WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Palmito de pupunha

Uma solução econômica e ecológica

A agricultura brasileira vive um momento especial marcado por algumas palavras de ordem: GLOBALIZAÇÃO, COMPETIÇÃO, DIVERSIFICAÇÃO, ALTERNATIVAS.

Diversificar e buscar alternativas mais favoráveis, têm sido a grande preocupação dos produtores rurais.

Com a livre competição entre os mercados, a formação de preços passou a ser muito mais complicada, já que a teoria de oferta-procura agora tem um caráter internacional, além da natural dependência de decisões político-econômicas dos governos. Embora essa nova era esteja sendo favorável para quem vive na cidade e compra seu alimento, está causando uma reviravolta para os produtores rurais.

Diversificar e buscar alternativas mais favoráveis, têm sido a grande preocupação dos produtores rurais. Várias possibilidades existem e estão sendo utilizadas. Elas tanto podem ser em nível coletivo, quando os agricultores de uma região passam a plantar uma única cultura, como tomate ou beterraba, ganhando com isso maior capacidade de competição e influência sobre os preços dos insumos e de seus produtos, como também podem ser caracterizadas por decisões individualizadas. Individualmente, a sabedoria está em escolher alternativas agrícolas cujos preços sejam menos influenciados pela globalização e pelas decisões do governo.

O que o produtor rural deve considerar ao escolher entre as diversas alternativas que ele tem para o plantio? Risco? Preço? Mercado? Custos? Facilidade? Mão-de-obra? Experiência? Cada um, de acordo com sua personalidade, vai priorizar essas questões para tomar uma decisão consciente e com maior possibilidade de acerto.

Que tal uma cultura perene, bem fácil de ser conduzida, com alto preço de venda e mercado de garantido? E que além de tudo isso, tem uma outra vantagem: é ecologicamente correta, o que abre totalmente as portas do mercado de exportação? Só como referência: apenas para suprir a demanda atual precisaria de uma área plantada de aproximadamente 130.000 hectares!

Atualmente, cerca de 97% do palmito brasileiro é produzido de forma extrativista nas florestas do Pará. Esse corte indisciminado já levou à quase total extinção da juçara, nativa da Mata Atlântica. Por isso, na década de 70, a indústria palmiteira foi para o Pará, cortar açaí. Estudos recentes indicam que dentro de 10 anos, o corte do palmito vai praticamente dizimar o açaí.

Acontece que o palmito é um produto que tem mercado garantido. Por isso, quando a oferta diminui, seu preço aumenta. Hoje ele custa três vezes mais do que há cinco anos. E vai custar cada vez mais caro, já que a cada ano existe menor número de plantas de açaí para serem cortadas na mata.

Cultivar uma palmeira para produzir palmito é, portanto, um excelente negócio. É aqui que entra a PUPUNHA. Ela é uma palmeira de clima tropical, que cresce muito rápido, bastante rústica, e que produz um palmito de excelente qualidade. Além de tudo isso, ainda, perfilha, fazendo com que seja uma cultura perene. O primeiro corte ocorre aos 18 meses após o plantio no campo. Um hectare de lavoura em produção, fornece ao redor de 8.000 palmitos por ano. A produtividade média de um hectare tem sido de 1.700 kg de palmito de primeira por ano e mais cerca de 2.000 kg de palmito picadinho ou rodelas.

Cultivar a pupunha para produzir palmito é uma excelente alternativa para a diversificação das áreas agrícolas: é de alta rentabilidade, tem mercado garantido e crescente, pode ser exportado, a globalização lhe é favorável, já que o Brasil produz 95% do palmito mundial e pouco depende das decisões do governo, exceto no sentido de políticas que evitem o corte extrativista, o que é ainda, mais favorável para o cultivo da pupunha.

Clique aqui e conheça o curso.
Mnaual: 22 pág.
Filmes: 65 min.
Cód.: 5087.

A cultura da pupunha é relativamente simples e de baixo risco. Todas as informações necessárias para produzir palmito de pupunha, você encontra no curso: "Produção de Palmito de Pupunha: Solução Econômica e Ecológica" , que está sendo lançado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, e que foi produzido com a orientação técnica do professor Jo´se Roberto Moro. Nesse vídeo você vai aprender como adquirir as sementes, produzir as mudas, preparar o solo para o plantio, instalar e conduzir a lavoura no campo com sucesso. Verá, também, como se faz para cortar o palmito e processá-lo industrialmente.

 

Prof. José Roberto Moro
Departamento de Biologia Aplicada à Agricultura
FCAVJ/UNESP - Jaboticabal

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!