WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Esquenta Black Friday 25%OFF nos cursos online

6 pragas inimigas do agronegócio

As pragas agrícolas impactam negativamente no faturamento do produtor e na economia do país

6 pragas inimigas do agronegócio

As pragas agrícolas geram prejuízos incalculáveis, que impactam negativamente no faturamento do produtor e na economia do país. Não é mera coincidência, que são continuamente desenvolvidas novas tecnologias para combatê-las com maior eficiência e segurança. As principais são Dactylopius coccus (cochonilha), Anastrepha fraterculus (mosca-das-frutas), Hypothenemus hampei (broca-do-café), Helicoverpa armigera, Phakopsora pachyrhizie (ferrugem-da-soja) e Sclerotinia sclerotiorum (mofo branco).

6 pragas inimigas do agronegócio:

1. Dactylopius coccus (cochonilha)

O ataque da cochonilha em hortaliças e frutíferas é identificado com a presença de aglomerações com coloração branca, como algodão. A praga se instala nos brotos, nos caules e nas folhas, onde secretam uma substância com coloração carmim. Inclusive esse ácido é utilizado como corante em indústrias alimentícias.

2. Anastrepha fraterculus (mosca-das-frutas)

Além da Anastrepha fraterculus, existem mais duas espécies de mosca-das-frutas: a Ceratitis capitata e a Neosilba spp.. Os machos concentram o ataque nas folhas das frutíferas, enquanto as fêmeas preferem os frutos para ovopositar. Quando os ovos eclodem, as larvas penetram nos frutos e, no estágio de pupa, migram para o solo.

3. Hypothenemus hampei (broca-do-café)

A broca-do-café ataca os frutos de café verdes, em maturação ou maduros. Ao se alimentar, ela ovoposita nos frutos. Após eclodirem os ovos, surgem larvas, que se alimentam da polpa do café, o que compromete o valor comercial do produto, devido à redução do peso dos frutos e às várias perfurações.

4. Helicoverpa armigera

A Helicoverpa armigera é uma lagarta que destrói as plantações de soja, milho e algodão. O ataque tem início na parte aérea das plantas e se direciona para a base, o que torna difícil a sua detecção. Flores, frutos, e folhas servem de alimento para a lagarta; já sementes e ramos são os preferidos das larvas.

5. Phakopsora pachyrhizie

A ferrugem-da-soja é causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizie. Com o avanço da doença, ocorre a desfolha precoce da soja, o que compromete a plena formação de grãos. Como resultado, a safra apresenta significativa redução na produtividade. Os sinais indicativos da praga são pontinhos escuros na face superior das folhas e “verruguinhas” na face inferior.

6. Sclerotinia sclerotiorum

O mofo branco é causado pelo fungo Sclerotinia sclerotiorum, que concentra o ataque nas plantações de feijão e soja. Com o avanço da doença fúngica, surgem lesões encrustadas com substâncias brancas, em especial na parte superior das plantas. Posteriormente, os escleródios do fungo caem no solo e contaminam o cultivo subsequente.

Conheça os Cursos CPT da Área Cafeicultura:

Pragas do Cafeeiro - Reconhecimento e Controle

Passo a Passo para se Obter Café de Qualidade

Colheita Mecanizada de Café

Fonte: Jacto - blog.jacto.com.br

Por Andréa Oliveira.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis E-book Guia Essencial ao Cafeicultor de Sucesso

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!