WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Mamona tem óleo poderoso

A mamoneira adapta-se a diversas condições climáticas, podendo ser cultivada em todos os estados brasileiros

https://cptstatic.s3.amazonaws.com/imagens/enviadas/materias/materia1911/m-cultivo-mamona.jpg

O Brasil é o terceiro maior produtor de mamona do mundo.

A mamoneira,  Ricinus comunis L., é uma oleaginosa, e de suas sementes, tipo baga, se extrai um óleo de excelentes propriedades, que tem muitas utilidades como insumo industrial. O resíduo da extração do óleo de mamona é uma torta, que se torna excelente adubo orgânico para a produção agrícola, podendo, também, ser usada na alimentação de bovinos, desde que devidamente desintoxicada.

O Brasil ocupa o lugar de terceiro maior produtor de mamona do mundo. Os Estados de maior produção são Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Ceará, Piauí e Paraná. Tudo se aproveita da mamoneira, a folha é fonte de clorofila, utilizada na indústria alimentícia, cosmética e de produtos de higiene. Do caule, retiram-se fibras para a indústria têxtil e para a fabricação de celulose. Da semente, é extraído um óleo de excelente qualidade, com múltiplas utilidades. O subproduto da extração de óleo é a torta de mamona, que constitui um ótimo adubo orgânico, de qualidades superiores à do esterco bovino.

O óleo de mamona pode ser utilizado para sintetizar uma grande quantidade de produtos, que têm emprego na área de cosméticos, lubrificantes, polímeros, tintas e vernizes. Pode ser um substituto do petróleo na síntese de diversos produtos. Os lubrificantes e fluidos usados em aeronaves são todos produzidos a partir do mesmo. Além disso, o biodiesel, ou diesel vegetal, pode ser obtido a partir do óleo de mamona, que pode reduzir o uso ou mesmo substituir o diesel de petróleo, como combustível. Cada 100kg de mamona em bagas obtém, em geral, 45kg de óleo e 50kg de farelo e torta. Do óleo, 36kg são do tipo 1, de melhor qualidade, obtido por prensagem, que geralmente é hidráulica; e 9kg são do tipo 3, de qualidade inferior, obtidos por extração com solvente químico.

https://cptstatic.s3.amazonaws.com/imagens/enviadas/materias/materia1911/m-oleo-mamona.jpg

O óleo de mamona pode ser utilizado para sintetizar  muitos produtos, com emprego na área de cosméticos, lubrificantes, polímeros, tintas e vernizes.

A mamoneira adapta-se a diversas condições climáticas, podendo ser cultivada em todas as regiões brasileiras. Por ser pouco exigente em água e bem resistente às altas temperaturas, a cultura da mamona tem-se mostrado excelente alternativa para as regiões do semi-árido. No Brasil, é tradicionalmente cultivada por pequenos produtores, que utilizam mão-de-obra familiar. Por isso, tem um importante papel na fixação do homem no campo e na complementação da renda dos pequenos produtores. Por outro lado, uma tecnologia mais avançada permite o cultivo com todas as operações mecanizadas, permitindo a condução de lavouras extensas.

Com o objetivo de apresentar a tecnologia de produção da mamona, o CPT – Centro de Produções Técnicas em parceria com a Emater-MG, que, através da atuação de seus técnicos, tem um grande cabedal de conhecimentos sobre a cultura da mamona, elaborou o curso “Cultivo e Processamento de Mamona”, no qual você receberá informações do engenheiro agrônomo Reinaldo Nunes de Oliveira, técnico da EMATER, MG. Contamos, também, com a colaboração do engenheiro agrônomo Dr. Nívio Poubel Gonçalves, pesquisador da EPAMIG – Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais.

Após fazer o curso e ser aprovado na avaliação, o aluno recebe um certificado de conclusão emitido pela UOV – Universidade On-line de Viçosa, filiada mantenedora da ABED – Associação Brasileira de Educação a Distância.

A discussão sobre a inserção do biodiesel na matriz energética nacional tem se intensificado no Brasil, assim como sua produção a partir da mamona, que hoje, é colocada pelo governo como uma planta de excelente potencial, que tem seu plantio incentivado, principalmente nas regiões carentes do Brasil. O governo brasileiro tornou-se um dos maiores divulgadores e promotores dessa cultura, ao sinalizar que essa deve ser a principal oleaginosa, no ainda tímido, processo de substituição do diesel brasileiro.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Maria Olívia Pereira da Silva Martins

21 de jul de 2019

Foi muito feliz minha visita a esta página. Estou iniciando um trabalho de pesquisa em meu mestrado em Biotecnologia e Saúde Humana e Animal, com a intenção de produzir um bioproduto à base de subproduto do óleo da mamona.

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de jul de 2019

Olá Maria Olívia Pereira da Silva Martins,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes em saber que você gostou do nosso site. Desejamos sucesso em sua pesquisa.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

cleoson

25 de out de 2012

Fico muito feliz que instituições como vocês estão contribuindo com o desenvolvimento no Brasil por disponibilizar cursos dessa importância em que a maioria das pessoas podem ter aceso. Por outro lado fico triste por no momento não poder adquirir esses compêndios maravilhosos. Mesmo assim muito obrigado em nome do Brasil por essas informações valiosas. Obrigado!!!!!!

Resposta do Portal Cursos CPT

25 de out de 2012

Olá, Cleoson!

Que bom que gostou do nosso artigo.

Ficamos felizes por sua visita e comentário em nosso site.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!