Cogumelos comestíveis, um mercado promissor

A importância dos cogumelos comestíveis teve origem por causa das propriedades gastronômicas conhecidas no mundo inteiro

Atualmente, o consumo brasileiro do cogumelo Champignon já alcança 10.000 toneladas anuais.

Atualmente, o consumo brasileiro do cogumelo Champignon já alcança 10.000 toneladas anuais.

A evolução da produtividade dos cogumelos comestíveis no mundo deu-se praticamente em progressão geométrica, alcançando hoje, para o champignon, a média de 35 kg/100 kg de substrato úmido. No Brasil, na principal região de cultivo do Estado de São Paulo, Mogi das Cruzes, a produtividade é da ordem de 7 kg de cogumelo fresco por 100 kg de substrato úmido.

Esta evolução ocorreu não só devido ao melhoramento genético mas, principalmente, ao desenvolvimento de técnicas de cultivo. Paralelamente ao aumento da produtividade, a evolução do mercado de cogumelos no mundo mostrou-se crescente, com variações na preferência dos consumidores. Segundo CHANG & MILES (1994), no ano de 1994 foram produzidos, no mundo, cinco milhões de toneladas que, a um preço médio de US$ 5,00/kg de cogumelo fresco, variando, conforme a espécie a época do ano, entre US$ 2,00 a US$ 30,00, atinge o fantástico valor de 25 bilhões de dólares.

Outro aspecto ligado ao mercado, é que o consumo per capita de cogumelo ainda é muito baixo, mesmo nos países mais desenvolvidos, como por exemplo, a Alemanha, onde se consome atualmente 3,5 kg de cogumelos frescos per capita por ano. No Brasil, estima-se que esse volume seja de apenas 60g per capita por ano.

Atualmente, o consumo brasileiro do cogumelo Champignon já alcança 10.000 toneladas anuais, a um preço médio no atacado de R$ 5,00/kg de cogumelo fresco. A produção brasileira de Shiitake, atualmente, aproxima-se de oito toneladas/mês ao preço médio no mercado de R$ 8,00/kg. Não se conhece, ainda, o volume da produção do cogumelo Pleurotus spp (hiratake e shimeji), mas o preço por atacado, em São Paulo, varia entre R$ 7,00 aeR$14,00/kg.

A demanda de cogumelos no Brasil é muito baixa, mais pela pequena oferta do que pelo preço ainda relativamente elevado em relação ao importado, como pode ser verificado durante o dumping imposto ao cogumelo Champignon pela China, quando a comercialização no Sul do Brasil passou de 10.000 toneladas para 15.000 toneladas anuais.

A importância dos cogumelos comestíveis teve origem por causa  das propriedades gastronômicas conhecidas no mundo inteiro. Entretanto, sua importância nos últimos anos vem ramificando-se de muitas outras formas: aproveitamento de resíduos agrícolas e agroindustriais, produtividade, dependência tecnológica, crescimento do mercado, potencial metabólico dos microrganismos, valor nutricional e medicinal.

O estudo de cada um destes aspectos permite estabelecer algumas conclusões gerais em relação à situação atual e às perspectivas dos cogumelos comestíveis no Brasil:

* O cultivo de cogumelos no Brasil apresenta-se como uma alternativa viável para pequenos a médios produtores, desde que se explore o mercado de cogumelos in natura que é bastante vendido, mas depende de uma maior conscientização da população para suas melhores propriedades de sabor e, principalmente, pelas suas propriedades naturais mais nutritivas, saborosas a saudáveis;

* O fator cultural (imposto pelos modelos de industrialização implantados no Brasil e no mundo) fazem com que apenas o champignon seja conhecido a consumido em conserva; qualquer pessoa que prove um cogumelo in natura jamais voltará a apreciá-lo em conserva (incluindo o próprio champignon);

* O tratamento de branqueamento do champignon em conserva, dependendo da dosagem dos agentes químicos, pode ser prejudicial à saúde;

* São necessários 2 kg de cogumelo in natura para obter-se 1 kg em conserva, portanto seu custo de produção será o dobro do cogumelo in natura

* O cogumelo in natura portanto é a melhor, mais econômica e sadia opção de comercialização e a que menos poderá sofrer dumping do mercado externo (o prazo de validade sob refrigeração é de apenas 7 a 10 dias);

* Outros cogumelos como o Pleurotus (hiratake a shimeji) e o Shiitake são mais rústicos e adaptáveis às condições brasileiras que o Champignon. Portanto, mais produtivos e com custo de produção menor, menos susceptíveis a doenças, dispensando o uso de agrotóxicos em sua produção;

* O preço ao consumidor ainda é muito alto a faz-se necessário desenvolver muita tecnologia de cultivo, adaptada às condições do Brasil (variáveis conforme a região), para diminuir custos de produção, aumentar o lucro dos produtores e, principalmente, torná-lo acessível a uma maior fatia da população.

Com relação à tecnologia de cultivo é importante frisar que existem várias técnicas de cultivo de cogumelos comestíveis que variam com a região (condições climáticas a econômicas) e com o tipo de cogumelo a ser cultivado. Graças à iniciativa conjunta do CPT - Centro de Produções Técnicas e do Módulo de Cogumelos da Faculdade de Ciências Agrônomas de Botucatu, UNESP, foram lançados dois cursos técnicos: Cultivo de Cogumelo Champignon e Cultivo de Cogumelo Shiitake. Esses materiais tratam das principais técnicas de cultivo adaptadas á realidade do produtor brasileiro e com o embasamento técnico desse centro de ensino, pesquisa e assistência técnicas a produtores.

Após fazer o curso e ser aprovado na avaliação, o aluno recebe um certificado de conclusão emitido pela UOV – Universidade On Line de Viçosa, filiada à ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância.

 

Augusto Ferreira da Eira
Professor a Pesquisador do Departamento de Defesa Fitossanitária da
UNESP/Botucatu, Módulo de Cogumelos
Professor da Área de Biotecnologia e Microbiologia Agrícola

Cursos Relacionados

Curso Cultivo de Cogumelo Medicinal - Agaricus blazei (Murrill) Curso Cultivo de Cogumelo Medicinal - Agaricus blazei (Murrill)

Com Prof. Dr. Augusto Ferreira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo de Cogumelo Shiitake em Substratos Curso Cultivo de Cogumelo Shiitake em Substratos

Com Prof.ª Fernanda Silveira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo Cogumelo: Shimeji e Hiratake Curso Cultivo Cogumelo: Shimeji e Hiratake

Com Prof. Dr. Augusto Ferreira e Prof.ª Fernanda Sil...

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Carlos

4 de abr de 2019

É possível cultivar e vender cogumelos do sol em apartamento?

Resposta do Portal Cursos CPT

5 de abr de 2019

Olá Carlos,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site. Se você tiver uma boa área, da sim.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Paulo Afonso Mariano

5 de mar de 2019

Por favor , vcs poderiam me enviar tudo sobre cultivo de cogumelos, e se eu adquirir os cursos, será que posso parcelar no boleto, obrigado.

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de mar de 2019

Olá, Paulo!

Agradecemos a visita e comentário em nosso site. Nossas consultoras entrarão em contato para mais informações sobre o curso.

Atenciosamente,

Lorena Tolomelli

weendel

27 de jul de 2012

Pretendo começar o cultivo de cogumelo medicinal e gostaria de saber mais detalhes sobre o cultivo. Onde vender ? Qual o preço do quilo? existe financiamento para o cultivo?

Resposta do Portal Cursos CPT

24 de ago de 2012

<!-- @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } -->

Olá, Weendel!

Agradecemos sua visita e seu comentário em nosso site.

O valor comercial de alguns cogumelos comestíveis tidos como medicinais são muito variáveis, sendo determinados em função de suas próprias características nutricionais e medicinais, de seus cus

Por causa das perdas que ocorrem no cultivo ao ar livre, iniciaram-se estudos e cultivos para produção deste cogumelo em estufas de produção. O cultivo do blazei em estufas garante maiores produções e menor gasto de mão-de-obra, por isso, esta técnica de produção tem crescido muito.

Portanto, diferente do que acontece com o A. bisporus (champignon), o A. blazei pode ser cultivado, em função do ambiente, em dois sistemas de cultivo: protegido e não protegido.

Qualquer que seja o método, o conhecimento de alguns fatores deve ser considerado, para o sucesso do cultivo do A. blazei:

Caraterística da terra ou de outros materiais de cobertura - A umidade e a temperatura da terra ou da cobertura do substrato devem ser mantidas ideais para o desenvolvimento do cogumelo.

Umidade da cobertura - Qualquer que seja o sistema adotado, o manejo da umidade do solo deve ser feito por sistemas de irrigação por aspersão.

Umidade do ar - A umidade do ar deve ser elevada para garantir menores perdas de água da camada de cobertura e favorecer o desenvolvimento do cogumelo. Porém, no campo, esta variável não pode ser controlada.

Temperatura - O cultivo de A. blazei caracteriza-se por ser de clima quente. Porém, temperaturas acima de 35ºC podem prejudicar a produção.

Ventilação - A ventilação adequada é essencial para reduzir o conteúdo de CO2 e manter a superfície dos canteiros (ou sacos) bem oxigenadas, pois é um elemento envolvido no processo de indução da frutificação do cogumelo.

Recomendamos o curso Cultivo do Cogumelo Medicinal, produzido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, para sua capacitação nesta área.

Para orientação e análise específica da atividade e de suas peculiaridades, em sua região, é interessante que procure um técnico especializado.

Você poderá se interessar pelos seguintes artigos relacionados ao cultivo do cogumelo medicinal: Cogumelo medicinal ajuda no combate ao câncer; Cogumelo do Sol tem excelentes propriedades nutricionais e medicinais e Cultivo de cogumelos medicinais, saúde para o consumidor, mercado para o produtor.

Atenciosamente,

Natália Parzanini

Olá, Weendel!

 

Agradecemos sua visita e seu comentário em nosso site.

 

O valor comercial de alguns cogumelos comestíveis tidos como medicinais são muito variáveis, sendo determinados em função de suas próprias características nutricionais e medicinais, de seus custos de produção e, principalmente, pelo poder especulativo da oferta e da procura.

 

O cogumelo medicinal Agaricus blazei é um cogumelo rústico que precisa de muita aeração para que ocorra a frutificação. No entanto, algumas intempéries climáticas como o vento e a insolação direta precisam ser evitadas. Já o A. bisporus necessita de clima mais frio e condições mais controladas para o desenvolvimento de seu corpo de frutificação, que é a parte comercializada.

 

Por isso, esta fase do champignon é tradicionalmente realizada em estufas e com processos bem conhecidos e testados. Já a produção comercial de A. blazei teve seu início muito recentemente e, por causa de sua maior rusticidade em relação ao A. bisporus, as técnicas de cultivo utilizadas eram relativamente rudimentares e feitas em canteiros ao ar livre.

Olá, Weendel!

 

Agradecemos sua visita e seu comentário em nosso site.

 

O valor comercial de alguns cogumelos comestíveis tidos como medicinais são muito variáveis, sendo determinados em função de suas próprias características nutricionais e medicinais, de seus cus

Por causa das perdas que ocorrem no cultivo ao ar livre, iniciaram-se estudos e cultivos para produção deste cogumelo em estufas de produção. O cultivo do blazei em estufas garante maiores produções e menor gasto de mão-de-obra, por isso, esta técnica de produção tem crescido muito.

 

Portanto, diferente do que acontece com o A. bisporus (champignon), o A. blazei pode ser cultivado, em função do ambiente, em dois sistemas de cultivo: protegido e não protegido.

 

Qualquer que seja o método, o conhecimento de alguns fatores deve ser considerado, para o sucesso do cultivo do A. blazei:

 

  • Caraterística da terra ou de outros materiais de cobertura - A umidade e a temperatura da terra ou da cobertura do substrato devem ser mantidas ideais para o desenvolvimento do cogumelo.

  • Umidade da cobertura - Qualquer que seja o sistema adotado, o manejo da umidade do solo deve ser feito por sistemas de irrigação por aspersão.

  • Umidade do ar - A umidade do ar deve ser elevada para garantir menores perdas de água da camada de cobertura e favorecer o desenvolvimento do cogumelo. Porém, no campo, esta variável não pode ser controlada.

  • Temperatura - O cultivo de A. blazei caracteriza-se por ser de clima quente. Porém, temperaturas acima de 35ºC podem prejudicar a produção.

  • Ventilação - A ventilação adequada é essencial para reduzir o conteúdo de CO2 e manter a superfície dos canteiros (ou sacos) bem oxigenadas, pois é um elemento envolvido no processo de indução da frutificação do cogumelo.

 

Recomendamos o curso Cultivo do Cogumelo Medicinal (http://www.cpt.com.br/cursos-agroindustria-cogumelos-comestiveis/cultivo-de-cogumelo-medicinal-agaricus-blazei-murrill), produzido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, para sua capacitação nesta área.

 

Para orientação e análise específica da atividade e de suas peculiaridades, em sua região, é interessante que procure um técnico especializado.

 

Você poderá se interessar pelos seguintes artigos relacionados ao cultivo do cogumelo medicinal: Cogumelo medicinal ajuda no combate ao câncer (http://www.cpt.com.br/noticias/cogumelo-medicinal-ajuda-combate-cancer); Cogumelo do Sol tem excelentes propriedades nutricionais e medicinais(http://www.cpt.com.br/artigos/cogumelo-sol-tem-excelentes-propriedades-nutricionais-medicinais) e Cultivo de cogumelos medicinais, saúde para o consumidor, mercado para o produtor (http://www.cpt.com.br/artigos/cultivo-de-cogumelos-medicinais-saude-para-o-consumidor-mercado-para-o-produtor).

 

Atenciosamente,

Natália Parzanini

Outros artigos relacionados à área Cogumelos Comestíveis

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade