WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Champignon: compostagem do cogumelo - fase I

Na preparação da primeira fase do composto para a produção do cogumelo Champignon (também conhecida como "compostagem fase I"), o produtor deve dispor de uma área coberta (galpão)

Champignon: compostagem do cogumelo - fase I

 

Na preparação da primeira fase do composto (também conhecida como “compostagem fase I”) para a produção do cogumelo Champignon, o produtor deve dispor de uma área coberta (galpão) para que a umidade do composto não seja alterada pelas chuvas ou pelo calor da insolação. Preferencialmente, este galpão deve ser suficiente para o armazenamento do material que formará o composto. Caso isto não seja possível e o material tenha de permanecer ao ar livre, deve-se deixar estes materiais suspensos por estrados de madeira, devendo-se, também, cobri-los com uma lona.

O piso

O piso de ser de concreto para suportar a movimentação de máquinas e evitar a perda de nutrientes por infiltração. Também deverá possuir uma pequena inclinação para favorecer a limpeza e um reservatório receptor, para receber o líquido que escoa e que é rico em microrganismos e nutrientes, devendo ser reposto na pilha de compostagem (este líquido é chamado de “chorume”).

O tempo de preparação do composto

A duração da preparação do composto depende do método usado. Quanto menor o tempo de compostagem, menores perdas ocorrerão de substâncias orgânicas, menor tempo de ocupação de espaço e utilização de mão de obra.

As fermentações

Na meda de compostagem, desenvolve-se uma atividade de microrganismos, caracterizada pela elevação de temperatura, que é variável de acordo com o local. Assim, a superfície do material possui uma umidade baixa e condições máximas de aerobiose, ao passo que, na região central, as condições são parcialmente anaeróbias. Embora a maior parte do metabolismo na compostagem seja devido a fermentações, as transformações ideais ocorrem nas regiões onde predominam condições aeróbias que impedem o estabelecimento de anaeróbios estritos, razão pela qual o composto deve ser revolvido com frequência, para que as condições sejam homogêneas em todo o material, até o final do tratamento.

O revolvimento das medas

O composto produzido sob condições aeróbias com temperaturas entre 50 - 60 oC é adequado para o crescimento do cogumelo, o que sugere um relacionamento direto com atividade de microrganismos específicos. Considerando o aspecto prático da compostagem, ao revolver as medas ou montes de composto durante a fase de compostagem, possibilita-se uma uniformização da aeração e dos materiais utilizados no composto. Além disso, o fracionamento das fibras do composto acelera a atividade microbiana na decomposição do substrato. Assim, o encurtamento do processo de compostagem é estimulado pela revirada das medas consideradas fundamentais para manter condições aeróbias (evitando os anaeróbios estritos indesejáveis) e alta temperatura.

As reviragens das medas

O número de reviragens deve ocorrer a cada 2 ou 3 dias e pode ser feito manualmente. Para grandes volumes recomenda-se a mecanização, pois uma reviragem manual bem feita costuma ser lenta e trabalhosa.

O Nitrogênio no processo de compostagem

O processo de compostagem depende do saldo inicial de nitrogênio e da presença de carbono mais prontamente disponível no composto. Existem três fatores metabólicos que podem influenciar a quantidade de nitrogênio incorporado: crescimento de microrganismos estimulados pela relação C/N, onde a taxa de crescimento é limitada pela baixa taxa de fornecimento de carbono, nitrogênio ou qualquer outro fator em mínimo; formação de complexo lignina-proteína utilizado para crescimento micelial; e a formação de substâncias promotoras de crescimento. Com a compostagem, deve-se conseguir a transformação dos componentes em formas nutritivas mais acessíveis ao micélio dos cogumelos, neutralização dos ácidos, pH entre 7-8, além de promover um composto homogêneo e com umidade adequada. Entre as transformações sofridas pelas substâncias do composto, a lignina deve ser transformada em um complexo lignino-humus rico em nitrogênio, daí também a importância do nível adequado de nitrogênio.

Ao fim da compostagem, ou seja, fermentação (fase I) deve-se obter as seguintes características:
- Umidade do substrato em torno de 70%;
- pH entre 7,5 e 8;
- Coloração da palha de amarela a marrom, com manchas brancas de actinomicetos e outros microrganismos termófilos;
- Menor odor de amônia.

A palha também deve perder a rigidez característica, e o teor de umidade pode ser medido, na prática, apertando uma porção do composto entre os dedos, onde não ocorre escorrimento de água, mas sim um breve umedecimento da mão. Por fim, é importante esclarecer que o composto produzido pela fase I deve ser levado à pasteurização (fase II) com as características acima indicadas.

Conheça os Cursos CPT, da área Cogumelos Comestíveis, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas. Entre os Cursos, destacam-se:

 - Curso CPT Cultivo do Cogumelo Champignon

 

 - Curso CPT Cultivo de Cogumelo Medicinal - Agaricus blazei (Murrill)

 

 - Curso CPT Cultivo de Cogumelo Shiitake

 

 - Curso CPT Cultivo de Cogumelo Shiitake em Substratos

 

 - Curso CPT Cultivo Cogumelo: Shimeji e Hiratake

 

Por Silvana Teixeira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Alaor Machado

4 de mai de 2015

Olá Boa tarde! Tenho uma propriedade de 4000 mt2 na região entre Jambeiro, Paraibuna e São José dos Campos (SP). Como estou em vias de me aposentar, penso em usar essa área para o cultivo de cogumelos, visto que crescem muitos na propriedade, sem a minha intervenção, o que indica que as condições são favoráveis. Gostaria que me enviassem informações básicas para os diferentes tipos de cogumelos como investimento inicial, produtividade por área, comercialização, mercado consumidor, e outras informações que Vocês acreditam que seja importantes para quem deseja iniciar o negócio. Obs. Outro motivo que desejo iniciar o cultivo é que aprecio muito cogumelos quer seja em conservas, fritos, risoto, pizzas, etc. Agradeço muito antecipadamente. Saudações. Alaor.

Resposta do Portal Cursos CPT

5 de mai de 2015

Olá, Alaor!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre os Cursos CPT da área Cogumelos Cosmetíveis.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

EURIDES EUGÊNIO DE SOUSA

29 de jul de 2014

Tenho uma área de 2.000 m2, no distrito de casa branca, região no pé da serra do curral em Belo Horizonte e Brumadinho - MG. Gostaria de obter informações cobre o cultivo de cogumelo champignon (comercialmente) para tanto preciso de informações sobre: - Investimentos necessários; - Como comercializar este produto; - Rentabilidade aproximada; - Recursos necessários tais como: Mão de obra, máquinas.

Resposta do Portal Cursos CPT

30 de jul de 2014

Olá, Eurides!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre o Curso CPT Cultivo de Cogumelo Champignon.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!