WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Esquenta Black Friday 25%OFF nos cursos online

Seu aluno acidentou-se e bateu o rosto? Atenção, pois pode ser grave!

O trauma de face pode ser considerado como uma das agressões mais devastadoras. Os ossos mais frequentemente afetados são o nariz, a mandíbula, a maçã do rosto, a maxila e os olhos

Seu aluno acidentou-se e bateu o rosto? Atenção, pois pode ser grave!    Artigos Cursos CPT

 

O trauma de face pode ser considerado como uma das agressões mais devastadoras encontradas em centros de trauma, devido às consequências emocionais e à possibilidade de deformidade. Os ossos mais frequentemente afetados são o nariz, a mandíbula, o zigoma (maçã do rosto), a maxila e as órbitas (ossos em volta dos olhos).

Na face, as lesões podem levar à perda de sensibilidade na pele, causar cicatrizes inestéticas, retrações, alterações na visão, dificuldade na respiração, paralisia facial, má oclusão e perdas dentárias”, afirma Luciana Pereira de Moraes, professora do Curso CPT Primeiros Socorros - nas Escolas, nas Empresas e em Residências.

Nos traumas de face, sempre tem que se levar em conta que quase todas elas são complexas, não só por elas em si, mas sim porque se localizam em áreas críticas, por serem responsáveis por funções e sentidos importantes, como respiração, alimentação, fala e visão.

Os principais sintomas dos ferimentos na face são:


- Dor;
- Adormecimento nos lábios, queixo, língua e nariz;
- Dificuldade ou impossibilidade de abrir a boca;
- Desvios de mordida;
- Afastamento característico entre as coroas dentais; e
- Laceração profunda sobre os ossos.

As técnicas de tratamento dos ferimentos de face são as mesmas empregadas para hemorragias. As mais comumente utilizadas são:


1. Hemorragia Interna

- Deite a vítima e faça com que a cabeça fique mais baixa que o corpo;
- Aplique compressas frias ou bolsa de gelo no local da hemorragia;
- Negue líquidos à vítima;
- Atente-se ao risco de parada cardíaca ou respiratória;
- Encaminhe a vítima com urgência ao posto de atendimento médico mais próximo.

2. Hemorragia Externa

- Deite a vítima mantendo a cabeça em posição mais elevada;
- Pressione o dedo no local ferido até o sangue parar. Tome cuidado apenas para não impedir a circulação sanguínea. Caso o sangramento continue, comprima a artéria mais próxima;
- Faça um curativo com gaze ou pano limpo e pressione. Caso o curativo encharque rapidamente, não troque. Apenas ponha outro por cima. Essa medida permite um melhor aproveitamento da coagulação do sangue;
- Evite que a vítima faça movimentos da parte afetada;
- De forma alguma tire os corpos estranhos nos ferimentos, apenas proteja em volta;
- Para não prejudicar o trabalho dos médicos, não aplique substâncias da medicina caseira nos ferimentos.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Hipotermia Crônica: quando se dá, sintomas e o que fazer
- Seu aluno acidentou-se com vidro? Não o remova da criança!

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Administração Escolar.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!