WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Dia do Cliente

Produtos panificados - processo de fermentação de pães e similares

Antes de tudo, para que um produto panificado seja elaborado corretamente e apresente a melhor qualidade possível, é preciso utilizar ingredientes de boa qualidade

Produtos panificados.

O ingrediente responsável pela fermentação é o fermento. Ela inicia-se logo após a adição do fermento na masseira.

Para que um produto panificado seja elaborado corretamente e apresente a melhor qualidade possível, é preciso, antes de tudo, utilizar ingredientes de boa qualidade. Mas este é apenas o primeiro passo, pois existem outras questões, relacionadas ao processo de fabricação, igualmente importantes e que, por isso, precisam ser levadas em consideração. E o primeiro aspecto é o entendimento correto da fermentação.

Como ocorre o processo de fermentação

“A fermentação alcoólica, que ocorre nas massas de produtos panificados, é um processo de transformação de açúcar em calor, gás carbônico e outros elementos complementares, cujo resultado será o crescimento da massa e o surgimento e incorporação de sabores desejáveis aos produtos”, afirma a professora Marina Queiroz, do Curso Profissional de Panificação, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

O ingrediente responsável pela fermentação é o fermento. Ela inicia-se logo após a adição do fermento na masseira, porém de forma lenta, de tal maneira que, para fins práticos, podemos considerar que a fermentação realmente inicia-se quando a massa é retirada da masseira e é colocada para descansar.

O fermento incorporado à massa é formado por um material rico em microrganismos (fungos e bactérias), que serão os responsáveis pela transformação do açúcar. Antes de serem misturados à massa, estes microrganismos encontram-se inativos. Para iniciarem o desenvolvimento (ação fermentativa), eles precisam de alimento, umidade, oxigênio e temperatura.

Estas condições eles encontram na massa, a qual é considerada o meio perfeito para o desenvolvimento dos microrganismos. Estes, ao mesmo tempo em que utilizam o açúcar como alimento, realizam a sua transformação em gás carbônico (CO2), calor, álcool e alguns ácidos orgânicos.

Quimicamente falando, o que acontece é a quebra da cadeia de açúcar (C6H12O6) e sua transformação em outros elementos (2CO2 – gás carbônico, 2C2H5OH – álcool etílico e substâncias aromáticas).

Gás carbônico

O CO2 é um gás que vai se acumulando entre as cadeias de glúten, e, ao exercer pressão sobre ela, afasta as fibras entre si, resultando em sua expansão (crescimento – aumento de volume). Isso acontece porque as “bolhas” de CO2 ficam protegidas por uma “película de glúten” e, por isso, não conseguem escapar.

Álcool

Já o álcool que se forma será evaporado durante a cocção (assamento do produto). Isto acontece porque o ponto de ebulição do álcool é 78,15°C e, normalmente, a temperatura de cocção de qualquer produto panificado atinge valores superiores a este, mesmo que medida na parte interna da massa.

Ácidos orgânicos

Quanto aos ácidos orgânicos, estes se formam durante a fermentação, contribuindo para melhorar o sabor do produto.

Calor

Durante a fermentação, o calor eleva a temperatura da massa, intensificando a ação dos microrganismos. Mas, se a temperatura atingir determinados valores, haverá a formação de substâncias indesejáveis que pioram o sabor do produto. Por essa razão, o ideal é que a temperatura da massa fique entre 22°C e 28°C e a umidade relativa, em torno de 75%.

Importante!

A fermentação ainda continua acontecendo durante o assamento do produto e somente termina quando a temperatura da massa atinge valores próximos dos 60°C, quando os microrganismos do fermento morrerão.

Leia outros artigos relacionados ao tema:

Temperatura e umidade ideias para a fermentação da massa

Conversão de medidas para elaboração de pães e similares

Método da percentagem dos ingredientes da massa

Determinação da quantidade de massa de pão francês

Cálculo de rendimento do pão francês

 

Aprimore seus conhecimentos, acessando os cursos da área Padaria, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!