WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Galinha D'angola - saiba tudo sobre a criação dessas aves

Apesar de serem de fácil criação, muitos cuidados devem ser dispensados às galinhas d'angola nos primeiros meses de vida, principalmente quanto a alimentação, temperatura, instalação e manejo

Galinha de angola

As galinhas d'angola são aves de grande beleza, de plumagem alvinegro, barulhentas e de carne muito saborosa e calórica. Por possuir gosto muito característico, parecido com o do faisão, sua carne é muito apreciada na gastronomia para a confecção de pratos finos e pode ser encontrada em restaurantes sofisticados por todo o país. Típicas do norte e do nordeste, regiões quentes do Brasil,  elas  fornecem aos criadores três opções de comercialização: da carne, dos ovos e para a ornamentação, fazendo com que muitos empreendedores apostem nesta atividade sob a promessa de lucro garantido. No entanto, apesar de fácil criação, muitos cuidados devem ser dispensados às galinhas d'angola nos primeiros meses de vida, principalmente quanto a alimentação, temperatura, instalações e manejo.

Alimentação

Em terreiros, as galinhas d'angola exercem forte atividade no controle biológico local, consumindo insetos, formigas e carrapatos. Além destas, e outras pragas, elas também se alimentam de flores, frutos, gramíneas, sementes e devem ter à disposição muita água.

Em viveiros, o criador deverá se lembrar do fato de que galinhas d'angola gostam de ciscar, portanto, quanto mais natural o solo melhor será o seu desempenho. Sendo assim, o chão deverá ser forrado com substratos naturais, como feno, capim ou palha, até atingirem aproximadamente 15 cm de altura. Feito isto, as aves enterrarão seus ovos ali mesmo, dispensando a construção de ninhos. É importante que o criador nunca deixe faltar ração e água limpa para a alimentação da galinha d'angola em viveiro e com relação à ração, é importante que ela seja a base de soja e milho.

Formas de criação

Existem duas formas de criar galinhas d'angola: sistema extensivo e sistema intensivo de criação. No primeiro, as galinhas são criadas soltas pelo pasto, exploram todo o território, têm dieta livre, reproduzem-se sem a intervenção do criador e põem ovos em lugares de difícil acesso. Esse sistema mostra-se inviável quando comparado ao intensivo por inviabilizar uma produção significativa de ovos, exigir cuidados mais eficientes por parte do criador para o bem-estar da aves e, ainda, obrigá-lo a sair procurando os ovos no mato para que não estraguem. No sistema intensivo de criação, por sua vez, o criador poderá ter boa margem de lucro, já que é possível controlar rigidamente o desempenho das aves.

Instalações para a criação

As instalações são praticamente as mesmas das demais espécies de galinha e não exigem alto investimento. Recomenda-se 4 m² por cabeça e ambientes distintos para impedir que espécies diferentes de galinha d'angola se cruzem. Os dormitórios podem ser de madeira ou alvenaria e compostos de poleiros para a correta acomodação das aves.

Temperatura ideal para a criação

O calor é fundamental para o sucesso da criação, principalmente nos primeiros meses de vida da galinha d'angola. Sendo assim, é fundamental que o local seja coberto atrás e dos lados e tenha a parte da frente voltada para o sol. As campanulas e as cortinas são fundamentais para o aquecimento das aves nos primeiros 30 dias.

Caso o criador resida em regiões de clima menos quentes, as instalações para a criação da galinha d'angola deverão ser equipadas com um sistema de aquecimento a gás. Nos primeiros dias de vida, quando no inverno, elas deverão passar um período de 20 dias sob aquecimento e no verão, aproximadamente, uma semana.

Manejo da galinha d'angola

Iniciar uma criação de galinha d'angola é muito fácil. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados, principalmente nos primeiros meses de vida da ave. A galinha d'angola tem hábito diurno, vive em grupo, é dócil e, por assim ser, consegue dividir o mesmo espaço com outras aves. Porém, devido ao fato de serem barulhentas, é importante que o criador as mantenha longe de outros animais que necessitem de silêncio para se desenvolver e reproduzir. Outro fator de elevada consideração é que apesar de quase nunca ficarem doentes, as vacinas contra newcastle e bouba aviária das galinhas d'angola devem ser mantidas em dia.

Reprodução

Normalmente, as galinhas d'angola são criadas em uma proporção de quatro ou cinco fêmeas para cada macho. Na época de reprodução, porém, recomenda-se que haja uma redução para apenas três fêmeas para cada macho. Ao chegar a primavera, as fêmeas põem os ovos e 25 dias após eles são eclodidos. É importante que o criador forneça vitaminas às galinhas para que elas se fortaleçam e tenham um melhor desempenho para se reproduzir.

Pintinhos da galinha d'angola

Assim que nascem, os pintinhos de galinha d'angola devem ser protegidos de todos os fatores que podem ser prejudiciais ao seu desenvolvimento ou ameaçador a sua sobrevivência, como umidade,  variação de temperatura, ambientes contaminados, ambientes inseguros ou que sejam propícios ao aparecimento de predadores. A fase de engorda dos pintinhos dura mais de um mês e até dois meses e meio de idade, seu crescimento é lento. Com quase quatro meses, os pintinhos alcançam dois quilos e já poderão ser comercializados para o abate.

Por Silvana Teixeira.
Fonte: Inter TV Rural.

Salvar

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Manual sobre as Principais Raças de Galinha com fim Comercial

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

paulo o masutti

28 de fev de 2019

tenho galinhas de angola, mas quando elas estão ficando adultas param de comer ficam magras e morrem, ; oque faço. obrigado

Resposta do Portal Cursos CPT

1 de mar de 2019

Olá, Paulo!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para maiores informações, sugerimos que procure um especialista na área.

Atenciosamente,

Lorena Tolomelli

marcio donizete de carvalho

26 de set de 2016

Como reconhecer uma angola macho.

Resposta do Portal Cursos CPT

26 de set de 2016

Olá Márcio,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Macho- Possue barbelas maiores e mais desenvolvidas e seu canto é parecido com TaTáTá. Tem o comportamento de ficar perto de onde a fêmea está colocando os ovos.

Fêmea- Possue barbelas menores e menos desenvolvidas e seu canto é Tô fraco Tô fraco, ela passa de seis meses colocando ovos.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

xeida

17 de out de 2015

Posso colocar galinha comum junto dangola?

Resposta do Portal Cursos CPT

19 de out de 2015

Olá, Xeida!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Pode sim.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

roberto de miranda coelho

2 de ago de 2015

Conheço esta instituição a mais de 15 anos e sempre dei nota 10 pro trabalho de vocês em breve estarei montando uma pequena criação diversificada de aves como galinha caipira frango de corte, angola, ganso, pato, peru, pavão e se possível uma cabra de leite sucesso pra vocês nota 10 amigos do cpt.

Resposta do Portal Cursos CPT

3 de ago de 2015

Olá, Roberto!

Agradecemos seu comentário. Ficamos felizes que goste dos nossos cursos.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!