Como colher pimenta corretamente

O início da colheita de pimentas normalmente, inicia-se cerca de 110 dias após o transplantio para o campo. Podem ser colhidas verdes ou maduras, pois ambas são bem aceitas no mercado

Como colher pimenta

O início da colheita de pimentas varia bastante, de acordo com a espécie cultivada, mas, normalmente, inicia-se cerca de 110 dias após o transplantio para o campo e pode-se estender por até um ano, em locais de clima quente o ano todo. Em áreas de período seco definido, que apresentem veranicos, é necessário irrigação para manter a produção.

De acordo com Roseane Mendonça de Figueiredo, professora do Curso CPT, DVD+Livro e Online, Produção e Processamento de Pimenta, “As pimentas podem ser colhidas verdes ou maduras, quando, normalmente, apresentam coloração avermelhada. Tanto as colhidas verdes quanto as vermelhas, são bem aceitas no mercado, mas a pimenta madura é mais perecível, e precisa ser comercializada e utilizada mais rapidamente”.

1- Horário ideal para a colheita de pimentas



O horário ideal para a colheita de pimentas é nas horas menos quentes do dia, no início da manhã e no final da tarde. A exposição direta ao sol aumenta a respiração e a perda de água, resultando em murcha e deterioração dos frutos. Deve-se também evitar a colheita de frutos molhados pela chuva ou orvalho porque tendem a apodrecer mais rapidamente durante o transporte e a comercialização (HENZ, 2008).

2- Fatores que dificultam a colheita de pimentas



O tamanho reduzido dos frutos e arquitetura da planta da pimenta são fatores que dificultam a colheita, principalmente aquelas de menor porte e com maior número de galhos. Para efetuar a colheita das pimentas com plantas de porte mais baixo, como a “Cumari” e “Malagueta”, é necessário que os apanhadores fiquem agachados ou curvados, enquanto para aquelas pimentas com plantas mais altas, como a “Bode”, é possível fazer a colheita em pé, em uma posição mais confortável.

3- Fatores que interferem na velocidade da colheita de pimentas



A posição dos frutos das pimentas, seu tamanho e a resistência do pedúnculo também interferem na velocidade da colheita. As pimentas “Bode” e “Dedo-de-Moça” possuem frutos maiores e são mais fáceis de apanhar, sendo possível colher até 60 kg/dia/operário, enquanto as pimentas “Malagueta” e “Cumari” possuem frutos menores, o que reduz a velocidade da colheita (aproximadamente 10 kg/dia/operário) (HENZ, 2008).

4- Como colher pimentas



As pimentas são colhidas manualmente, arrancando-se os frutos das plantas com ou sem os pedúnculos (talos), dependendo do tipo de pimenta e o uso do produto. A pimenta colhida com o talo apresenta maior vida pós-colheita e tem um aspecto mais agradável e por isso é o método utilizado para a comercialização, no comércio varejista, como feiras  e  supermercados.  Para  a  comercialização  em  fábricas, normalmente, é exigida a comercialização das pimentas sem o talo, o que diminui a mão de obra para o processamento e o peso liquido do produto. O ato de colheita deve ser realizado, cortando-se o pedúnculo do fruto com as mãos. Não devem ser utilizados objetos cortantes, como facas ou canivetes, para evitar a transmissão de doenças. No caso da pimenta malagueta, independente do mercado, o fruto é sempre colhido sem o talo.

5- Recipientes para a acomodação das pimentas colhidas



Os recipientes utilizados para o armazenamento das pimentas, no ato de colheita, devem ser rasos como bacias ou cestos, evitando-se danos aos frutos que permanecerem por baixo.

6- Armazenamento de pimentas pós-colheita



Logo após a colheita, os frutos devem ser armazenados em locais frescos e ao abrigo da luz solar. Como são produtos muito perecíveis, não se deve amontoar caixas sobrepostas para diminuir a temperatura e, consequentemente, o ataque de pragas e doenças pós-colheita. Essa é a operação mais onerosa do sistema de produção, porque gasta muita mão de obra.

7- Colheita de pimentas pequenas x colheita de pimentas grandes



Um trabalhador experiente consegue colher somente quatro litros de pimentas pequenas como a malagueta e a cumari. Esse custo diminui bastante na colheita de pimentas maiores, como a dedo de moça, onde um trabalhador consegue colher até 10 vezes mais, ou seja, 40 L de pimenta. O gasto com a mão de obra pode diminuir a viabilidade econômica dessa cultura em região em que esse custo é muito elevado, o que sugere que o produtor realize os cálculos antes do plantio de pimentas pequenas. Normalmente, esse problema não ocorre com pimentas maiores e mais produtivas como a dedo de moça e a jalapenhã.

8- Beneficiamento



Praticamente todas as operações usuais de beneficiamento são feitas a campo e executadas simultaneamente pelos colhedores. Na medida do possível, o colhedor deve eliminar os frutos doentes, brocados, murchos, passados, desuniformes e mal formados e selecionar na planta somente aqueles bem desenvolvidos e de coloração típica de cada tipo de pimenta. Para aquelas pimentas com frutos pequenos, deve-se tomar cuidado para não colher ramos inteiros com as folhas, evitando-se o contato com o solo para não sujar e contaminar os frutos. Depois de colhidas, pimentas de frutos pequenos, como ‘Cumari’, ‘Bode’ e ‘Malagueta’, devem ser manipuladas com cuidado para evitar danos mecânicos aos frutos, como cortes, abrasões e outros tipos de ferimentos (HENZ, 2008).

9- Temperatura ideal de armazenamento pós-colheita



Não existem informações disponíveis sobre a temperatura ideal de armazenamento para cada um dos tipos de pimenta cultivados no Brasil. As pimentas são frutos tropicais e por esta razão as temperaturas entre 7°C e 12°C são as mais indicadas para reduzir a respiração e outros processos fisiológicos. O armazenamento em temperaturas inferiores a 7°C pode causar injúria por frio (“chilling”) nos frutos, formando lesões deprimidas. Para evitar a perda acentuada de água, é recomendável deixar os frutos com o pedúnculo e associar a refrigeração ao uso de embalagens plásticas, que mantêm a umidade elevada (HENZ, 2008).

10- Descartes na comercialização



Os maiores problemas das pimentas destinadas ao consumo in natura são a rápida perda de água dos frutos, que resulta em murchamento, e a descoloração do pedúnculo, que perde sua coloração verde característica. Estes dois problemas reduzem o valor de mercado do produto e podem ser motivos de descarte na comercialização.

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Agroindústria.
Por Silvana Teixeira.

Salvar

Cursos Relacionados

Curso Como Montar uma  Pequena Fábrica de Frutas Desidratadas Curso Como Montar uma Pequena Fábrica de Frutas Desidratadas

Com Prof. Pedro Meloni

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Tomate Seco em Conserva e Shiitake Desidratado Curso Produção de Tomate Seco em Conserva e Shiitake Desidratado

Com Prof. Dr. Paulo Stringheta e Prof. Pedro Meloni

R$ 460,00 à vista ou em até 12x de R$ 38,33 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção e Processamento de Pimenta Curso Produção e Processamento de Pimenta

Com Prof.ª Roseane Mendonça de Figueiredo

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Carlos Alberto Ferreira

21 de ago de 2018

Boas informações.

Resposta do Portal Cursos CPT

21 de ago de 2018

Olá Carlos,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site. Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Vinicius Diedo Santos Silva

28 de jun de 2018

Quando saber o ponto exato para a colheita de pimentas habanero do tipo red, laranja e chocolate? E possível que os frutos colhidos atinjam a coloração necessaria apos a colheita? Aproveitando o gancho, quais são os principais tipos de doenças que atingem essa especie? Muitíssimo obrigado

Resposta do Portal Cursos CPT

29 de jun de 2018

Olá Vinicius,

O início da colheita de pimentas normalmente, inicia-se cerca de 110 dias após o transplantio para o campo. Podem ser colhidas verdes ou maduras, pois ambas são bem aceitas no mercado.

Para mais informações, cadastramos seu e-mail em nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Wesley Wanderley Athayde

20 de mai de 2018

Gostaria muito de saber se na colheita da pimenta malagueta , devo ou não deixar o talo na árvore. Se eu colher com o talo, depois vou ter todo o trabalho p tirar, pois após colheita vai direto p conserva e não p o mercado a varejo. Gostaria mesmo de saber se eu deixar o talo prejudica a produção da árvore ou coisa assim?

Resposta do Portal Cursos CPT

21 de mai de 2018

Olá Wesley,

É recomendamos a retirada do talo, junto com a pimenta.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Paulo Roberto Jacob

31 de jan de 2018

Muito bom, tenho um pé de pimentas verde que também já ficaram vermelhas mas agora está com umas 20 cor verde, como faço para saber quando colher. São do tamanho de uma dedo de moça ou vermelha. Esse ¨pezinho¨já deu 50 pimentas.

Resposta do Portal Cursos CPT

1 de fev de 2018

Olá Paulo Roberto,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O início da colheita de pimentas normalmente, inicia-se cerca de 110 dias após o transplantio para o campo. Podem ser colhidas verdes ou maduras, pois ambas são bem aceitas no mercado.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Taciane aparecida da silva alneida

22 de jan de 2018

Oi, tenho uma plantação de pimentas em Minas. Minha dúvida é se ao colher as pimentas deixar os penducolos no pé, o cabinho melhor dizendo, traz algum problema para o pé de pimenta?

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de jan de 2018

Olá Taciane,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Não faz mal algum ao pé de pimenta. Mas, para deixar a pimenta com uma aparência bonita seria interessante colher com o cabinho.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

wadson abeles de souza

17 de ago de 2017

ola boa tarde.voces conhecem alguma colhetadeira de pimenta par indicar

Resposta do Portal Cursos CPT

17 de ago de 2017

Olá, Wadson.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Infelizmente não temos. Você pode realizar uma busca na internet ou procurar orientação em casas agrícolas.

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Kátia Cilene Ferreira Rocha

22 de mar de 2017

Gostei muito das informações

Resposta do Portal Cursos CPT

22 de mar de 2017

Olá Kátia,

Agradecemos que tenha gostado do nosso conteúdo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Outros artigos relacionados à área Agroindústria

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade