WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Capivara - manejo alimentar no sistema intensivo de criação

No manejo alimentar da capivara, em sistema intensivo de criação, os pastos mais oferecidos são o capim-elefante intercalado com cana-de-açúcar, rolão de milho ou ração e a grama estrela

Capivara - manejo alimentar no sistema intensivo de criação

 

Os pastos mais frequentemente oferecidos são o capim-fino e a grama estrela. Porém, como o custo de cercar com tela de alambrado é o principal gasto para o estabelecimento da criação de capivaras no sistema semi-intensivo, seria mais interessante cercar apenas uma pequena área em volta de uma lagoa ou açude (10 a 20 m de margem) e o plantio de uma forrageira de alta produtividade fora da área do criadouro, realizando-se o corte e o fornecimento diariamente. A preferência tem sido pelo capim elefante (Napier ou Camerom) cortados em intervalos de 60 dias na estação das águas. Durante a estação seca, em virtude da menor produtividade desse capim, pode-se realizar o fornecimento intercalado com cana-de-açúcar, rolão-de-milho ou ração.

Fornecimento de volumoso

O volumoso deve ser fornecido diariamente, na proporção de 4 a 5 kg por animal adulto e de 1 a 2 kg por filhote. Pode ser fornecido inteiro (jogado ao chão ou dependurado em feixes em árvores) ou picado (nos cochos), de preferência ao final da tarde, quando as capivaras realizam maior consumo e o capim vai murchar menos. Os comedouros (0,30 x 0,30 x 1,20 m), preferencialmente dois ou mais, devem ser colocados no interior e em volta da ceva e ter o fundo com bordas arredondadas para facilitar a limpeza. Cada comedouro desses seria suficiente para alimentar de quatro a cinco capivaras. Os comedouros de volumosos podem ficar expostos ao tempo, mas os de concentrado e de sal mineralizado devem ter uma pequena cobertura que não precisa ter mais de um metro de altura para evitar que a chuva molhe esses alimentos.

Fornecimento de ceva

Na ceva, deve-se colocar sal mineralizado e, em dias alternados, milho em grão ou ração para fazer com que os animais a frequentem habitualmente e assim possibilitem a sua captura, quando esta se fizer necessária. Após o nascimento dos filhotes, pode-se colocar alguns cochos fora da ceva para atrair os adultos e abaixar as portas de tal maneira que somente os filhotes possam entrar na ceva e assim consumir uma ração de melhor qualidade, propiciando, dessa maneira, uma economia na quantidade do alimento concentrado fornecido.

Saiba tudo sobre a criação de animais silvestres, acessando os Cursos CPT, da área Animais Silvestres, produzidos pelo Centro de Produções Técnicas.

Por Silvana Teixeira

Capivara - manejo alimentar no sistema intensivo de criação

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!