WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Bananeiras: como preparar a área de plantio

Saiba como prepara a sua terra para receber bananeiras para plantação.

Bananeiras: como preparar a área de plantio    Artigo CPT


Bananeiras podem trazer muita fartura para seu lar, além de ser uma ótima opção de comercialização
, porém, para que a produção aconteça de maneira produtiva, rentável e acessível é preciso se preparar! Os especialistas da FRUPEX — Programa de Apoio à Produção e Exportação de Frutas, Hortaliças, Flores e Plantas Ornamentais do Brasil, nos ensinam no Curso CPT de Produção de Banana — Do Plantio à Pós — Colheita, como preparar à terra.


— Preparo da área: as etapas realizadas no preparo da área para implantação de canteiros, são, basicamente, as mesmas adotadas para os sistemas de produção da bananeira, ou seja:


1) Limpeza:
nessa etapa, deve-se retirar todo o parecido com vegetação que esteja presente na área, além da remoção de pedras e galhos. Ela pode ser feita por meio de capina manual. Assim, o solo deverá estar limpo para se realizarem as etapas subsequentes de preparo da área;


2) Conservação do solo:
a conservação do solo deve ser realizada, como objetivo de proteger o solo dos impactos das gotas das chuvas e ajuda, ajudando a manter níveis de matéria orgânica no solo que favoreçam uma boa permeabilidade do mesmo, para permitir a retenção de água no solo. Em terrenos de encostas, deve-se adotar práticas de conservação do solo, como curvas de nível e cordão em contorno;


3) Aração:
normalmente, a aração é uma etapa recomendada para ser utilizada em terrenos onde a topografia permite o uso de máquinas e cuja textura do solo seja mais pesada e compactada, sendo a sua função incorporar a vegetação da superfície e os restos culturais, além de quebrar a estrutura do solo e permitir maior aeração do solo;


4) Calagem:
a calagem é importante na cultura da bananeira, uma vez que tem a função de:
♦ Neutralizar elementos tóxicos, como alumínio e excesso de manganês;
♦ Elevar o pH do solo;
♦ Contribuir para o aumento da disponibilidade de nitrogênio (N), fósforo (P), potássio (K), enxofre (S) e molibdênio (Mo);
♦ Fornece cálcio (Ca) e magnésio (Mg) para as plantas;
♦ Eleva a saturação por bases;
♦ Melhora a atividade microbiana do solo; e
♦ Proporciona o equilíbrio da relação K:Ca:Mg (0,3:2:1 e 0,5:3:1).

O equilíbrio entre K e Mg do solo é muito importante para a bananeira, uma vez que evita o surgimento do “azul da bananeira”, ou seja, deficiência de Mg induzida pelo excesso de K.


O que indicará a necessidade de se realizar a calagem da área é o resultado da análise química do solo. 
Assim, se está indicar que no solo existem baixos teores de Ca e Mg, índices de saturação por base inferior a 60% e pH abaixo de 5,5, deve-se realizar uma calagem, utilizando, para isso, o calcário dolomítico, que contém todos os nutrientes necessários e em níveis adequados.


A aplicação da quantidade de calcário recomendada deverá ser realizada em duas etapas: metade antes da aração e a outra metade antes da gradagem.
Isso deverá ser realizado dessa maneira, para permitir uma incorporação mais uniforme do calcário no solo. Além disso, essa aplicação deve ser feita a lanço, em toda a área e com antecedência mínima de 30 dias do plantio.


5) Gradagem:
a gradagem é uma etapa do preparo do solo cuja finalidade é fazer o destorroamento da terra e, também, favorecer a incorporação do calcário e de restos culturais.


6) Drenagem:
A drenagem é um procedimento complementar do preparo do solo que visa facilitar o escoamento das águas (chuvas e irrigação) por isso, deve ser considerada na produção de mudas de bananeira de boa qualidade. A drenagem das águas não pode ser desconsiderada, uma vez que a bananeira é uma planta muito sensível ao excesso de água, principalmente no estádio de implantação e desenvolvimento vegetativo. Além disso, o excesso de água no solo tem sido apontado como sendo o principal causador do apodrecimento do rizoma da bananeira, significando prejuízos para o viveirista.


Por tudo isso, em terrenos planos a ondulados, de difícil escoamento, com presença de lençol freático superficial, faz-se necessária a abertura de canais de drenagem com 1% a 3% de declividade.


Para o plantio das mudas nesse tipo de viveiro, você deve ter os mesmos cuidados e utilizar os procedimentos adotados para o plantio de um bananal para a produção de frutos.


Um pouco mais sobre o que encontrar no Curso CPT? Assista ao vídeo!

Conheça os Cursos CPT da Área Fruticultura.
Por Eduardo Silva Ribeiro.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!