bezerro/refeição) diluídas em água, na proporção de 1: 9 a 1:12, durante esta semana.

Da terceira semana em diante

A partir do 15° dia de vida do bezerro, a quantidade de leite a ser oferecida deve ser igual a 13,5% do seu peso. No caso de sucedâneos de leite, deve-se sempre seguir as instruções do fabricante do produto quanto à fase de adaptação, às quantidades e às concentrações indicadas. Neste período, a habilidade do tratador em reconhecer o quanto cada bezerro pode ingerir, com segurança, é de fundamental importância para o sucesso do pecuarista.

Quando o consumo diário de dieta líquida exceder a 6 litros/vitelo, pode-se fornecê-la em três refeições diárias e iguais, caso rejeite, sistematicamente, parte da refeição. Contudo, isto implica aumento na mão de obra e variação na qualidade do leite, que terá de ficar separado e guardado.

Da mesma forma, deve-se estabelecer e seguir, rigorosamente, os horários para as refeições.temperatura da dieta deve ser sempre a mesma, evitando-se os extremos, alimento muito quente ou gelado. Qualquer mudança na alimentação deve ser feita de forma gradativa.

Assim, a introdução de sucedâneo de leite na dieta dos bezerros deve ser feita prevendo-se um período de adaptação, em que o novo alimento vai sendo introduzido progressivamente. Caso contrário, os bezerros (futuros vitelos) poderão apresentar distúrbios digestivos e/ou reduzirem o consumo, com consequências negativas para o ganho de peso e/ou custo de produção.

O sucedâneo de leite a ser utilizado na produção de vitelos deverá basear-se em produtos lácteos, com, no mínimo, 20% de proteína e 16 a 25% de gordura. Não há dúvida de que o teor de gordura do sucedâneo é importante, uma vez que carcaças inferiores foram obtidas quando o sucedâneo continha somente 12,5% de gordura.

Da mesma forma, é importante verificar a relação proteína/energia no sucedâneo. Ela deve estar próxima a 34,7 mg de proteína digestível/Kcal de energia digestível. Considerando a alta digestibilidade (em torno de 90%) da proteína e da energia dos produtos lácteos, esta relação pode ser aplicada à energia e à proteína bruta.

Os bons sucedâneos de leite possuem suplementos minerais (com baixos teores de ferro) e vitamínicos em sua composição. Por isso, a suplementação com as vitaminas A, D e E justifica-se plenamente, assim como os antibióticos. Entretanto, ainda não se comprovou a necessidade da suplementação com vitaminas do complexo B, mas normalmente elas são incluídas por medida de segurança, e em decorrência do baixo custo.

Seguindo rigorosamente a alimentação dos bezerros que se tornarão vitelos, o produtor rural só tem a ganhar!

Por Andréa Oliveira.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Gado de Leite, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas.

Entre eles, destacam-se:

Curso CPT Produção de Vitelos

Curso CPT Técnicas Simples para Produzir Mais Leite e Mais Bezerros

Curso CPT Bezerras de Raças Leiteiras do Nascimento ao Desaleitamento

Curso CPT Criação de Bezerros de Raças Leiteiras para Corte

Curso CPT Recria de Novilhas para Produção de Leite

Curso CPT Enquanto o Veterinário Não Chega - Atendimento a Bovinos

Cursos Relacionados

Curso Enquanto o Veterinário Não Chega - Atendimento a Bovinos Curso Enquanto o Veterinário Não Chega - Atendimento a Bovinos

Com Prof. Dr. Pacifico Antônio Diniz

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Vitelos Curso Produção de Vitelos

Com Prof. Dr. Henrique Bruschi e Prof.ª Dra. Rosane Scatamburlo

R$ 378,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Bezerras de Raças Leiteiras  - Do Nascimento ao Desaleitamento Curso Bezerras de Raças Leiteiras - Do Nascimento ao Desaleitamento

Com Prof. Oriel Fajardo e Prof.ª Dra. Rosane Scatamburlo

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Recria de Novilhas para Produção de Leite Curso Recria de Novilhas para Produção de Leite

Com Prof. Oriel Fajardo

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Criação de Bezerros de Raças Leiteiras para Corte Curso Criação de Bezerros de Raças Leiteiras para Corte

Com Prof. Oriel Fajardo e Prof.ª Dra. Rosane Scatamburlo

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Produzir Mais Leite e Mais Bezerras Curso Como Produzir Mais Leite e Mais Bezerras

Com Prof.ª Beatriz Lopes

R$ 498,00 à vista ou em até 12x de R$ 41,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Gado de Leite

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade