Fontes de energia renovável assumem a produção de combustível no Brasil

Dentre as principais oleaginosas com seu plantio propenso ao biocombustível estão o algodão, amendoim, dendê, girassol, mamona, pinhão manso e soja

As fontes renováveis de energia ganharam força e assumem grande importância no mundo atual.

O biodiesel é um combustível biodegradável e alternativo ao diesel de petróleo. Ele é derivado de fontes energéticas renováveis e sua composição é livre de enxofre (PARENTE, 2003). A definição para biodiesel adotada na Lei nº 11.097, de 13 de setembro de 2005, que o introduziu na matriz energética brasileira é:


“Biodiesel: biocombustível derivado de biomassa renovável para uso em motores a combustão interna com ignição por compressão ou, conforme regulamento, para geração de outro tipo de energia, que possa substituir parcial ou totalmente combustíveis de origem fóssil.” (NR)


Conforme mencionado a priori, o biodiesel é um combustível renovável. É assim considerado porque o CO2 emitido na queima do motor é absorvido pelas plantas e, consequentemente, utilizado como matéria-prima para a produção de novos biocombustíveis, fechando o ciclo do carbono e reduzindo em cerca de 80% as emissões líquidas desse gás de efeito estufa (COLETTI, 2005). Essa mesma autora relata que, em comparação com o diesel, a combustão do biodiesel reduz as emissões de materiais não-particulados, hidrocarbonetos não-queimados, compostos sulfurados e aromáticos, e outros poluentes.

Nesse ambiente, as fontes renováveis de energia ganharam força e assumem grande importância no mundo atual. As razões contemporâneas envolvem a possível finitude das reservas de petróleo; a concentração desse combustível fóssil em áreas geográficas de conflito, impactando o preço e o fornecimento; os estudos preliminares que indicam as novas jazidas localizadas em locais de elevado custo de extração; e as mudanças climáticas que alinham o mundo ao desenvolvimento sustentável (CHING e RODRIGUES, 2009).

A percentagem de óleo obtida por cada grão se dá de acordo com as condições de clima, solo, as tecnologias de cultivo e processamento e a qualidade de semente.

As questões mencionadas acima intensificaram os estudos sobre os óleos vegetais, uma vez que, no elenco das alternativas energéticas obtidas a partir da biomassa, os glicerídeos são a fonte mais promissora para a obtenção de combustíveis líquidos. De acordo com a FUNDAÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO DE MINAS GERAIS (1983), “além do alto poder calorífico, os óleos vegetais detêm qualidades comumente não encontradas em outras formas alternativas de combustíveis, como seja a ausência de enxofre na mistura de glicerídeos cuja produção industrial, por outro lado, não gera substâncias danosas ao meio ambiente”.

Nesse aspecto, o Brasil, por sua vasta extensão geográfica com climas distintos, tropical e subtropical, tem o privilégio de cultivar uma ampla diversidade de matérias-primas para a produção do biodiesel. Dentre as principais oleaginosas com seu plantio propenso ao biocombustível estão o algodão, amendoim, dendê, girassol, mamona, pinhão manso e soja. Os óleos de descarte, gorduras animais e óleos já usados em frituras de alimentos também são produtos disponíveis para a geração do combustível.

A percentagem de óleo obtida por cada amêndoa ou grão se dá de acordo com as condições de clima, solo, as tecnologias de cultivo, a qualidade de semente e as tecnologias de processamento. Para a FUNDAÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO DE MINAS GERAIS (1983), uma medida de impacto é o incentivo ao extrativismo de espécies nativas para aproveitamento das imensas reservas naturais.

É essencial destacar que nas diversas fases do processamento industrial das oleaginosas ocorre o aproveitamento integral dos seus subprodutos. A torta ou farelo é destinado à alimentação animal, o tocoferol, presente no dendê e na macaúba, é bem empregado na indústria farmacêutica. No fruto das palmáceas, encontra-se o endocarpo, que possui elevado poder calorífico, e por isso é aplicado em caldeiras ou como matéria-prima destinada à produção de coque metalúrgico.



* Marcelo de Lino Vieira
, zooctenista, mestre em zootecnia, chefe do Departamento de Promoção Agrária da Secretaria de Agricultura de Viçosa, pós-graduando em Gestão e Análise Ambiental pela Univiçosa
* Henrique Simonini, administrador de empresa, chefe do setor de Arte e Publicidade da empresa CPT – Centro de Produções Técnicas, pós-graduando em Comunicação Empresarial, Publicidade e Marketing pela Univiçosa
* Ariádine Morgan, jornalista, editora - chefe do Portal de Informações do CPT – Centro de Produções Técnicas, pós-graduanda em Comunicação Empresarial, Publicidade e Marketing pela Univiçosa


Bibliografia Consultada:

PARENTE, E. J. de S. et al. Biodiesel: uma aventura tecnológica num pais engraçado. Fortaleza: Tecbio, 2003. 68p. Disponível online em: <http://www.xitizap.com/Livro-Biodiesel.pdf> (última consulta em: 15/10/2010)

COLETTI, R. A.  Biodiesel: Combustível renovável e ambientalmente correto. Curitiba/PR: Biodieselbr, 2005. Disponível online em: <http://www.biodieselbr.com/destaques/2005/combustivel-renovavel.htm> (última consulta em: 15/10/2010)

CHING, W. H.; RODRIGUES, C. W. Biodiesel. SEBRAE. S.1, 2008. 63p.  Disponível online em: <www.biodiesel.gov.br/docs/Cartilha_Sebrae.pdf> (última consulta em: 15/10/2010)

FUNDAÇÃO CENTRO TECNOLÓGICO DE MINAS GERAIS. Diagnóstico ambiental do estado de Minas Gerais. Belo Horizonte/MG, 1983.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Cursos Relacionados

Curso Cultivo e Processamento de Girassol Curso Cultivo e Processamento de Girassol

Com Prof.ª Dr.ª Maria Regina Gonçalves Ungaro

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo e Processamento de Mamona Curso Cultivo e Processamento de Mamona

Com Prof. Reinaldo Nunes de Oliveira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Óleo Vegetal Comestível e Biocombustível Curso Produção de Óleo Vegetal Comestível e Biocombustível

Com Prof. Edson Perez Guerra e Prof. Werner Fuchs

R$ 425,00 à vista ou em até 12x de R$ 35,42 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo e Processamento de Coco Macaúba para Produção de Biodiesel Curso Cultivo e Processamento de Coco Macaúba para Produção de Biodiesel

Com Prof. Dr. Ângelo Mirisola

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Outros artigos relacionados à área Biocombustíveis

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade