WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cruzamento industrial em bovinos

Quanto maior a distância étnica original entre os grupos intercruzados, maior será a heterose

A combinação ou o acasalamento de 2 ou mais raças adaptadas para corte de diferentes tipos biológicos visa melhorar a eficiência na produção de carne bovina fonte: deviantart

Os avanços tecnológicos na pecuária, visando ao aumento da produtividade e rentabilidade, continuam surgindo a cada dia. Graças a isso, o Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo, tanto em volume como em faturamento. As exigências por aumento de qualidade tornaram os frigoríficos bastante exigentes de seus fornecedores, que são os pecuaristas. Da mesma forma, para produzir cortes que atendam às aspirações dos consumidores brasileiros, as empresas precisam de carcaças de alta qualidade.

Além de boas condições de manejo, características como eficiência reprodutiva, precocidade, capacidade de conversão alimentar e velocidade de ganho de peso são essenciais nos animais criados em qualquer propriedade que pretenda se manter no mercado e ser rentável. Outro aspecto bastante importante é a preocupação com a sanidade do animal, eliminando-se o risco de contaminação com a febre aftosa. Com isso, aumenta-se a demanda tanto no mercado interno quanto no externo.

Daí a importância do cruzamento industrial, cruzamento feito entre duas raças com  características complementares, obtendo-se um animal grande, musculoso e precoce. Nos bovinos, o cruzamento mais comum é entre zebuínos e taurinos, resultando um animal de maior resistência, peso e qualidade de carne. Nos dias atuais, essa atividade tornou-se uma importante ferramenta estratégica para implementar a produção de carne nos diferentes sistemas produtivos de nosso país.

Inúmeras são as vantagens desse tipo de cruzamento. Atualmente, os maiores pecuaristas do mundo praticam essa atividade, pois esta aumenta os seus lucros. A combinação ou o acasalamento de 2 ou mais raças adaptadas para corte de diferentes tipos biológicos visa melhorar a eficiência na produção de carne bovina. Da mesma forma, permite de forma mais rápida a obtenção de características desejáveis em relação à seleção nas raças puras, como por exemplo, o ganho na carcaça.

Vantagens do cruzamento industrial

- maior fertilidade;
- abate até um ano antes;
- aumento da eficiência produtiva;
- ganhos com a heterose (vigor híbrido);
- maior habilidade materna;
- aceleração no ganho de peso;
- precocidade sexual;
- maior rentabilidade para o produtor.

A heterose ocorre ao se cruzar animais geneticamente distantes. Ou seja, quando o acasalamento é feito entre animais de grupos genéticos diferentes, como taurinos e zebuínos, a média do valor genético da progênie será superior ao valor genético dos pais. O vigor híbrido se manifesta no resultado do cruzamento, complementando a adaptabilidade dos zebuínos ao ambiente tropical, com a alta capacidade das raças especializadas de corte europeias de produzir carne de qualidade rapidamente.

Tipos de cruzamento industrial

- Rotacionado: usam-se somente duas raças, segurando as fêmeas para reprodução, sendo estas acasaladas com animais da raça da mãe ou do pai (retrocruzamento);

- Terminal: cruzam-se duas raças, onde todos os filhos serão destinados ao abate;

- Rotacionado-terminal: usam-se duas raças para produzir o F1. Em seguida, cruzam-se as fêmeas F1 com uma terceira raça. Seus filhos, machos e fêmeas, serão destinados ao abate.

A raça com precocidade sexual tem fêmeas que apresentam cio e machos com libido antes dos 18 meses de idade. Por outro lado, a raça com precocidade de crescimento apresenta animais com peso de 500 kg até os 18 meses de idade. Já a raça com precocidade de acabamento tem a carcaça pronta para o abate (3 a 10 mm de gordura de cobertura) aos 18 meses de idade. Estes são fatores que promovem o sucesso dos cruzamentos.

Para mais informações, confira os cursos Cruzamento Industrial Red Angus X NeloreCruzamento Industrial Limosin X Nelore, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Por Andréa Oliveira

Fontes: UFLA e ABCZ

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

LUANA PAULINO E OLIVEIRA

8 de mai. de 2018

Quero os cursos

Resposta do Portal Cursos CPT

9 de mai. de 2018

Olá Luana,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre o Cursos a Distância: Cruzamento Industrial Limousin x Nelore e Cruzamento Industrial Red Angus x Nelore.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

WSebastiao Carlos Garcia.

16 de abr. de 2017

Interesse em cursos a respeito desta àrea

Resposta do Portal Cursos CPT

17 de abr. de 2017

Olá Sebastião,

Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre os Cursos a Distância na área Bovinos.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Wellington Leite Ribeiro

3 de abr. de 2017

Interesse em cursos pertinentes à área.

Resposta do Portal Cursos CPT

3 de abr. de 2017

Olá Wellington,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre os Cursos a Distância na área Pecuária.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Adir Gomes Teixeira

14 de dez. de 2016

Parabéns pelo trabalho. Eu gostaria de participar de palestras sobre os temas relacionados acima. Não conheço nada na área, minha formação é em Economia. Obrigado

Resposta do Portal Cursos CPT

15 de dez. de 2016

Olá Adir,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações sobre o cruzamento industrial em bovinos, clique aqui.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Bruno Henrique Reis de Oliveira

2 de set. de 2016

Muito bom.

Resposta do Portal Cursos CPT

5 de set. de 2016

Olá Bruno,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!