WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Tipos de controle de verminoses em gado de corte

O pecuarista deve se fundamentar na pastagem durante o ano e na dinâmica dos vermes nos bovinos para realizar as vermifugações nos períodos mais propícios e obter melhores resultados

Tipos de controle de verminoses em gado de corte

Em praticamente todo o território nacional, na época das chuvas, as larvas conseguem sobreviver nas pastagens. Na verdade, cerca de 95% dos endoparasitas existentes persistem nas pastagens na estação das águas. Por outro lado, na estiagem – que ocorre nos meses de junho, julho, agosto, a população de larvas nas pastagens é significativamente reduzida embora muitos vermes já tenham infectado os bovinos.

Nesse sentido, o tratamento do gado de corte com vermífugos no período das chuvas surte poucos efeitos, pois a taxa de reinfecção é elevada devido à grande população de larvas nas pastagens. Por esses motivos, a aplicação de vermífugos deve ser realizada na estiagem para uma ação mais efetiva dos antiparasitários nos vermes. Dessa forma, os bovinos terão poucos vermes na estação das águas, o que diminui a contaminação das pastagens por ovos.

No caso da vermifugação em bezerros, muitos acreditam ser desnecessária pela baixa mortalidade causada pelos endoparasitas. Entretanto, quando os bezerros são vermifugados antes da desmama, eles apresentam maior ganho de peso em comparação a bezerros não tratados com vermífugos. Nesse sentido, cabe ao proprietário ou médico veterinário realizar (ou não) o tratamento nessa fase considerando aspectos econômicos.

Vejamos os tipos de controle de verminoses em gado de corte:

Controle estratégico


O controle estratégico previne novas infestações de pastagens, com resultados a médio e longo prazos. Por meio dele, os vermífugos são utilizados de forma racional para manter as cargas parasitárias no rebanho adequadas à produção animal. Com isso, o pecuarista tem o melhor custo-benefício quando comparado a outros tipos de controle.

Para maior eficiência do controle estratégico, o pecuarista deve se fundamentar em alguns fatores, como condições da pastagem durante o ano e dinâmica dos vermes nos bovinos, para realizar as vermifugações nos períodos mais propícios e obter melhores resultados.

Controle tático


No controle tático, a vermifugação dos bovinos ocorre quando condições ambientais favorecem a proliferação dos vermes nas pastagens. Esse tipo de controle também é realizado quando práticas de manejo, como entrada dos animais em novas pastagens ou compra de animais, tornam necessária a vermifugação do rebanho.

Controle supressivo


No controle supressivo, os vermífugos são ministrados em intervalos pré-estabelecidos ao longo do ano. Esse tipo de controle pode resultar em dosagens desnecessárias, além aumentar a resistência dos vermes aos medicamentos. Com isso, os vermífugos deixam de fazer os efeitos esperados, o que causa prejuízos ao pecuarista.

Controle curativo


No controle curativo, os bovinos são vermifugados somente quando aparecem sinais clínicos, para reduzir os custos do tratamento. Entretanto, a alta prevalência de casos subclínicos no rebanho bovino, juntamente à elevada contaminação por ovos nas pastagens, inviabilizam esse tipo de controle.

Conheça os Cursos CPT da Área Gado de Corte:

Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos - Verminose

Criação de Touros

Como Aumentar a Rentabilidade na Pecuária de Corte

Fonte: rehagro.com.br

Por Andréa Oliveira

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Alimentação de Gado de Corte

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!