WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Melhores culturas para a cobertura do solo no inverno

Fazer a cobertura do solo no inverno reduz as perdas de água por evaporação e previne a erosão

Melhores culturas para a cobertura do solo no inverno

Fazer a cobertura do solo no inverno aumenta a sua capacidade de armazenamento de água. Trata-se de uma prática que gera excelentes resultados para o agricultor”, afirma Afonso Peche Filho, Doutor em Ciências Ambientais e professor do Curso CPT Plantio Direto. Na verdade, cobrir o solo com palha reduz as perdas de água por evaporação e previne a erosão do solo, além de aumentar o seu potencial de infiltração de água.

Porosidade do solo


A palha produzida por algumas culturas específicas reduz o impacto das gotas de chuva no solo. Além disso, essas plantas utilizadas para cobertura do solo aumentam a porosidade do solo. Tudo graças ao crescimento de suas raízes, que abrem esses poros. Como resultado, a estrutura do solo é significativamente favorecida.

Culturas da safra de verão x culturas da safra de inverno


Como as culturas da safra de verão não produzem palha o bastante para uma boa cobertura do solo, o agricultor investe em culturas de safra de inverno, em regiões com clima subtropical, e em culturas de safra de outono, em regiões com clima tropical. São várias as culturas que podem ser escolhidas considerando aspectos de suma relevância.

Fatores relevantes


Dentre os principais, temos a temperatura média regional, o índice pluviométrico anual e as espécies cultivadas em sucessão. Normalmente, as culturas de cobertura devem apresentar crescimento rápido, estabelecimento fácil e cobertura do solo eficiente. Nesse prisma, as culturas mais cultivadas são as gramíneas em sucessão à soja, por exemplo.

Melhores culturas 


Em regiões do Centro-Oeste com boa média anual de chuvas, os agricultores têm investido no milheto por apresentar ótimos resultados. Sem falar no consórcio do milho com forrageiras tropicais (painço, sorgo e braquiária). Já em regiões do Centro-Oeste com menor índice pluviométrico anual, o sorgo aparece como melhor alternativa, principalmente para a segunda safra.

Nas regiões subtropicais do Sul, os agricultores têm cultivado a aveia como planta de cobertura de inverno. O mesmo vale para o centeio e o azevém, igualmente eficientes. No caso da aveia, se o local apresentar geadas, ela deixa de ser uma boa opção, pois não tolera frios extremos. Sendo assim, o centeio se apresenta como a melhor opção.

A escolha por essas gramíneas (aveia, azevém e centeio) é porque elas produzem palha que leva mais tempo para se decompor e, por isso, cobrem o solo por períodos mais longos. Deferentemente das leguminosas (feijão guandu e ervilhaca), utilizadas na adubação verde, que se decompõem mais rapidamente.

Conheça os Cursos CPT:

Plantio Direto

Técnicas Mecânicas de Conservação de Água e Solo

Integração Lavoura, Pecuária e Eucalipto

Fonte: Lavoura 10

Por Andréa Oliveira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!