WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Informe-se sobre adubos

Também conhecidos como fertilizantes, os adubos são importantes para o desenvolvimento das plantas

Adubos - fertilizantes

Júlio César Neves, professor do Curso CPT Aplicação Econômica de Adubos, esclarece que o aumento da produtividade agrícola se deve ao uso de técnicas adequadas e aplicações de doses corretas de fertilizantes.


A adubação tem como objetivo principal manter ou aumentar a quantidade de nutrientes do solo, de forma a atender às exigências das plantas.

Também conhecidos como fertilizantes, os adubos referem-se a substâncias aplicadas no solo ou nos tecidos vegetais com o intuito de fornecer um ou mias nutrientes necessários ao desenvolvimento das plantas. Por conta disso, têm com função melhorar a produção.

Plantas precisam de macronutrientes e micronutrientes, sejam eles:


- Carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, fósforo, enxofre, cálcio, magnésio e potássio os macronutrientes;
- Boro, cobalto, cobre, ferro, manganês, molibdênio e zinco os micronutrientes.

Alguns desses elementos estão disponíveis de forma abundante na natureza e/ou conseguem ser assimilados facilmente pelas plantas, como é o caso do carbono, do hidrogênio e do oxigênio. O nitrogênio, por exemplo, apesar de abundante na atmosfera, não consegue ser absorvido pelas plantas, e vem desse fato a importância de adubar as plantas.

Antes de realizar adubação é necessária uma análise química do solo, para que a adubação correta seja indicada. Esse processo pode ser feito por pulverização nas folhas, seja manual ou mecanizada, por meio da irrigação ou pelo solo.

Classificação


I- Adubos minerais

Diz respeito aos adubos que são extraídos de minas e transformados pelas indústrias. Podem ser feitos de apenas um elemento ou da combinação de vários:

- Adubos nitrogenados;
- Adubos fosfatados;
- Adubos potássicos;
- Adubos mistos;
- Adubos calcáricos, que têm ação corretiva.


II- Fertilizantes orgânicos

São aqueles obtidos através de resíduos animais ou vegetais. Sua absorção é mais lenta do que os minerais, mas promovem o desenvolvimento da flora microbiana e por consequência melhoram as condições físicas do solo. São os principais:

- Esterco de curral;
- Resíduos de matadouros;
- Resíduos oleaginosos;
- Vinhaça;
- Resíduo de filtro de prensa;
- Adubo verde.

Alguns adubos podem provocar a acidez ou a alcalinidade do solo. Em alguns casos, é conveniente misturar alguns, de acordo com as características do solo:

- Ácidos: nitrato de amônia, ureia, sulfato de amônia, fosfato de amônia, amônia anidra e sangue seco;
- Alcalinos: nitrato de sódio do Chile, calcário dolomítico, nitrato de cal, cianamida e nitrato chileno potássico;
- Neutros: nitrocal, superfosfato e cloreto de potássio.

Antes da fertilização, porém, é fundamental definir a qualidade do solo, como dito. Uma forma simples de fazer é a partir da relação carbono/nitrogênio no solo. Porém, recomenda-se que essa análise seja feita por profissionais qualificados, como engenheiros agrônomos, florestais ou técnicos agrícolas.


Conheça os Cursos CPT da Área Agricultura.
por Renato Rodrigues.
Fonte: Wikipedia – pt.wikipedia.org

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!