WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Principais pragas e doenças da mandioca

Apesar de ser resistente, a mandioca pode sofrer com a ação de pragas ou com o surgimento de doenças

Mandioca

Marney Pascoli Cereda, professora do Curso CPT Cultivo de Mandioca, destaca que a mandioca apresenta uma série de vantagens em relação e outros cultivos, tais como: fácil propagação, elevada tolerância a longas estiagens, rendimentos satisfatórios mesmo em solos de baixa fertilidade, pouca exigência em insumos modernos, dentre outras.

Ainda, apresenta a vantagem de ser resistente a pragas e doenças. Contudo, mesmo sendo resistente, seu cultivo pode ser prejudicado caso esses problemas se instalem na plantação. Assim como em qualquer outro cultivo, a melhor forma de combater será sempre a prevenção. Em primeiro lugar, o agricultor deve estar atento a três cuidados básicos para evitar o surgimento de pragas e doenças:

- Adquirir mudas sadias e de fornecedores confiáveis; também é possível obter sua própria muda;

- Cultivar variedades que sejam resistentes;

- Utilizar defensivos de forma seletiva

Dentre as pragas que podem atacar a mandioca, destaca-se:

Manduruvá

Essa lagarta é altamente destrutiva, podendo dizimar toda a plantação em pouco tempo. Grande, vermelha, preta, verde ou amarela, causa prejuízos consideráveis e deve ser combatida logo que se inicie o ataque.

Lagartas cortadoras

Como o próprio nome sugere, ataca folhas, ramas e raízes, cortando-as. Não prejudicam tão rápido a plantação quanto o manduruvá, mas, quando o ataque é grande, é necessário utilizar inseticidas.

Larva dos brotos

Essa praga afeta o crescimento da planta, atrasando-o por atacar e furar os brotos. Torna-se um problema ainda maior por ser uma praga de controle difícil.

Brocas do caule

Pequenas no tamanho, mas grandes no estrago que produzem. As lagartas brancas ou cor de canela que comem os talos e ramos das plantas deixam vestígios nos túneis que escavam dentro dos ramos e fazem com que seja necessário arrancar a planta atacada.

Já em relação às doenças, as principais são:

Bacteriose

Essa doença pode ser percebida, sobretudo, na época de chuvas, provocando a murcha de ramos e algumas partes da planta.

Podridão negra

Surge apenas no primeiro plantio após derrubadas, característica pelo apodrecimento das raízes em épocas de chuvas.

Cercóspora

Produz manchas claras com o meio escuro e bordas verde-amareladas nas plantas, mas não causa problemas na lavoura.

Super-brotamento

É caracterizada pelo surgimento de vários brotos e aparência raquítica de algumas manivas quando plantadas. Nesse caso, a solução é eliminar as plantas doentes e optar por manivas fortes e sadias para plantio.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Agricultura:

Cultivo de Mandioca
Processamento de Mandioca – Polvilho Azedo, Fécula, Farinha e Raspa
Profissionalizante de Produtor de Mandioca

Fonte: Rural News – ruralnews.com.br
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!