Criação de paca - principais doenças e problemas da Agouti paca

Criação de paca - principais doenças e problemas da  Agouti paca

 

A seguir, uma lista com as principais doenças e problemas mais comuns na criação das pacas, com base nos estudos e nas observações realizadas no Instituto Smithsonian (Panamá).

Listagem de algumas doenças e problemas possíveis de ocorrerem e, ou acometerem os animais:

1. Aflatoxicoses

Causada por fungos que produzem aflatoxinas. Demanda-se cuidados na armazenagem dos alimentos (grãos etc.), e os excessos de alimentos (que não foram consumidos) devem permanecer nos boxes no máximo 24 horas. No caso de se aproveitarem alimentos oriundos de sacolões, feiras e outros aproveitamentos, certifique-se de que não há contaminações e promova uma seleção dos alimentos, eliminando partes podres e sem condições.

2. Mortalidade Infantil

A mortalidade é inevitável, especialmente nas colônias que se iniciam com animais de diferentes procedências. Consideramos que existem três fatores responsáveis pela mortalidade infantil (animais com idade inferior a três meses).

1o - Estresse

2o - Infecção por endoparasitos

3o - Infecções respiratórias

O primeiro fator não se pode evitar, apenas reduzir o máximo possível a tensão dos animais. Por isso, os esforços devem dirigir-se para os outros dois fatores, a fim de reduzir significativamente a mortalidade, que, na primeira geração, assumiremos como de 10%.

3. Mordidas e feridas:

Serão tratadas com Furacin (nitrofurazona) ou outro cicatrizante apropriado.

4. Bernes

Quando a mosca Dermatobia ocorrer na propriedade, as pacas poderão ser atingidas. Para eliminar esses bernes, deve-se retirá-los manualmente, com o auxílio de uma pinça, após contenção total da paca.

5. Coccidiose

É uma afecção causada por protozoários. Com medida preventiva, aplicam-se vermífugos, e para um tratamento efetivo usam-se sulfas (antibióticos). As dosagens devem seguir as recomendações do fabricante, descritas na bula.

6. Desidratação/diarreia

Para seu tratamento, serão utilizados antidiarreicos e líquido isotônico com eletrólitos no tratamento. As frutas serão eliminadas temporariamente da dieta. Os alimentos, durante a dieta, devem ser introduzidos gradativamente, para adaptação. Se for um alimento novo, nunca utilizado no rebanho, deve-se fazer um teste com algum grupo, antes de estender essa alimentação a todo o plantel.

7. Problemas dentais

Ocorrem casos de feridas, principalmente nas gengivas, pelo processo de mastigação intensa, inclusive dos troncos de madeira colocados. O tratamento indicado é com injeções de Ampicilina, seguindo-se as dosagens indicadas no medicamento. Se a inflamação não diminuir em cinco dias, aconselhamos chamar o veterinário.

8. Endoparasitas

São responsáveis pela mortalidade infantil e pelo decréscimo no ganho de peso. Fêmeas prenhas não serão tratadas, para se evitar abortos.

   Prevenção

- Animais novos do plantel serão tratados isoladamente, antes de serem incorporados à colônia no boxe de quarentena;

- As botas e os utensílios serão lavados e desinfetados diariamente;

- Amostras fecais deverão ser coletadas periodicamente para análise.

  Tratamento

Serão utilizados produtos que contenham Mebendazole e devem ser ministrados em adultos uma vez ao dia, durante três dias, em dose de 100 mg/kg por animal adulto. Esperam-se 15 dias e repete-se o tratamento. Esse procedimento deve ser realizado de quatro em quatro meses. Com animais recém-nascidos, de um dia e jovens com menos de 1 kg de peso, a dose será de 25 mg/kg, com os mesmos procedimentos mencionados acima. Deve-se dar preferência à administração via oral, por acarretar menos estresse aos animais. Mistura-se em pedaços de banana ou outras frutas. Para animais mais jovens, o medicamento em pó será mesclado com mel e 2cc12 e 3colher de café de leite ou água, oferecendo-se essa mistura através de uma mamadeira.

9. Pulgas e carrapatos

As instalações devem ser pulverizadas periodicamente com KOthrine ou outro inseticida para instalações rurais, a fim de eliminar esses ectoparasitas. No caso de infestação nos animais, usa-se carrapaticida como meio de controle.

10. Mastites

Inflamação das glândulas mamárias (tetas). É comum nas fêmeas em lactação. Essa inflamação prejudica a produção de leite, a amamentação, e, consequentemente, o desenvolvimento do filhote. O tratamento deve ser realizado com antibióticos, ampicilina, na dose de 40 mg/kg de peso, durante 5 dias. Os comprimidos devem ser triturados e misturados às bananas.

11. Pneumonia

Resultado da combinação de estresse do cativeiro e outros fatores, como a umidade e o vento. Os boxes devem ser construídos e ou adaptados com estruturas próprias para minimizar a incidência desses agentes negativos sobre os animais. Ventos canalizados são causas frequentes de problemas respiratórios e devem ser evitados.

  Tratamento

Sulfametazina. Animais jovens recebem 1 colher de café no primeiro dia, seguido de 0,5 colher de café/dia, durante quatro a dez dias, dependendo da presença dos sintomas. Estado de choque (produzido pelo estresse):

- O animal fica apático, não se alimenta nem responde a estímulos externos; acaba morrendo por inanição e fraqueza. Pode ocorrer, em alguns animais recém-capturados, às vezes pelo próprio estresse de capturas com cães ou perseguições ou por serem exemplares que não se adaptaram ao cativeiro. Em geral, estimam-se essas ocorrências em 5%.

- Contenções, viagens longas e operações demoradas de manejo podem também originar este quadro, muitas vezes, difícil de reverter.

Os animais nessas condições devem ser lavados com água fria e uma esponja e, então, ser levados a uma caixa escura e tranquila, a fim de se recuperarem. Paralelamente, devem receber suplementação vitamínica-mineral, durante duas semanas. É importante analisar a causa desse problema, para se evitar o surgimento de novos casos.

Saiba mais sobre a criação de pacas, acessando os artigos abaixo:

Criação de pacas - alternativa econômica de produção e conservação do meio ambiente

Criação de paca - características físicas da  Agouti paca

Criação de paca - comportamento da  Agouti paca

Criação de paca - a  Agouti paca em condições naturais

Criação de paca - captura e contenção da  Agouti paca

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT da área Animais Silvestres, produzidos pelo Centro de Produções Técnicas.

Cursos Relacionados

Curso Criação de Capivara Curso Criação de Capivara

Com Prof. Dr. Sérgio Luiz

R$ 368,00 à vista ou em até 12x de R$ 30,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Criação Comercial de Paca Curso Criação Comercial de Paca

Com Prof. Fábio Hosken

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Criação Comercial de Curiós e Bicudos Curso Criação Comercial de Curiós e Bicudos

Com Prof. Fábio Hosken

R$ 368,00 à vista ou em até 12x de R$ 30,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Criação de Serpentes Para Produção de Veneno Curso Criação de Serpentes Para Produção de Veneno

Com Prof. Stefan Tutzer

R$ 460,00 à vista ou em até 12x de R$ 38,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Criação Comercial de Canário da Terra (Chapinha) Curso Criação Comercial de Canário da Terra (Chapinha)

Com Prof. Paulo Augusto

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Avestruz - Reprodução, Cria e Recria Curso Avestruz - Reprodução, Cria e Recria

Com Prof.ª Dr.ª Miriam Giannoni

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Roberto Epifanio Rodrigues

6 de out de 2013

Gostei, dessas informações, só assim iremos conseguir quebrar alguns paradigmas sobre Animais Silvestres.

Resposta do Portal Cursos CPT

7 de out de 2013

Olá, Roberto!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Outros artigos relacionados à área Animais Silvestres

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade