Resultados da busca para "porque-a-agricultura-organica-causa-menos-danos-ao-ambiente"

Plano Safra tem na sustentabilidade da agricultura uma de suas metas

Um dos objetivos do último Plano Safra do governo do presidente Lula é mostrar que a agricultura brasileira pode ser sustentável. Segundo afirmação do próprio presidente, 'todos criticam a agricultura porque ela atinge o meio ambiente, mas nós precisamos mostrar o outro lado'. O ABC - Programa Agricultura de Baixo Carbono, disponibilizará R$ 2 bilhões para financiar práticas na lavoura que reduzam a emissão dos gases-estufa, como o sistema de integração lavoura-pecuária-floresta e a recomposição de áreas de preservação ambiental.

Agricultura familiar produz 60% dos alimentos na América Latina

O primeiro Boletim de Agricultura Familiar da Food and Agriculture Organization (FAO) mostrou que a agricultura familiar é responsável por 60% da produção de alimentos na América Latina e no Caribe. A atividade também responde por 70% dos empregos gerados pelo setor agrícola. A FAO é a divisão da Organização das Nações Unidas (ONU) que cuida da agricultura e da alimentação no mundo.

Hoje é Dia Mundial do Meio Ambiente

O Dia Mundial do Meio Ambiente é uma data marcante para todos nós, que habitamos o globo terrestre. O dia 5 de junho foi instituído pela ONU - Organização das Nações Unidas, em 1972, com a finalidade de alertar a população mundial em relação à urgência em se proteger os recursos naturais do planeta.

Principais doenças da mandioca

Na cultura da mandioca já foram identificados mais de 20 patógenos, sendo que alguns são mais frequentes e causam danos mais severos. As doenças podem ser causadas por fungos, bactérias, vírus ou protozoário. A antracnose é causada pelo fungo colletotrichum gloeosporioides. Na cultura da mandioca ocorrem dois tipos de antracnose, a branda e a severa. Os sintomas da forma branda são lesões nas hastes e folhas, causadas por outros patógenos e pragas, ou seca de ramos terminais no final da estação de crescimento, sem causar danos à produtividade da cultura.

Avaliar impactos ambientais também considera aspectos ecológico e econômico

Especial - Além de atender à legislação que determina a Avaliação de Impactos Ambientais, há outros elementos que devem ser examinados para a aplicação desse procedimento... E mais: Vídeo sobre o aspecto esconômico...

MDA lança Chamada de Ater para promover agricultura sustentável

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), por meio da Secretaria de Agricultura Familiar, lançou a chamada pública de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para a produção da Agricultura Familiar Sustentável. Segundo o ministro Pepe Vargas, o objetivo é passar a orientação técnica para agricultores familiares no manejo sustentável do solo e dos recursos florestais. Desse modo, o ministério espera reduzir, ou até eliminar, o uso de insumos químicos prejudiciais ao meio ambiente e à saúde dos produtores rurais.

Especialista: o desmatamento é precursor dos impactos ambientais

O desmatamento é a primeira ação antrópica que acontece no meio rural. É feito para abrir áreas de produção (lavouras e pastagens), construir casas e benfeitorias, estradas, açudes e represas etc. Assim, ao se estabelecer, o homem modifica o ambiente, causando impactos ambientais. Por essa razão, o desmatamento pode ser considerado o precursor dos impactos ambientais no meio rural. Muitos outros impactos poderão acontecer como consequência da retirada da vegetação.

O que é e quais são os elementos envolvidos na avaliação de impactos ambientais

Especial - Processo auxilia na política de gerenciamento, educação da sociedade e coordenação de ações impactantes. As avaliações de impactos ambientais são estudos realizados para identificar, prever, interpretar e prevenir as consequências ou efeitos ambientais que certas ações, planos, programas ou projetos podem causar à saúde e ao bem-estar humano.

Impactos ambientais problematizam ainda mais o crescimento urbano desordenado

Os ambientes urbanos têm concentrado um número cada vez maior de pessoas. Isso, ligado ao crescimento desordenado e acelerado, tem provocado uma série de mudanças no ambiente. Cerca de 80% da população mundial vive em áreas urbanas e o desenvolvimento dessas tem acontecido de forma pouco planejada, com conflitos institucionais e tecnológicos. A tendência, então, é o caos.

Acordo com a FAO prevê investimentos de R$ 3 milhões na agricultura familiar

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e a Alimentação (FAO) assinaram um convênio para fortalecer a agricultura familiar na América Latina e no Caribe. O acordo prevê investimentos de R$ 3 milhões no próximos anos.

Atendimento Online
Quer Facilidade