WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Bezerros neonatos: como evitar a morte precoce?

Os bezerros neonatos são animais suscetíveis a diversas enfermidades e, por isso, há altas taxas de morbidade, mortalidade e letalidade entre essa categoria animal

Bezerros neonatos: como evitar a morte precoce?   Artigos CPT

Nas primeiras horas de vida, os bezerros sofrem inúmeras mudanças. Por isso, alguns cuidados são de extrema importância para garantir que se adaptem adequadamente à vida extrauterina. Como já dito, eles são animais suscetíveis a diversas enfermidades e, por isso, há altas taxas de morbidade, mortalidade e letalidade entre essa categoria animal.

“Dessa forma, é importante evitar a ocorrência de doenças nos seus primeiro dias de vida, pois, como nesse período seu sistema imunológico ainda está em formação, eles ainda não possuem as condições adequadas para suportá-las”, explica Pedro Henrique de Araújo Carvalho, do Curso CPT Cuidados com a Saúde do Bezerro.

Nesse sentido, é possível perceber que a ocorrência de doenças em neonatos está relacionada equilíbrio ao entre os desafios aos quais estão expostos e a resistência que possuem. Logo, quanto mais tarde adquirir uma enfermidade, como a diarreia, por exemplo, maiores as chances de se recuperar.

Alguns desafios a que os bezerros podem ser submetidos:


1. Momento do parto: em partos distócicos, com complicações relacionadas às dificuldades respiratórias e ao controle ácido-básico do animal.
2. Respiração: quando o bezerro está saindo pelo canal do parto, é necessário que ele inicie a respiração, estando isso relacionado com a obtenção de oxigênio e equilíbrio ácido-base.
3. Condições dos bezerros nos primeiros momentos de vida: nas primeiras horas de vida, o animal vai tentar se movimentar. Em aproximadamente cinco minutos, já deverá estar em posição esternal. Caso isso não ocorra, é preciso uma avaliação e até mesmo intervenção, garantindo assim a retirada dos restos placentários que podem dificultar a sua respiração.
4. Controle de temperatura: nas primeiras horas de vida, os bezerros têm dificuldade em manter sua temperatura corporal, por isso é importante ficar atento a casos de hipotermia. Além disso, os tremores ocasionados pela tentativa de se levantar, aproximadamente 20 a 25 minutos após o nascimento, dificultam ainda mais o controle da temperatura.
5. Manter-se de pé: na primeira hora de vida, normalmente o animal já estará de pé. Caso isso não ocorra e esse tempo se prolongue, pode ser indício de complicações, como as respiratórias, ou até mesmo problemas anatômicos.

Ao garantir que o bezerro consiga respirar e se manter em pé, torna-se necessário, a partir daí, retirá-lo do contato com a mãe para receber os primeiros cuidados, especialmente com a cura de umbigo e fornecimento de colostro.

Gostou do assunto? Conheça os Cursos CPT da área Gado de Corte.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!