5 pimentas mais ardidas do mundo: vai correr ou vai encarar?

Carolina Reaper, Trinidade Moruga Scorpion, 7 Pot Douglah, Trinidad Scorpion Butch T e Naga Viper são as 5 pimentas mais ardidas do mundo, segundo a escala Scoville de pungência e saboreá-las não é para qualquer um. Vai correr ou vai encarar?

5 pimentas mais ardidas do mundo: vai encarar ou correr?   Artigos Cursos CPT
 

Recentemente, a cidade de Fort Mill, na Carolina do Sul (EUA), entrou para o livro dos recordes e o motivo é de fazer chorar. A cidade é destaque no mundo todo por lá ser cultivada uma qualidade de pimenta que, atualmente, ocupa a primeira colocação entre as mais ardidas do mundo. Trata-se da pimenta Carolina Reaper, criada por Ed Currie, um cultivador de pimentas americano, que atinge, segundo a escala Scoville, 2.200.000 de pungência (ardência).


1º - Carolina Reaper

Pimenta Carolina Reaper - Artigos Cursos CPT Por ser demasiadamente forte, o uso de luvas durante seu trato cultural é obrigatório, pois um simples toque na pele pode provocar, nas pessoas mais sensíveis, ardências e queimaduras, em outras pode causar irritação nos olhos, só de chegarem próximo aos campos de cultivo. Portanto, aconselha-se o uso de equipamentos especiais como luvas, óculos de proteção e outros. Comê-la? Nem pensar!

2º - Trinidad Moruga Scorpion

Trinidade Moruga Scorpion   Artigos Cursos CPT O segundo lugar no ranking das pimentas mais ardidas do mundo é ocupado pela Trinidad Moruga Scorpion. Sua ardência alcança 2.009.231 unidades na Escala de Calor de Scoville. Seu cultivo foi desenvolvido no distrito de Moruga, em trindade e Tobado.

3º - 7 Pot Douglah

 
7 Pot Douglh    Artigos Cursos CPT
Em 3º Lugar entre as mais ardidas do planeta, a 7 Pot Douglah com seus 1.853.936 SHU. Esta recebeu o carinhoso apelido de “Chocolate 7 Pod”, devido a sua coloração marrom. Para os amantes da pimenta, tavez esta seja a melhor das opções já que apresenta ardência inferior quando comparada com as duas primeiras colocadas, além de possuir melhor sabor ao paladar.

4º - Trinidad Scorpion Butch T

Trinidad Scorpion Butch T   Artigos Cursos CPT
 
De origem australiana, Trinidad Scorpion Butch T (1.463.700 SHU) ocupa a quarta posição na escala. Ainda assim, não pense você que saborear esta pimenta é “fichinha”. Mesmo não ocupando as primeiras colocações entre as cinco mais ardidas, encarar o “Escorpião Macho de Trinidade” não é para qualquer um. Pense bem antes de menosprezá-la.

5º - Naga Viper

Pimenta Naga Viper   Artigos Cursos CPT
 
Em 5º Lugar no Ranking, apresentamos a Naga Viper com seus 1.349.000 SHU. Originária do Reino Unido, esta pimenta é uma composição de várias outras espécies de pimenta, o que a torna, de certa forma, uma iguaria rara.

 

Curiosidades sobre as pimentas


O que dizer sobre as pimentas   Artigos Cursos CPT

Pertencentes à família Solanaceae, gênero Capsicum, as pimentas contam, atualmente, com 27 espécies catalogadas. Sua principal característica é a sensação de ardência quando consumidas ou, em alguns casos específicos, até mesmo quando tocadas. A grande causadora dessa pungência é a  capsaicina, substância sem cheiro, sem sabor, responsável por estimular as células nervosas encontradas na boca, o que provoca uma ardência insuportável. A capsaicina nada mais é que um composto químico formado por capsaicinoides, produzidos nas glândulas da placenta da fruta. Curiosidade muito interessante e diferente do que muitos pensam, as sementes não são a fonte de ardência das pimentas, o que ocorre na verdade é que elas acabam absorvendo a capsaicina, por estarem muito próximas à placenta, única parte da planta capaz de produzir essa substância.

Quem já passou pela experiência de comer uma pimenta relata que a sensação, após ingeri-la, é de como se a boca estivesse pegando fogo. Muitos afirmam não ter gostado da experiência, negando-se a repeti-la. Já outros afirmam não ter sido tão ruim e que seriam capazes de comê-la novamente, desde que em outro momento. Diante disto, podemos dizer que comer pimenta é para aqueles que gostam de fortes emoções!

Beber chá ou qualquer outro tipo de líquido de nada adianta para aliviar a ardência das pimentas. Muito pelo contrário, esses líquidos expandem a sensação de ardência. Somente a ingestão de leite ou óleo ou, ainda, comer um pedacinho de pão é capaz de diminuir a sensação de ardência deixado na boca.

Níveis de ardência das pimentas


Os níveis de ardência das pimentas dependem de fatores ambientais e genéticos, como a variedade, o clima de onde são cultivadas, a idade da fruta, entre outros. Para classificar o grau de ardência das pimentas, usa-se, desde 1912, a escala de Scoville, nome foi dado em homenagem ao cientista e farmacologista Wilbur Scoville. Na escala de Scoville classifica-se quantas partes de água são necessárias para diluir uma determinada porção de pimenta, até que ela não arda mais. Em resumo, a escala Scoville faz os cálculos de quantas mil xícaras de água são necessárias para diluir 1 xícara de pimenta, por exemplo. No caso da famosa malagueta, seriam necessárias 60.000 xícaras de água para acabar com o seu ardor, visto que é detentora de 60.000 unidades Scoville.

Curiosidades sobre as pimentas   Artigos Cursos CPT

Benefícios da pimenta para a saúde


Além de apreciada, por muitos, como tempero, começou-se a entender que pimenta é saudável  e também pode ser usada como medicamento. Em sua composição, ela apresenta vitaminas, propriedades analgésicas e anti-inflamatórias. Para os amantes da medicina natural, a pimenta é usada para aliviar dores de dente, de cabeça e estômago; controla os níveis de glicose no sangue; aumenta a capacidade pulmonar e ajuda no tratamento da rinite alérgica. Pesquisas recentes feitas na Faculdade de Nutrição da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) constataram que a pimenta é capaz, até mesmo, de diminuir riscos de doenças cardiovasculares. Outra boa notícia, é que a pimenta ajuda na obtenção da boa forma do corpo, já que ela possui uma substância que acelera o metabolismo e diminui a sensação de calor. Com a aceleração do metabolismo, o corpo fica quente e equilibra a temperatura externa e interna.

Atuação das pimentas na culinária


Além da ardência, a pimenta possui cores e sabores para decorar os mais diversos pratos culinários. Constata-se, atualmente, que ela está presente na culinária de diversos países e são utilizadas nas mais diversas formas: cruas, cozidas, secas, em saladas, fritas, entre outras. Seu uso na culinária destaca-se principalmente no México e na Índia, mas também é comum o seu consumo na Coreia, Indonésia, Nepal, Tailândia, Turquia, e outras.

Não mais seguindo a sequência numérica da escala Scoville, apresentamos abaixo algumas curiosidades sobre as pimentas mais populares, encontradas com maior facilidade e de uso corriqueiro na culinária:

Ranking das pimentas mais ardidas do mundo

Quer aprender um pouco mais sobre as pimentas? Leia o artigo CPT Pimentas domésticas - saiba tudo sobre o gênero Capsicum.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em livros+DVDs e Cursos online, da área Agroindústria.

Por Silvana Teixeira.

Fontes: Mundo Estranho/Abril, Dave DeWitt, especialista em pimentas, Martin Bensinger, químico da Universidade do Novo México, e Dicionário Gastronômico: Pimentas, de Nelusko Linguanotto Neto; Rede record, abril, globo rural, g1.globo.com, pimentas online, Área H e Mundo Conectado.

Cursos Relacionados

Curso Produção e Processamento de Pimenta-do-Reino Curso Produção e Processamento de Pimenta-do-Reino

Com Prof. Barachisio Lisboa

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Como Montar e Operar uma Pequena Fábrica de Vegetais Desidratados Curso Como Montar e Operar uma Pequena Fábrica de Vegetais Desidratados

Com Prof. Dr. Paulo Stringheta e Prof. Pedro Meloni

R$ 460,00 à vista ou em até 12x de R$ 38,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Tomate Seco em Conserva e Shiitake Desidratado Curso Produção de Tomate Seco em Conserva e Shiitake Desidratado

Com Prof. Dr. Paulo Stringheta e Prof. Pedro Meloni

R$ 460,00 à vista ou em até 12x de R$ 38,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo Orgânico de Tomate, Pimentão, Abóbora e Pepino Curso Cultivo Orgânico de Tomate, Pimentão, Abóbora e Pepino

Com Prof. Dr. Jacimar Souza

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo Orgânico de Alho, Cenoura, Baroa, Beterraba e Batata-Doce Curso Cultivo Orgânico de Alho, Cenoura, Baroa, Beterraba e Batata-Doce

Com Prof. Dr. Jacimar Souza

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo Orgânico de Gengibre, Taro e Inhame Curso Cultivo Orgânico de Gengibre, Taro e Inhame

Com Prof. Carlos Alberto e Prof. Dr. Jacimar Souza

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Antônio Norberto Gonçalves

4 de set de 2017

Adorei a reportagem sobre pimentas, eu sou apaixonado por elas.

Resposta do Portal Cursos CPT

4 de set de 2017

Olá, Antônio.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. 

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Silvia Pontes

18 de mai de 2017

Amei saber sobre pimenta gosto muito muito se possível gostaria de saber se posso fazer conserva destas pimenta mais ardidas e ir consumindo aos poucos pq estou com uma na conserva parece com a Carolina só dois pingo na comida arde muito se eu colocar mais não consigo comer arde ate o olho e o cheiro desta pimenta que ganhei e fiz na conserva com o aceite pode se consumida assim na conserva?

Resposta do Portal Cursos CPT

19 de mai de 2017

Olá Silvia,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

PERCIVAL a.lEANDRO

11 de mar de 2017

Parabenizo ao editor desa reportagem que eu gostei e quero saber muito mais mesmo. Estou aprendendo sobre as varias pimentas pelo mundo eu achei muito interessante a reportagem e quero saber mais ainda a TA ja que estou começando a aprender. Quero se possível mais comentário e como cultivar a pimenta,e se na AFRICA cultivam qual o nomes das pimentas existentes la. Atenciosamente muito grato se puderem me dizerem e parabéns pela reportagem.

Resposta do Portal Cursos CPT

13 de mar de 2017

Olá Percival,

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo, e para mais informações sobre o cultivo de pimenta, cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Claudia Sato

17 de nov de 2016

Não consigo enviar a foto teria algum tel watsapp q eu possa enviar a foto para vcs tirarem minha duvida pf. Ou email. Obrigada.

Resposta do Portal Cursos CPT

18 de nov de 2016

Olá Claudia,

Por favor envie para grupocpt@gmail.com.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

claudia sato

17 de nov de 2016

Gostaria de saber qual Pimenta e essa pq arde muito, imaginei q poderia ser a bhut jolokia ou habanero.

Resposta do Portal Cursos CPT

17 de nov de 2016

Olá Cláudia,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. De que pimenta você se refere a do artigo?

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

jonas araujo oliveira

13 de set de 2016

Tenho uma pimenta muito ardida aqui e gostaria de saber o nome dela.

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de set de 2016

Olá Jonas,

Para sabermos o nome precisamos ver fotos, ou se preferir procure uma casa agrícola, eles podem lhe ajudar.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Haroldo Hirata

20 de jul de 2016

Experimentei a Scorpion em um pedaço de pão. Imediatamente comecei a lacrimejar e a ardência durou alguns minutos. Pimenta do cão. Vou recomendar para meus amigos pimenteiros.

Claunice Moreira de Alecrim

13 de jun de 2016

Atualmente existem pimentas bem mais quentes...com mais de 2.000.000 na escala.

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de jun de 2016

Olá Claunice,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

francisco de assis bellezoni

2 de mar de 2016

Gostaria de receber prospectos relacionados ao plantio e processamento de pimenta, mesmo sabendo do curso CPT.

Resposta do Portal Cursos CPT

3 de mar de 2016

Olá Francisco,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

marcos vinicios ramos

25 de jan de 2016

Tenho 25 tipos de pimentas, entre elas habanero laranja, habanero vermelho, etc. Gostaria de me corresponder com pessoas que querem colecionar pimentas para trocas. Agradeço o espaço.

Resposta do Portal Cursos CPT

25 de jan de 2016

Olá, Marcos!

Agradecemos a visita e desejamos que tenha sucesso em encontrar pessoas que queiram compartilhar com você suas espécies de pimenta.

Atenciosamente,

Silvana Teixeira.

Outros artigos relacionados à área Agroindústria

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade