WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Considerações importantes sobre análise do solo

Com a análise do solo, além de economizar com fertilizantes, o produtor rural aumenta a produtividade da lavoura

Considerações importantes sobre análise do solo

“Após os resultados da análise de solo laboratorial, são realizadas as devidas correções caso haja deficiência de nutrientes ou alterações indesejáveis no pH do solo. Com isso, além de economizar com fertilizantes, o produtor rural aumenta a produtividade da lavoura de forma significativa”, destacam Eurípedes Malavolta e Godofredo César Vitti, professores do Curso CPT Análise de Solo e Recomendação de Calagem e Adubação.

Análise de macro e micronutrientes


Na análise química completa do solo, são analisados os macro e micronutrientes presentes no solo. Ambos representam papel fundamental no estabelecimento das culturas. Se um único micro ou macronutriente for deficiente, o desenvolvimento das plantas é seriamente comprometido. Também pode ser realizada a análise química básica do solo em casos menos complexos.

Variação de nutrientes


A variação de nutrientes no solo ocorre de forma horizontal e vertical. Na primeira, a variação ocorre de acordo com o tipo de cultura e a adubação. Já na segunda, a variação ocorre conforme o sistema de manejo adotado.

Parâmetros físicos e químicos


Na análise de solo, são identificados os parâmetros físicos e químicos do solo. Os físicos correspondem à estrutura do solo, como teores de areia e argila. Enquanto os químicos referem-se à quantidade de nutrientes disponíveis no solo.

Frequência das análises


A frequência das análises do solo varia, de um ano a inúmeros anos, conforme o sistema de manejo, o tipo de cultura e a adubação. Normalmente, solos onde são cultivadas culturas anuais são analisados com maior constância. Nesse caso, deve-se realizar o procedimento após a colheita.

Divisão das glebas


Para melhores resultados, a área submetida a amostragem deve apresentar o máximo de homogeneidade. Nesse sentido, essa área deve ser dividida em glebas, com base nas características do solo, no histórico da área e na topografia. Não se deve fazer a amostragem em glebas acima de 10 hectares.

Como coletar


Após a coleta das amostras, elas devem ser colocadas em embalagens limpas e livres de contaminantes. As amostras devem ser coletadas nas camadas de 0 a 20 centímetros e 20 a 40 centímetros.

São coletadas amostras simples e amostras compostas. Nas simples, o solo é coletado em um ponto da gleba. Já na composta, são misturadas várias amostras simples coletadas na gleba da forma mais homogênea possível.

Conheça os Cursos CPT da Área Agricultura:

Análise de Solo e Recomendação de Calagem e Adubação

Técnicas Mecânicas de Conservação de Água e Solo

Aplicação Econômica de Adubos

Fonte: APagri

Por Andréa Oliveira

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Miniguia Básico Sobre Preparo do Solo

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!