WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Tipos de viveiros hidropônicos e principais indicações

Você, que pretende produzir alimentos no sistema hidropônico, saiba desde já que será necessária instalação de viveiros para a execução do seu trabalho

 

 Tipos de viveiros hidropônicos e principais indicações   Artigos CPT

Você, que pretende produzir alimentos no sistema hidropônico, saiba desde já que será necessária instalação de viveiros para a execução do seu trabalho. "Estes, por sua vez, devem ser escolhidos tendo-se como base o volume de alimentos a ser produzidos", afirma Prof. Dr. Clério Hickmann, do Curso CPT Hidroponia - O Cultivo sem Solo.

- Viveiros para sistemas menores de produção
O dimensionamento da estufa é um importante fator a ser considerado. Hoje, os projetos possuem o mínimo de 7 metros de largura e 9 de comprimento, com capacidade de produção suficiente para uma cultura.

Com relação à produção de mudas, em estufas grandes, sugere-se construir um viveiro à parte. Em estufas de tamanhos menores, a porção frontal pode ser utilizada para a produção de mudas, por necessitar de um manejo diferente e por utilizar uma área menor.

- Viveiros para sistemas maiores de produção
As informações apresentadas a seguir referem-se a um viveiro para produções maiores. Trata-se de uma estrutura em anexo à estufa, cujo tamanho, tanto com relação à área quanto à altura, é menor.
- A parte interior do viveiro é constituída por bancadas e não varia muito em relação ao material utilizado para estufa.
- O pé-direito deve medir no máximo 3 metros de altura, e a largura depende da demanda que se tem para produção final.
- É constituída por arcos oblongos metálicos, e os pés-direitos central e laterais são de eucalipto tratado.
- O ideal é que os filmes de cobertura sejam difusores e que na parte interna se utilize a tela clarinet.
- Na cobertura lateral, é preferível que se utilize telas antiafídeo.
- Para as bancadas, o ideal é dimensionar 2 metros de largura, e a altura deve ser na altura da cintura para facilitar o manejo.
- O comprimento deve ser ao longo do comprimento da própria estufa.
- É importante manter um corredor de aproximadamente 50 cm entre uma bancada e outra

Gostou da matéria? Aprenda mais sobre o assunto no(s) links abaixo:


- Culturas hidropônicas, como escolher?
- Hidroponia: o cultivo sem solo!
Quer saber mais sobre o assunto? Dê Play no vídeo abaixo:


Conheça os Cursos CPT da área Agricultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!