Plantação de tomate - doenças causadas por bactérias

O tomateiro pode ser atacado por diversas doenças, causadas por fungos, bactérias, nematoides ou vírus e, também, apresentar distúrbios fisiológicos causados por fatores diversos

Doenças do tomate


Muitos alimentos são jogados fora, porque não atendem ao padrão para a sua comercialização. Entre os fatores que influenciam diretamente na perda dos alimentos estão as doenças. O tomateiro pode ser atacado por diversas doenças, causadas por fungos, bactérias, nematoides ou vírus. Pode, também, apresentar distúrbios fisiológicos causados por falta ou excesso de nutrientes, falta ou excesso de água no solo, exposição excessiva ao sol e outros fatores ambientais.

Doenças do tomate causadas por bactérias


a) Mancha bacteriana (Xanthomonas campestris pv. vesicatoria)

 

Sintomas:
- Folhas: manchas necróticas, inicialmente encharcadas, que levam à queima das folhas.
- Frutos: lesões grandes nos frutos, semelhantes às das folhas.
- Provoca queda das flores, quando o ataque coincide com o florescimento.

Condições que favorecem o aparecimento:
- Temperaturas altas, acima de 25°C.
- Alta umidade relativa.

Formas de contaminação:
- Sementes contaminadas.
- Tratos culturais e implementos agrícolas.
- Restos de cultura do ano anterior.
- Outras plantas hospedeiras: pimentão, pimentas, batata, berinjela e outras.

Controle:
- Plantio em período seco.
- Plantio em local não cultivado anteriormente com tomateiro.
- Rotação de cultura com gramíneas.
- Desinfecção de implementos usados em áreas contaminadas, com solução de sulfato de cobre de 3 a 5%.
- Uso de sementes tratadas.
- Mudas sadias.
- Melhorar a drenagem do terreno.
- Pulverização de fungicida cúprico.

b) Pinta bacteriana ou mancha bacteriana pequena (Pseudomonas syringae pv. tomato)

 

Sintomas:
- Folhas baixeiras: pequenas manchas necróticas, circundadas por um halo amarelo, parecidas com as da mancha bacteriana.
- Frutos: pontuações negras, superficiais, que podem ser destacadas.
- Intensa queda de flores, caso haja ataque durante a floração.

Condições que favorecem o aparecimento:
- Temperaturas amenas (menor que 25°C) e alta umidade relativa do ar.

Formas de contaminação:
- Sementes contaminadas.

Controle:
- Plantio em período seco.
- Plantio em local não cultivado anteriormente com tomateiro.
- Rotação de cultura com gramíneas.
- Desinfecção de implementos usados em áreas contaminadas, com solução de sulfato de cobre de 3 a 5%.
- Uso de sementes tratadas.
- Mudas sadias.
- Melhorar a drenagem do terreno.
- Pulverização de fungicida cúprico.

c) Murcha bacteriana (Ralstonia solanacearum)

 

Sintomas:
- Murcha da planta, de cima para baixo: primeiro ocorre a murcha das folhas mais velhas, seguida, um ou dois dias depois, da murcha dos ponteiros e, depois, da planta toda. As folhas permanecem verdes.
- A base do caule fica amarronzada e exsuda pus bacteriano. Para testar a infestação da bactéria, basta colocar um pedaço do caule da planta em um copo com água. Se a planta estiver infectada, observa-se a exsudação de um pus bacteriano na água.

Condições que favorecem o aparecimento:
- Solos encharcados.
- Altas temperaturas.

Formas de contaminação:
- Água de irrigação.
- Implementos e máquinas contaminados.
- Associa-se a um grande número de plantas hospedeiras, principalmente das famílias das Solanáceas (tomate, batata, pimentão, jurubeba, etc), Compostas (girassol) e Musáceas (banana).

Controle:
- Plantio em terras novas.
- Rotação de cultura com gramíneas.
- Não usar água contaminada para irrigação.
- Melhorar a drenagem do terreno.
- Desinfecção de implementos usados em áreas contaminadas.

d) Talo oco e podridão mole dos frutos (Erwinia spp)

 

Sintomas:
- Talo oco: a bactéria penetra através de ferimento no caule, destrói a medula e provoca a murcha e posterior morte da planta.
- Podridão mole dos frutos: a bactéria penetra através dos furos causados por pragas.

Condições que favorecem o aparecimento:
- Temperaturas altas (acima de 25°C) e alta umidade relativa do ar (>90%).

Formas de contaminação:
- Ferimentos nos tecidos.

Controle:
- Plantio em período frio e seco.
- Evitar ferir as plantas e frutos durante os tratos culturais.
- Controle eficiente dos insetos mastigadores.
- Rotação de cultura com gramíneas.
- Melhorar a drenagem do terreno.

Conheça o Curso CPT Produção de Tomate para a Indústria

Confira os Cursos CPT da área Agricultura

Por Silvana Teixeira.

Salvar

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Fernando Mateus Ngovene

25 de abr de 2018

Para os camponeses que ainda, usam agricultura tradicional, qual e a outra forma para eles que podem usarem. no ano passado na machamba do meu pai, uma doenca que nao subi anotar, numa area do um hectar, o tomate ficou todo queimado e nao saimos com nada ultimamente. help me qual e esse tipo de doenca. aplicamos varios tipos de produtos quimicos, nao conseguimos nada.

Resposta do Portal Cursos CPT

25 de abr de 2018

Olá Fernando,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Recomendamos que consulte um técnico agrícola de sua região, para que o mesmo possa analisar sua plantação.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Marisa moreira

5 de abr de 2018

Interessante a matéria...gostaria de saber mais sobre o assunto e qual a Química poderia estar usando para o combate a praga.?

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de abr de 2018

Olá Marisa,

Para mais informações cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Ronaldo Machado Tenorio

12 de abr de 2017

Gostaria de receber a relação de cursos sobre tomate, tanto na parte de foto como nutrição.

Resposta do Portal Cursos CPT

12 de abr de 2017

Olá Ronaldo,

Agradecemos sua visita visita e comentário em nosso site. Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre os cursos a distância.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Diogo

25 de dez de 2016

Meus tomateiros estão com a mancha igual ao dos tomates da foto, o que posso fazer? Muito obrigado

Resposta do Portal Cursos CPT

26 de dez de 2016

Olá Diogo,

Agradecemos sua visita e comentário em noss site. Caso, após uma analise mais completa, perceba-se que o seu tomateiro está com Murcha-bacteriana, as seguintes precauções devem ser tomadas:

A murcha-bacteriana, é associada a solos muito encharcados e à alta temperatura, esta doença é mais problemática no verão e em regiões de clima mais quente. A bactéria pode permanecer por vários anos no solo. Ocorre a murcha da planta, de cima para baixo, a partir do início da floração, mas as folhas permanecem verdes. A parte inferior do caule se torna amarronzada e ocorre a exsudação de um pus bacteriano quando se faz o "teste-do-copo", que consiste em colocar um pedaço de caule da planta suspeita em um copo com água: em caso positivo, observa-se a exsudação de um pus bacteriano na água.

Algumas medidas são importantes no manejo da doença:

- Eliminação da soca logo após finalizar a colheita
- Rotação de culturas com utilização de gramíneas
- Implementar cultivo mínimo ou plantio direto
- Evitar cultivações tardias e cortes nas raízes
- Higienizar tratores e implementos após o trabalho em áreas infectadas
- Antecipar transplante para o início da época recomendada, pois a bactéria é mais agressiva nos períodos de temperaturas altas
- Uso de cultivares tolerantes é o mais efetivo método para prevenir os danos dessa doença

Atenciosamente,
Ana Carolina dos Santos

gerson nazario

5 de out de 2016

Vou fazer calda bordalesa e aplicar nos tomateiro que eu tenho em minha residencia acho que vai da certo.

Resposta do Portal Cursos CPT

6 de out de 2016

Olá Gerson,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Sim, com certeza pode ajudar bastante.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Medianes Della PACE

27 de nov de 2014

Qual medicamento que poderei usar nos tomateiros com problemas de bactérias nos frutos verdes?

Resposta do Portal Cursos CPT

27 de nov de 2014

Olá, Medianes!

Agradecmeos sua visita e comentário em nosso site.

Para mais informações seria interessante consultar um engenheiro agronômo para um correto diagnóstico e tratamento.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Bonifácio da Costa Francisco

30 de out de 2014

Sou de Angola e de profissão Engenheiro Agrônomo, por isso gostei imensamente da informação que vocês estão divulgando. Um abraço

Resposta do Portal Cursos CPT

31 de out de 2014

Olá, Bonifácio!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes que tenha gostado do nosso artigo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Dirk Douglas Casagrandde

18 de out de 2014

Olá! Boa tarde. Sou plantador de tomate, tenho boa produtividade na minha colheita e na última plantação aconteceram algumas surpresas. Foi surpreendido por uma praga, ou vírus que perdi basicamente toda minha plantação. As folhas secaram, os tomates começaram a ficar podres, cor pretas. Passei fungicida pulverizado (lavado o pé) e infelizmente não obtive nenhum sucesso. Estou com medo de fazer outra plantação, em virtude de acontecer a mesma coisa. Gostaria de algumas sugestões de como fazer, terreno, mudas, modo de cuidar. Fico no aguardo. OBS: Este terreno que plantei, era terreno onde armazenava a silagem do gado. E também no inicio da plantação passei ureia nos pés.

Resposta do Portal Cursos CPT

20 de out de 2014

Olá, Douglas!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Para mais informações recomendamos que consulte um engenheiro agrônomo em sua região.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Outros artigos relacionados à área Agricultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade