Resultados da busca para "praticas-culturais-do-tomate"

Goiás recebe 6º Congresso de Tomate Industrial

Entre os dias 28 e 30 de novembro acontece, em Goiânia, o 6º Congresso Brasileiro de Tomate Industrial. Com o tema ?Inovações no processamento e na mecanização do tomate industrial?, o evento discutirá os avanços tecnológicos e científicos da cultura, que representou mais de 80% da produção nacional do fruto.

Plantar tomate depende da temperatura, luminosidade e estação chuvosa

O tomateiro se desenvolve bem em regiões de clima temperado, tropical de altitude e subtropical. Por isso, sua produção é realizada em diversas regiões do mundo. A temperatura média no período de cultivo deve ser de 21ºC, no entanto, a planta tolera uma faixa de 10 a 34ºC. Se a temperatura noturna for baixa, ao redor de 14ºC, pode ocorrer uma boa produção, mesmo se a diurna for alta. Isso possibilita o plantio em regiões semi áridas, com a vantagem de reduzir a necessidade de controle preventivo de doenças.

Tomate enxuto chega ao Brasil

Tomate Intense é o nome da hortaliça que pretende revolucionar o mercado. O produto foi desenvolvido pela empresa alemã Bayer CropScience e tem até 70% menos água do que as variedades tradicionais. O produto foi resultado de anos de pesquisa e de melhoramento genético.

Cultivo de tomate em estufa

O cultivo de tomate em estufas é uma atividade relativamente nova no Brasil, mas encontra-se em franca expansão, sobretudo nos Estados do Sudeste e Sul. Este modo de produção necessita de cultivares bem adaptadas e que proporcionem o máximo rendimento de produtos de elevado padrão de qualidade. Embora o número de cultivares ainda seja limitada, o tomate, ao lado do pimentão, é a espécie que tem mostrado crescimento mais consistente e uma das alternativas mais rentáveis do setor.

Rotação de cultura é uma das principais armas contra doenças do algodoeiro

As culturas mais indicadas para o programa de rotação são amendoim, girassol e milho, pois alcançam bons preços no mercado. O produtor de algodão precisa estar bem atento ao manejo e aos controles preventivos. A maioria das doenças não tem controle curativo e, dependendo do patógeno, as perdas podem chegar a mais de 80%. Grande parte dos que afetam a cultura não é sensível aos produtos químicos ou aos outros tipos de medida curativa.

Principais doenças da mandioca

Na cultura da mandioca já foram identificados mais de 20 patógenos, sendo que alguns são mais frequentes e causam danos mais severos. As doenças podem ser causadas por fungos, bactérias, vírus ou protozoário. A antracnose é causada pelo fungo colletotrichum gloeosporioides. Na cultura da mandioca ocorrem dois tipos de antracnose, a branda e a severa. Os sintomas da forma branda são lesões nas hastes e folhas, causadas por outros patógenos e pragas, ou seca de ramos terminais no final da estação de crescimento, sem causar danos à produtividade da cultura.

Fertilização natural em tomate orgânico

A demanda pelo tomate orgânico tem crescido bastante por causa da preocupação com a contaminação por fertilizantes. Mas, o cultivo do fruto por meio de técnicas tradicionais ainda é grande. Só o Rio de Janeiro produz mais de 75 mil toneladas de tomate, de acordo com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão rural do Estado (Emater-Rio). Esta quantidade movimenta mais de R$ 73 milhões apenas no Ceasa do Rio.

Tomate orgânico contém 34 substâncias benéficas à saúde

Os alimentos orgânicos estão se tornando cada vez mais populares por serem livres de agrotóxicos. No entanto, segundo uma pesquisa da Universidade de Barcelona, os tomates orgânicos podem ser bem mais saudáveis se comparados aos normais, com uma quantidade muito maior de antioxidantes.

Hidroponia no cultivo de tomate supera em três vezes o plantio no campo

A hidroponia é uma atividade recente no Brasil, que já se destaca como uma das grandes revelações dos meios produtivos. No início, a técnica privilegiava o plantio do alface, relegando as outras culturas a plantações experimentais. O cultivo de tomates em sistema hidropônico, entra nesse contexto com grandes perspectivas de lucro para o produtor rural.

Pesquisa aponta vantagens da cultura de coqueiro feita em consórcio

O cultivo de coco é uma atividade tradicional no Brasil, porém está passando por mudanças. A tendência é deixar de utilizá-lo como monocultura e passar a fazer um plantio integrado. Por isso, estão sendo desenvolvidas pesquisas na Embrapa Tabuleiros Costeiros, utilizando a coconicultura juntamente com culturas alimentares, que, segundo os pesquisadores, têm obtido resultados promissores. Nos estudos, o plantio do coqueiro foi feito em consórcio com culturas como milho, feijão, mandioca e a glicirídia, uma planta que atua como cerca viva, além de servir de alimento para o gado e adubo para a plantação.

Atendimento Online
Quer Facilidade