WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como cuidar de um bezerro? Com boas práticas de manejo

Você, pecuarista ou profissional da área, vai lidar com bezerros e precisa de algumas dicas de manejo para se sair bem na nova atividade? Podemos ajudar!

Como cuidar de um bezerro? Com boas práticas de manejo

 

Você, pecuarista ou profissional da área, vai lidar com bezerros e precisa de algumas dicas de manejo para se sair bem na nova atividade? Podemos ajudar!

Para iniciar, é importante dizer que as primeiras semanas de vida abrangem a fase mais crítica da criação de bezerros, compreendendo mais da metade das perdas que ocorrem durante o primeiro ano de vida. E não é só isso. "Para reduzir essas perdas é preciso estar atento à saúde e ao crescimento dos bezerros antes, durante e no período imediatamente após o parto, adotando uma série de medidas importantes na hora certa e da forma adequada", explica Pedro Henrique de Araújo, professor do Curso CPT de Cuidados com a Saúde do Bezerro.

Os fatores de produção mais importantes e críticos em relação aos bezerros são os cuidados com as vacas antes e durante o parto, o fornecimento do colostro, a cura do umbigo, o fornecimento da dieta líquida e o desenvolvimento do rúmen. Além disso, os manejos sanitário e ambiental adequados são fundamentais para minimizar a incidência de doenças importantes, como a diarreia e tristeza parasitária, e a taxa de mortalidade.

Sobre a importância dos cuidados com a categoria animal aqui tratada, alguns pontos podem ser considerados, tais como:


- Características genéticas dentro dos rebanhos: em programas de melhoramento genético, os animais que nascem dentro da propriedade apresentam as melhores características genéticas, logo, precisam de um cuidado maior.

- Desafios: o animal recém-nascido tem de enfrentar um ambiente hostil, completamente diferente do útero materno, onde as condições eram muito favoráveis como, por exemplo, temperatura constante, ausência de microrganismos, disponibilidade de nutrientes prontamente utilizáveis e oxigênio à vontade.

Após o nascimento, ele precisa encarar um ambiente com variação na temperatura, umidade, conseguir nutrientes e enfrentar bactérias e vírus. Além disso, o estresse do parto agrava ainda mais a situação. Dessa forma, ficam mais suscetíveis a diversas enfermidades, o que leva a altas taxas de morbidade, letalidade e mortalidade.

- Alta taxa metabólica: o metabolismo acelerado nos animais jovens, em decorrência das mudanças que ocorrerão, pode resultar em maior taxa de infecções e/ou enfermidades, acelerando a multiplicação de patógenos dentro do organismo animal.

Infelizmente, é praticamente impossível não haver perdas de animais tão jovens dentro de uma propriedade, de modo que o importante é minimizar a taxa de mortalidade para que ela fique em torno de 3 a 5%. Portanto, a preocupação principal deve ser garantir uma sanidade adequada, trabalhando, sobretudo, na prevenção das doenças.

Como um exemplo disso, tem-se o fato de que a maioria dos bezerros será acometida por diarreia após o nascimento até o desaleitamento, especialmente nos primeiros dias da fase inicial.

Assim, o que precisa ser feito é diminuir os índices de ocorrências e de mortalidade entre os infectados, além de evitar que os sobreviventes tenham seu desenvolvimento comprometido.

Pontos que favorecem a saúde do bezerro:


- Cuidados no momento da fecundação.
- Gestação tranquila.
- Cuidados com o parto.
- Primeiros cuidados no pós-parto imediato, como colostragem e cura do umbigo.
- Higiene adequada desde o parto até as primeiras horas de vida.
- Fornecimento de nutrientes de forma rápida e com qualidade.
- Fornecimento de cama de qualidade, combatendo estresse térmico.
- Ótimas condições do local onde os animais são colocados no pós-parto.
- Tempo correto para retirada dos bezerros do contato com a mãe.


Todos esses cuidados desde a fase pré-parto vão garantir maior resistência para o animal e menor desafio. Contudo, para empregar as boas práticas de manejo de bezerros com sucesso, é fundamental ter organização e planejamento.

Também, é necessário contar com registros que permitem o controle do rebanho e, assim, a previsão do número de bezerros que nascerão a cada semana, adaptando, de antemão, o espaço e o alimento que serão necessários. Com essas medidas, será possível definir planos de ação para a solução de problemas mais frequentes e para lidar com situações de emergência.


Gostou do assunto? Quer saber mais sobre o Curso CPT? Assista ao vídeo abaixo:


 


Conheça os Cursos CPT da área Gado de Corte.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!

Precisa de ajuda?