WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"tomate-em-estufa-embrapa"

Cultivo de tomate em estufa

O cultivo de tomate em estufas é uma atividade relativamente nova no Brasil, mas encontra-se em franca expansão, sobretudo nos Estados do Sudeste e Sul. Este modo de produção necessita de cultivares bem adaptadas e que proporcionem o máximo rendimento de produtos de elevado padrão de qualidade. Embora o número de cultivares ainda seja limitada, o tomate, ao lado do pimentão, é a espécie que tem mostrado crescimento mais consistente e uma das alternativas mais rentáveis do setor.

Embrapa desenvolve técnica para produzir tomates sem resíduos de agrotóxicos

O Tomatec, desenvolvido pela Embrapa Solos, foi implantado no Sítio Rio Negro, em São Sebastião do Alto, RJ. A nova tecnologia, lançada esta semana, permite produzir tomates livres de agrotóxicos. De acordo com o engenheiro agrônomo da Embrapa, José Reinaldo Macedo, o tomatec pode ser usado com qualquer variedade de tomate. Consiste no ensacamento das pencas para que o fruto não se contamine por pragas nem resíduos de agrotóxicos.

Embrapa desenvolve o primeiro híbrido de tomate industrial

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) desenvolveu o primeiro híbrido nacional de tomate industrial. A variedade BRS Sena possui uma cobertura foliar melhor, que protege os frutos contra a exposição solar. O produto é resultado de muitas pesquisas feitas pelo programa de melhoramento genético da Embrapa Hortaliças.

Goiás recebe 6º Congresso de Tomate Industrial

Entre os dias 28 e 30 de novembro acontece, em Goiânia, o 6º Congresso Brasileiro de Tomate Industrial. Com o tema ?Inovações no processamento e na mecanização do tomate industrial?, o evento discutirá os avanços tecnológicos e científicos da cultura, que representou mais de 80% da produção nacional do fruto.

Como construir uma estufa para hortaliças orgânicas

Existem muitos modelos de estufas atualmente em uso, mas os mais comuns e recomendados para a horticultura orgânica são os de arco, de capela e geminada. O modelo em arco, como o nome sugere, é composto por arcos, de diâmetro e altura variáveis, geralmente fixados em um suporte, que poderá ser de diferentes materiais, como troncos de eucalipto, madeira aparelhada, vigas de metal ou postes de concreto.

O cultivo do tomate e suas particularidades

O tomateiro se desenvolve bem em regiões de clima temperado, tropical de altitude e subtropical. Por isso, sua produção é realizada em diversas regiões do mundo. A temperatura média no período de cultivo deve ser de 21ºC, no entanto, a planta tolera uma faixa de 10 a 34ºC. Se a temperatura noturna for baixa, ao redor de 14ºC, pode ocorrer uma boa produção, mesmo se a diurna for alta. Isso possibilita o plantio em regiões semi áridas, com a vantagem de reduzir a necessidade de controle preventivo de doenças.

Tomate enxuto chega ao Brasil

Tomate Intense é o nome da hortaliça que pretende revolucionar o mercado. O produto foi desenvolvido pela empresa alemã Bayer CropScience e tem até 70% menos água do que as variedades tradicionais. O produto foi resultado de anos de pesquisa e de melhoramento genético.

Fertilização natural em tomate orgânico

A demanda pelo tomate orgânico tem crescido bastante por causa da preocupação com a contaminação por fertilizantes. Mas, o cultivo do fruto por meio de técnicas tradicionais ainda é grande. Só o Rio de Janeiro produz mais de 75 mil toneladas de tomate, de acordo com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão rural do Estado (Emater-Rio). Esta quantidade movimenta mais de R$ 73 milhões apenas no Ceasa do Rio.

Tomate orgânico contém 34 substâncias benéficas à saúde

Os alimentos orgânicos estão se tornando cada vez mais populares por serem livres de agrotóxicos. No entanto, segundo uma pesquisa da Universidade de Barcelona, os tomates orgânicos podem ser bem mais saudáveis se comparados aos normais, com uma quantidade muito maior de antioxidantes.

Projeto da Embrapa desenvolve vegetais mais nutritivos

O Projeto Brasileiro de Biofortificação (Biofort) envolve 11 unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no desenvolvimento de cultivares de maior valor nutricional. Até agora, através do melhoramento genético, os pesquisadores já conseguiram produzir três cultivares de feijão-caupi, três de feijão comum e arroz com mais ferro e zinco, três de mandioca rica em betacaroteno. Também foram desenvolvidas batata-doce e abóbora com alto teor de carotenoides e milho com mais vitamina A.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!