WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"qual-a-melhor-forrageira-para-criacao-de-ovinos-no-espirito-santo"

Exposição ao sol pode alterar a fisiologia de ovinos

Pesquisa realizada na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da USP, em Pirassununga, pela zootecnista Cláudia Caroline Barbosa Amadeu e orientada por orientada por Evaldo Antônio Lencioni Titto, apontou que a exposição ao sol pode alterar a fisiologia de ovinos. Nas pesquisas, ovinos da raça Dorper e Merino Branco demonstraram maior capacidade em perder calor pela transpiração que os ovinos da raça Santa Inês.

Preço elevado da carne ovina incentiva investimento em rebanho

Como o preço da carne ovina aumentou consideravelmente no mercado, o investimento na criação de ovinos de corte tornou-se algo bastante promissor. Um dos fatores que contribuem para isso é o elevado potencial que apresenta o mercado consumidor desse tipo de carne nos grandes centros urbanos. Isso graças ao abate de ovinos que produzem uma carcaça de melhor qualidade a preços compensadores tanto para o criador como para o consumidor.  

Aumente sua lucratividade por área com associação de pastagens

A integração de ovinos com outras espécies de animais no pastejo pode ser uma boa forma de explorar melhor o pasto e melhorar o manejo da forrageira, considerando que os hábitos de pastejo são diferentes. Pode-se realizar a integração entre diferentes espécies de ruminantes, tanto bovinos quanto equinos

Ovinos de corte: reprodução, monta e índices reprodutivos

A produção de ovinos de corte, no Brasil, tem aumentado muito nos últimos anos. Um dos fatores que contribui para isso é o elevado potencial do mercado consumidor dos grandes centros urbanos. Tal potencial tem crescido graças ao abate de ovinos que têm produzido, cada vez mais, carcaças de melhor qualidade.

Melhoradores fazem toda a diferença na produção de pães

Melhoradores são substâncias alimentares, naturais ou artificiais, que auxiliam na elaboração do pão, proporcionando melhor desenvolvimento da massa... E mais: vídeo com mais informações sobre melhoradores e suas funções.

Você não pode iniciar uma criação de Ovinos sem antes baixar o nosso ebook!

É ebook que você quer, @? O CPT acaba de lançar seu mais novo ebook, voltado exclusivamente para os iniciantes na criação de Ovinos! Qualquer atividade, seja na agricultura, na pecuária ou em qualquer outro setor, precisa de informações básicas antes de ser iniciada. E é nesse contexto que criamos um Guia Básico para essa criação que tanto cresce em nosso país: a criação de Ovinos.

Biotecnologia alavanca o melhoramento genético de ovinos

O melhoramento pode aumentar a produtividade do rebanho ovino, torná-lo mais resistente a doenças, a pragas e pode até reduzir custos para o produtor. É claro que, antes de tudo, é preciso fazer investimentos para dar certo. Algumas técnicas de biotecnologias reprodutivas podem agir para dar impulso a esses benefícios.

Simpósio discute soluções para o melhoramento de forrageiras

O 3º Simpósio Internacional sobre Melhoramento de Forrageiras (SIMF) pretende discutir parcerias e estratégias para reforçar o papel das forrageiras para a produção animal, confirmando o Brasil como uma potência em tecnologia pecuária. O evento tem como cenário a cidade de Bonito, no MS, e é uma realização da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Carne de ovinos pode ser usada na alimentação escolar

Saudável e muito nutritiva, a carne de ovinos possui praticamente os mesmos nutrientes que a de gado. No entanto, é bem mais magra. Este é um dos motivos que a fazem uma boa opção para ser utilizada na alimentação escolar. É o que defende a gerente do escritório regional da Emater/RS em Santa Maria, Clélia Brum Lovato. Segundo ela, a carne pode ser usada em muitas receitas e ser inserida no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Produção de gengibre cresce no Espírito Santo

Pesquisas recentes mostram que Espírito Santo é o maior produtor de gengibre do País, concentrando a maior parte de sua produção nos municípios de Santa Maria de Jetibá e Santa Leopoldina. Atualmente, ele é cultivado por mais de mil produtores, cerca de 50 toneladas por hectare, que este ano devem colher cerca de dez mil toneladas. Comercialmente, a produção abastece o mercado interno em 20% e os 80% restantes são exportados para os Estados Unidos e para a Europa.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!