Resultados da busca para "qual-raca-das-cabras-de-orelha-grande"

Raças de cabras leiteiras determinam a produtividade

A escolha da raça é uma das questões mais importantes na implantação do capril. É um assunto estratégico, que deve ser estudado pois, após a formação de um plantel, qualquer mudança será lenta e custosa. Há três grupos básicos de raças, classificadas de acordo com sua aptidão: de corte, leiteira ou mista. As diferenças entre essas decorrem de fatores fisiológicos que determinam que algumas raças tendem a acumular menos carne, para poder converter o alimento que consomem em leite, e que, ao contrário, outras tendem a converter o alimento mais em musculatura, produzindo menos leite.

Especialista: Carindé, Marota, Moxotó, Graúna e Repartida adaptam-se rapidamente ao ambiente

Apesar de não serem raças totalmente especializadas na produção de carne ou leite, as raças nativas de cabras como a Carindé, Marota, Moxotó, Graúna e Repartida merecem ser conservadas, selecionadas e utilizadas na caprinocultura, pois apresentam uma importante característica: a adaptabilidade ao ambiente em que se desenvolveram.

Cabras Saanen têm úbere desenvolvido, o que eleva a produção leiteira

Indiscutivelmente a raça de cabra leiteira mais criada no mundo, é também destaque no Brasil. A cabra leiteira Saanen é destaque por precisar de um ambiente de manejo menos rústico para que a produção não seja comprometida. Essa raça tem origem na Suíça, no Cantão de Berna, particularmente no vale de Saanen. O valor econômico desses animais fez com que se espalhassem por diversos países.

Especialista: Criar cabras é fácil. Basta ter planejamento!

Para criar cabras, basicamente, você precisa de bons animais, instalações confortáveis que facilitem o manejo, e de boa alimentação para os animais, afirma Maria Pia Souza Lima Mattos de Paiva Guimarães, professora do Curso a Distância CPT Criação de Cabras Leiteiras - Instalações, Raças e Reprodução, em Livro+DVD e Curso Online.

Os profissionais em falta no mercado

Alguns profissionais têm sido procurados por muitas empresas, mas está difícil encontrá-los. São pessoas com alto grau de especialização e preparo, por isso quase nunca ficam disponíveis. Eles geralmente ocupam vagas de gestão, principalmente em grandes corporações. Os salários são altos, mas fazem jus à complexidade e a especificidade do trabalho. Um levantamento feito pela consultoria EXEC a pedido da revista Exame, mostra quais são esses profissionais raros e muito valorizados no mercado brasileiros. São eles: Engenheiros e técnicos para a perfuração de poços de petróleo e gás natural: a área de petróleo e gás como um todo é bem deficiente de pessoal especializado no país. Muitas empresas chegam a importar mão de obra. No entanto, o déficit é ainda maior quando se trata de profissionais para trabalhar na perfuração de poços. Além de preparação muito específica, está cada vez mais difícil encontrar pessoas dispostas a passar muito tempo nas plataformas em alto-mar. Gerentes de incorporadoras com foco na captação de terrenos: o crescimento do mercado da construção abriu espaço para profissões bem mais específicas. Esse tipo de profissional costuma ser formado na área de gestão, mas possui grande experiência e olho clínico para encontrar bons terrenos e realizar bons negócios. Ele ainda precisa ter bom relacionamento com prefeituras e outros órgãos públicos, bem como com outras empresas e pessoas envolvidas no setor. Muitos profissionais estão migrando de outras áreas para trabalhar no setor imobiliário. Gerentes e engenheiros de obras voltadas para a geração de energia: os projetos para a geração de energia são empreendimentos grandiosos, feitos por grandes empresas ou pelo próprio governo e subsidiárias. Para trabalhar nessa área é preciso ter conhecimento técnico em gestão e engenharia, além de muita experiência para lidar com problemas ambientais, locais isolados e o próprio gerenciamento de pessoas em condições especiais. A falta desses profissionais se agrava quando se trata de fontes energéticas menos comuns, como a eólica e a solar. Gerentes agrícolas: esses não parecem estar em falta, visto o grande número deles no mercado. No entanto, a demanda ainda é muito maior, por conta do grande sucesso do agronegócio brasileiro. As deficiências vêm exatamente dos setores que mais produzem para a exportação, como a soja e o setor sucroalcooleiro. O gerente agrícola é responsável por conseguir uma maior produção, com menos custos, aplicando mais tecnologia e um melhor uso dos recursos. Gerentes de planejamento tributário: o sistema tributário brasileiro é muito complexo. Portanto, as médias e grandes empresas precisam de profissionais especializados para coordenar o planejamento do pagamento e de estratégias ligadas a impostos diretos, aqueles que incidem sobre as operações. Com esse tipo de profissional, as empresas podem economizar muito dinheiro, dentro e fora do país, sempre seguindo a legislação. Gerentes de vendas para a América Latina na área de tecnologia: com o crescimento da economia brasileira e a entrada no Mercosul, o Brasil passou a ser a sede e a liderar muitas negociações na área de tecnologia. Muitas empresas multinacionais instalaram sedes ou filiais no país, fazendo negócios com toda a América Latina. Há demanda por profissionais que coordenem as vendas para os outros países da região. Além dos conhecimentos em vendas, gestão e tecnologia, ele deve ter fluência na língua espanhola e conhecer a cultura e a economia desses países. Engenheiros especializados em cloud computing: a área está relacionada com a gestão e os conhecimentos de computadores ligados em redes (ou nuvens), significando uma evolução na internet. Os profissionais que trabalham nesta área não só possuem um amplo conhecimento de informática como também estão atualizados sobre todas as novidades do setor de internet, aplicativos para dispositivos móveis e redes sociais. Gerentes de serviços na área de tecnologia: telecomunicações e informática são as alguns dos setores que mais crescem hoje. Todos eles estão ligados à prestação de serviços. Esses gerentes precisam ter conhecimento de gestão e mercado, e também entender sobre o produto que oferecem, no caso, tecnologia. Gerente de vendas na área de educação/editorial: este é um dos setores que mais cresce hoje no Brasil, pois está ligado à educação em todos os níveis, mas sobretudo na área de capacitação profissional. O gestor precisa de experiência para trabalhar na área e de conhecimentos específicos sobre o setor, as leis sobre educação e as técnicas sofisticadas de marketing. Por: Maria Clara Corsino.

Cabras são alimentadas com cana em época de escassez de alimento

Pesquisa realizada na Unesp de Botucatu, com colaboração do Campus de Jaboticabal, comprovou que cabras de baixa produção leiteira alimentadas com cana-de-açúcar, in natura, em época de escassez de alimentos, produzem tanto quanto as demais, alimentadas com silagem de milho.

Atitude ou inteligência, qual o mais importante para o sucesso?

Não é raro associarmos os grandes sucessos a grandes mentes e, neste sentido, nossa impressão é sempre a mesma: "se deu bem porque é inteligente!" Mas, será que é isto mesmo? Será que o sucesso está vinculado tão somente à inteligência? Ou será que as grandes ideias precisam de uma "ajudinha" extra?

Conheça nosso novo Ebook Gatos – Principais raças e cuidados

O gato é um bicho de estimação extremamente diferente dos outros: é um animal independente e que gosta do seu espaço. Não por isso ele deixa de ser amado por grande parte das pessoas, que gostam de ouvir de perto o seu bichinho ronronando e miando quando quer atenção. Não é difícil encontrar por aí quem tenha vários gatos (e pense em ter mais alguns!) e que defina os felinos como o melhor animal de estimação.

Derivados de cabra leiteira é futuro de sucesso

A oferta de leite de cabra para o consumidor tem crescido muito nos últimos anos. A versatilidade de produtos contribui para que os criadores conquistassem o mercado

Manual sobre as Principais Raças de Galinha - PDF grátis para baixar

No manual, você verá que com o desenvolvimento da avicultura em torno do mundo, os avicultores passaram a dividir as galinhas domesticadas em aves de postura, aves de corte e aves de dupla aptidão (postura e corte). Já a distinção entre as raças de galinha segue alguns padrões, como tamanho, cor da plumagem, tipo de crista, cor da pele, cor dos ovos, entre outros. Enfim, cabe ao avicultor optar pela raça que melhor se adapte ao seu aviário e a seu propósito comercial.

Atendimento Online
Quer Facilidade