WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como produzir girassol

O girassol é matéria-prima de diversos produtos destinados ao consumo humano e animal

A abelha é o principal polinizador do girassol

Girassóis são nativos da América do Norte, porém são cultivados no mundo todo. No total, são 25 milhões de hectares destinados a sua produção. A pesquisadora Maria Regina Gonçalves Ungaro, especialista em fitotecnia e melhoramento vegetal, afirma que a planta é praticamente toda aproveitada. A matéria orgânica permite que os nutrientes sejam reciclados; a haste pode ser utilizada em forrações acústicas ou ensiladas com as folhas para posterior adubação; as flores fornecem de 20kg a 40kg de mel por hectare e as sementes servem de alimento para pessoas e animais.

Utilidade do girassol

O óleo vegetal de girassol é de excelente qualidade, pois é rico em propriedades nutricionais. A especialista em melhoramento vegetal lembra que esse óleo previne problemas cardiovasculares e auxilia no tratamento da esclerose múltipla. Entre diversas outras finalidades, ele também pode ser utilizado como matéria-prima para a produção de biodiesel, de produtos de beleza e de limpeza. Após passar por processos de refinamento e ser transformado em farelo, torna-se uma das principais fontes de proteína na dieta animal.

Plantação de girassol

Pé de girassol atacado pelo fungo Sclerotinia Sclerotiorum, um dos seus principais patógenos

A plantação de girassol favorece a rotação de culturas. A pesquisadora garante que a planta se adapta aos mais variados tipos de solos e temperaturas, necessita de baixo investimento e tem manejo fácil. Solos arenosos e argilosos não são um empecilho ao seu pleno desenvolvimento, porém é importante que eles sejam drenados e tenham graus de compactação e acidez adequados, ou seja, é recomendável uma análise das condições e das propriedades do solo antes do início da plantação para que as correções necessárias sejam feitas. Em relação ao clima, os girassóis são tão versáteis que são resistentes até mesmo às temperaturas negativas. No entanto, Ungaro enfatiza que a produção de óleo e grãos é bem maior quando os termômetros estão entre 18°C e 24°C.

O curso Cultivo e Processamento de Girassol, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, disponibiliza todas as técnicas relacionadas ao plantio do girassol, como os processos de preparação do solo, a semeadura, a adubação, os tratos culturais, a colheita, o processamento e a prevenção de doenças e pragas. Ungaro também descreve as características botânicas do girassol e discorre sobre a sua aplicação na alimentação.

O movimento do girassol

O girassol se adapta aos mais variados tipos de solos e temperaturas, necessita de baixo investimento e tem fácil manejo

O movimento dos girassóis para acompanhar o sol gera grande curiosidade ainda nos dias de hoje. Ungaro explica que esse fenômeno é permitido graças a um movimento de rotação do caule em espiral e outro de ereção das flores e do capítulo. Os girassóis giram diariamente do leste para o oeste, completando uma volta de mais de 90°. Ao meio dia e à meia noite, as folhas e os capítulos se encontram completamente eretos. Esse movimento da planta pode ser explicado pela presença de alguns hormônios reguladores do crescimento que são altamente dependentes da luz solar e, portanto, precisam absorvê-la em grande quantidade.

Condições de desenvolvimento da planta

As ramificações do sistema radicular do girassol permitem que ele tenha mais facilidade de captar a água do solo e, consequentemente, seja mais tolerável à ausência de água do que outras plantas. No entanto, a especialista em fitotecnia evidencia que o consumo de água é intenso durante o período que vai desde a formação do capítulo até o fim da floração e também no início do processo de enchimento dos grãos.

Pragas dos girassóis

Capítulo do girassol atacado por pássaros

As principais pragas das plantações de girassol são a vaquinha (Diabrotica speciosa), o besouro (Cyclocephala melanocephala) e os pássaros. Estes (em especial pardais, periquitos e maritacas) normalmente atacam no período de enchimento dos grãos, podendo destruí-los completamente. Os besouros também atacam nessa fase. Eles perfuram os grãos, diminuindo consideravelmente a produção, e fazem galerias no capítulo da planta, permitindo a entrada e a proliferação de patógenos. Ambas as pragas são de difícil controle. Já as vaquinhas, que se alimentam das folhas e das brácteas, podem ser controladas com organofosforados.

Por Camila Guimarães Ribeiro

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!