Tecelagem: uma das atividades mais antigas do homem

Apesar de envolver uma grande série de detalhes, a montagem de uma tecelagem manual é algo bastante simples

Tecelagem manual

A atividade de tecelagem manual não é apenas uma profissão, pode também ser uma atividade de lazer e inclusive terapêutica

Evidências comprovam que a tecelagem nasceu no Oriente a cerca de 3000 anos a.C. As primeiras peças fabricadas foram de algodão, na Índia, como turbantes, cintos e mantas. No Brasil, no século XVI, tecidos grosseiros eram fabricados em teares manuais. Posteriormente, é que foram criadas as máquinas de tecer e de fiar.

“Hoje, a tecelagem manual tem uma conotação muito diferente do que teve no passado, tendo valor como uma atividade artesanal e artística. É, também, uma tradição cultural em algumas regiões brasileiras, adquirindo importância, na geração de renda, à medida que cresce a valorização dos produtos artesanais.”, afirma a professora Maria Aparecida Viana, do curso Tecelagem Manual, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

A atividade de tecelagem manual não é apenas uma profissão, pode também ser uma atividade de lazer e inclusive terapêutica. Praticada com fins comerciais, é uma atividade de baixo investimento, precisando apenas de um tear. Este pode fabricar vários tipos de vestuário como xales, mantas, cortinas, colchas, jogos americanos, entre outros.

   
Instalações e equipamentos

Os equipamentos e acessórios usados dependem da etapa do trabalho.

Etapa 1 – A preparação das fibras

- descaroçador, caso você não compre o algodão descaroçado;
- arco e peneira para bater;
- cardas;
- roda para fiar;
- dobradeira para fazer meadas.

Etapa 2 – Tingimento dos fios

- tacho de cobre grande;
- fogão ou fogareiro.

Etapa 3 – Tecelagem

- urdideira;
- espadilha e casal;
- tear;
- um jogo de pentes;
- um jogo de liços;
- várias réguas para colocação da urdidura;
- um rastelo;
- lançadeiras;
- caneleira e carretéis.

Um pouco sobre as matérias-primas

Trata-se de uma fibra de excelente qualidade e fácil de ser tingida. A deve ser lavada com bastante água e sabão e, depois, deve ser bem seca. Em seguida, deve ser aberta com as mãos e submetida à cardação e à fiação.

Algodão

Algumas variedades produzem fibras brancas e outras fibras coloridas. O processo de transformação da fibra bruta em fio necessita de algumas operações preparatórias.

1) Descaroçamento

Visa retirar o material estranho misturado às fibras. O descaroçador é constituído por dois cilindros, que giram. Entre eles, são colocados os chumaços de algodão. As impurezas ficam retidas em um dos lados das moendas e o algodão sai limpo.

2 ) Bateção

É utilizado um arco, formado por uma haste de madeira, curvada por um cordão. Um punhado de algodão é colocado sobre uma mesa. Um arco fica em contato com o algodão. Enquanto uma mão segura o arco, a outra puxa o algodão, fazendo as impurezas se separarem.

3) Cardação

Essa operação completa o desembaraçamento das fibras e sua limpeza. A carda é um pedaço de madeira com cabo, coberta com um pano-couro, com pontas de aço recurvadas chamadas de puas. É distribuída um pouco de fibra sobre as puas de uma das cardas. O algodão deve ser penteado pela outra das cardas. A curvatura das puas deve ficar em sentidos opostos. O processo deve ser repetido, até que se obtenha uma pasta com as fibras destrinchadas e organizadas.

4) Fiação

A pasta de algodão deve ser transformada em fios pelo alongamento e torção das fibras. A fiação é feita com uma roda.

Os tecidos

Os mais variados tipos de tecidos podem ser obtidos. A diferença pode ser causada pelo tipo têxtil empregado. A lã produz tecidos diferentes do algodão e a mistura dos dois, outro tipo. Fios de espessuras diferentes também podem causar a mesma variação. Os produtos da tecelagem manual, assim como qualquer produto artesanal, têm pontos específicos de comercialização, como: pontos turísticos, lojas especializadas em artesanato, lojas de decoração e feiras.
   
Sobre o cálculo de custo

Preço de venda = custo variável + parcela de despesa fixa + despesas comerciais + lucro

Exemplificando: Vá pela média. Por exemplo, 30 reais por metro quadrado. Então, basta calcular a metragem do tecido. Um tecido de 2,15 m por 85 cm dá 1,0 m e 82 cm quadrados; multiplicando por 30 reais, dá 54,60 reais, que é o preço de venda da peça.

Foque-se com seriedade em seu investimento, analisando todos os prós e os contras. Faça um bom planejamento e uma boa organização, bem como uma boa estratégia de marketing, e alcance o sucesso.

Por Natália Mayrink De Lazzari

Evidências comprovam que a tecelagem nasceu no Oriente a cerca de 3000 anos a.C. As primeiras peças fabricadas foram de algodão, na Índia, como turbantes, cintos e mantas. No Brasil, no século XVI, tecidos grosseiros eram fabricados em teares manuais. Posteriormente, é que foram criadas as máquinas de tecer e de fiar.

Hoje, a tecelagem manual tem uma conotação muito diferente do que teve no passado,

tendo valor como uma atividade artesanal e artística. É, também, uma tradição cultural em

algumas regiões brasileiras, adquirindo importância, na geração de renda, à medida que cresce a

valorização dos produtos artesanais.”, afirma a professora Maria Aparecida Viana, do curso Tecelagem Manual, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

A atividade de tecelagem manual não é apenas uma profissão, pode também ser uma atividade de lazer e inclusive terapêutica. Praticada com fins comerciais, é uma atividade de baixo investimento, precisando apenas de um tear. Este pode fabricar vários tipos de vestuário como xales, mantas, cortinas, colchas, jogos americanos, entre outros.

Instalações e equipamentos

 

Os equipamentos e acessórios usados dependem da etapa do trabalho.

 

Etapa 1 – A preparação das fibras

 

  • descaroçador, caso você não compre o algodão descaroçado;

  • arco e peneira para bater;

  • cardas;

  • roda para fiar;

  • dobradeira para fazer meadas.

 

Etapa 2 – Tingimento dos fios

 

  • tacho de cobre grande;

  • fogão ou fogareiro.

 

Etapa 3 – Tecelagem

 

  • urdideira;

  • espadilha e casal;

  • tear;

  • um jogo de pentes;

  • um jogo de liços;

  • várias réguas para colocação da urdidura;

  • um rastelo;

  • lançadeiras;

  • caneleira e carretéis.

 

Um pouco sobre as matérias-primas

 

Trata-se de uma fibra de excelente qualidade e fácil de ser tingida. A lã deve ser lavada com bastante água e sabão e, depois, deve ser bem seca. Em seguida, deve ser aberta com as mãos e submetida à cardação e à fiação.

Algodão

 

Algumas variedades produzem fibras brancas e outras fibras coloridas. O processo de transformação da fibra bruta em fio necessita de algumas operações preparatórias.

  1.  
    1.  
      1. Descaroçamento

        Visa a retirar o material estranho misturado às fibras. O descaroçador é constituído por dois cilindros, que giram. Entre eles, são colocados os chumaços de algodão. As impurezas ficam retidas em um dos lados das moendas e o algodão sai limpo.

      2. Bateção

        É utilizado um arco, formado por uma haste de madeira, curvada por um cordão.

        Um punhado de algodão é colocado sobre uma mesa. Um arco fica em contato com o algodão. Enquanto uma mão segura o arco, a outra puxa o algodão, fazendo as impurezas se separarem.

      3. Cardação

        Essa operação completa o desembaraçamento das fibras e sua limpeza. A carda é um pedaço de madeira com cabo, coberta com um pano-couro, com pontas de aço recurvadas chamadas de puas.

        É distribuída um pouco de fibra sobre as puas de uma das cardas. O algodão deve ser penteado pela outra das cardas. A curvatura das puas deve ficar em sentidos opostos. O processo deve ser repetido, até que se obtenha uma pasta com as fibras destrinchadas e organizadas.

      4. Fiação

        A pasta de algodão deve ser transformada em fios pelo alongamento e torção das fibras. A fiação é feita com uma roda.

 

Os tecidos

 

Os mais variados tipos de tecidos podem ser obtidos. A diferença pode ser causada pelo tipo têxtil empregado. A lã produz tecidos diferentes do algodão e a mistura dos dois, outro tipo. Fios de espessuras diferentes também podem causar a mesma variação.

Os produtos da tecelagem manual, assim como qualquer produto artesanal, têm pontos

específicos de comercialização, como: pontos turísticos, lojas especializadas em artesanato, lojas

de decoração e feiras.

Sobre o cálculo de custo

 

Preço de venda = custo variável + parcela de despesa fixa + despesas comerciais + lucro

Exemplificando: Vá pela média. Por exemplo, 30 reais por metro quadrado.

Então, basta calcular a metragem do tecido. Um tecido de 2,15 m por 85 cm dá 1,0

m e 82 cm quadrados; multiplicando por 30 reais, dá 54,60 reais, que é o preço de venda da peça.

 

Foque-se com seriedade em seu investimento, analisando todos os prós e os contras. Faça um bom planejamento e uma boa organização, bem como uma boa estratégia de marketing, e alcance o sucesso.

Cursos Relacionados

Curso de Artesanato em Borracha EVA Curso de Artesanato em Borracha EVA

Com Prof.ª Aparecida Coutinho

R$ 325,00 à vista ou em até 12x de R$ 27,08 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cestaria em Fibras - Bambu, Cipó, Taboa Curso Cestaria em Fibras - Bambu, Cipó, Taboa

Com Prof.ª Wânia Simões

R$ 375,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,25 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Moldagem em Cerâmica para Peças Decorativas Curso Moldagem em Cerâmica para Peças Decorativas

Com Prof. Magno Soalheiro

R$ 375,00 à vista ou em até 12x de R$ 31,25 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Confeccionar Caixas Artesanais Para Presentes Curso Como Confeccionar Caixas Artesanais Para Presentes

Com Prof.ª Lucília Santiago

R$ 368,00 à vista ou em até 12x de R$ 30,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Artesanato em Palha de Milho - Bolsas, Caixas, Baús, Cestos, Bonecos e Outros Curso Artesanato em Palha de Milho - Bolsas, Caixas, Baús, Cestos, Bonecos e Outros

Com Prof.ª Wânia Simões

R$ 368,00 à vista ou em até 12x de R$ 30,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso de Tecelagem Manual - Tear de Pedal Curso de Tecelagem Manual - Tear de Pedal

Com Prof.ª Maria Viana

R$ 368,00 à vista ou em até 12x de R$ 30,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Arte e Artesanato

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade