WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Curso Segredos do Vinho

Diga NÃO ao sistema de pastejo contínuo. Saiba porque!

Os animais em sistema de pastejo contínuo colhem a forrageira antes que o crescimento e o acúmulo de reservas se completem, o que significa que a próxima brotação não terá o mesmo vigor

Diga Não ao sistema de pastejo contínuo. Saiba porque!   Artigos Cursos CPT

 

Para que bons resultados sejam alcançados, o manejo de pastagens deve garantir condições adequadas de desenvolvimento para as plantas. “Quando um lote de animais permanece numa área em pastejo contínuo, sabemos que as plantas estarão, constantemente, sofrendo o corte de suas folhas promovido pelo ato de pastejar”, afirma Prof. Adilson de Paula Almeida Aguiar, do Curso CPT Pastoreio de Lotação Rotacionada para Gado de Leite e Corte.

Os animais, em sistema de pastejo contínuo, ingerem folhas que contém a energia produzida pela forrageira durante a fotossíntese, que é uma reação química pela qual a planta sintetiza reservas energéticas, aproveitando a água do solo, o gás carbônico da atmosfera e a luz solar. Ingerem, também, substâncias sintetizadas a partir de nutrientes absorvidos do solo, como proteínas, vitaminas e outros elementos nutritivos.

É importante salientar que, quanto maior a área foliar da planta e quanto mais tenras estão suas folhas, maior será a taxa de fotossíntese e maior será sua capacidade de produzir e armazenar energia e nutrientes, nas folhas, nas raízes e nos talos. Esse processo acontecerá até que as folhas atinjam seu máximo desenvolvimento e comecem a senescer.

Se os animais pastejam pouco antes da senescência, dando tempo para que ocorra esse armazenamento de nutrientes, a planta ficará com boa quantidade de reservas, para que possa rebrotar com vigor. Além disso, pastejando nesse momento, o gado consome forragem com o máximo de qualidade possível, tenra e de alto valor nutricional. Se, ao contrário, os animais colhem a forrageira antes que o crescimento e o acúmulo de reservas se completem, a próxima brotação não terá o mesmo vigor.

O pastoreio de lotação rotacionada, por outro lado, permite que o pecuarista coloque os animais para pastejar num determinado piquete, no momento certo, quando a planta já teve o período de descanso ideal. Na verdade, cerca de 90 por cento do tempo o piquete permanece vazio, em descanso.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Afinal, por que fazer rotação de pastagens? O que se ganha com isso?
- Sim, o gado é seletivo e gosta de boas forrageiras ao pastejar

Quer saber mais sobre o Curso? De Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Gado de Corte.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!