WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Quer acertar no controle de parasitas bovinos? Aprenda aqui!

A maior parte dos parasitas tem ciclos evolutivos complexos, relacionados com as condições climáticas. Essa incidência sazonal é fator importante para um programa de controle dos parasitas

Quer acertar no controle de parasitas bovinos? Aprenda aqui!   Artigos CPT

Você sabia que os pecuaristas brasileiros têm se adequado ao mercado, praticando um gerenciamento profissional, investindo em nutrição, melhoria genética e sanidade dos animais, e que isto tem aumentado a produtividade do rebanho e incrementado a produção de leite e carne? Pois é tudo verdade!

Porém, junto à boa novidade vem a ruim. Quer saber qual? Vamos lá. “Para atender a esta demanda, tem-se observado uma exploração mais intensiva, com aumento do número de animais por hectare. Como consequência, aumentam-se os problemas sanitários, dentre eles, as parasitoses, causadas por hemoparasitos, ectoparasitos e helmintos gastrintestinais e pulmonares”, o Prof. Dr. Jackson Victor de Araújo, do Curso CPT Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos - Verminose.

E como resolver essa situação? Como implantar um controle assertivo de parasitas bovinos?


Para início de conversa, é preciso esclarecer que a maior parte dos parasitas tem ciclos evolutivos complexos, relacionados com as condições climáticas. A incidência sazonal de cada espécie de parasitas, por exemplo, varia nas diferentes regiões. Essa incidência sazonal dos parasitas, por sua vez, é um fator muito importante a ser considerado, principalmente quando se planeja um programa estratégico de controle dos parasitas.

O que mais é necessário saber sobre os parasitas bovinos?


É preciso saber que os ciclos de vida da maioria dos parasitas abrangem estados adultos e imaturos. O animal que hospeda os parasitas sexualmente maduros é denominado hospedeiro definitivo. Os estágios imaturos de alguns parasitas desenvolvem-se parcialmente dentro de hospedeiros de outras espécies, tais como insetos, caracóis ou outros mamíferos. Esses animais são denominados hospedeiros intermediários. Por fim, é preciso salientar que após o desenvolvimento, as formas imaturas do parasita são infectantes para o hospedeiro definitivo.

Todos os cestoides e trematoides necessitam de hospedeiros intermediários. Dá-se o nome de ciclo indireto a esse tipo de ciclo evolutivo. Os parasitas que se reproduzem sem um hospedeiro intermediário têm um ciclo de vida direto.

A maioria dos parasitas precisam se desenvolver parcialmente antes que sejam capazes de infectar seu hospedeiro definitivo. Quando isso acontece, ocorre crescimento da forma imatura e a maturidade é atingida.

Um pouco mais sobre o que encontrar no Curso CPT Prevenção e Controle de Doenças em Bovinos - Verminose? Assista ao vídeo!


 

Conheça os Cursos CPT da área Gado de Corte.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!