WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"planejamento-e-gestao-financeira-da-empresa-rual"

Planejamento Patrimonial Sucessório garante os bens da família

A etapa de troca de comando em empresas familiares, também conhecida como processo sucessório, quando não realizada de forma consciente, planejada e com responsabilidade, pode acarretar em inúmeros transtornos afetivos e prejuízos financeiros aos herdeiros. É necessário, então, que a ?troca de bastão? seja feita de forma programada, segundo a natureza da empresa e, além de tudo, de forma menos onerosa. Em outras palavras, isto significa que é necessário que os donos de empresas familiares façam um Planejamento Patrimonial Sucessório (PPS) de seus bens.

Controle financeiro nas empresas: como fazer

O controle e o domínio das finanças de uma empresa é preponderante para sua existência. A viabilidade para criação ou montagem de um negócio perpassa pelos aspectos financeiros

Especialista: O empreendedor é um planejador por natureza!

O empreendedor é um planejador por natureza, apesar de gostar de correr riscos, de ser um sonhador e inovador. “O planejamento envolve basicamente duas atividades: o pensar e o agir”, afirma Hélvio Tadeu Cury Prazeres, professor do Curso a Distância CPT Administração Financeira na Pequena Empresa, em Livro+DVD e Curso Online.

CPT Planejamento é grátis e analisa os dados da pequena empresa

Empresa integrante do grupo CPT - Centro de Produções Técnicas, o CPT Software inova mais uma vez. O empreendimento criado é um aplicativo denominado CPT Planejamento e pode ser usado gratuitamente na rede social facebook.

Como abrir uma empresa sem sócio

A Constituição de 1988 e todas as leis empresariais que surgiram a partir dela apenas permitiam a criação de uma empresa com dois ou mais sócios que iriam adquirir responsabilidade limitada. Muitas vezes, o que acontecia de fato era uma pessoa abrir uma empresa e colocar outro sócio apenas para cumprir a exigência legal. O segundo proprietário da empresa, na verdade, possuía uma parcela bem pequena do empreendimento e não tomava parte nas decisões.

Planejamento de vendas: 5 dicas para sua empresa vender mais e lucrar

Como está o seu plano de vendas para 2013? Você já estipulou metas coerentes para as vendas? Já criou estratégias para ter sucesso nessa empreitada? Pois bem, 2013 já começou e está na hora de agir nesse sentido

Os profissionais em falta no mercado

Alguns profissionais têm sido procurados por muitas empresas, mas está difícil encontrá-los. São pessoas com alto grau de especialização e preparo, por isso quase nunca ficam disponíveis. Eles geralmente ocupam vagas de gestão, principalmente em grandes corporações. Os salários são altos, mas fazem jus à complexidade e a especificidade do trabalho. Um levantamento feito pela consultoria EXEC a pedido da revista Exame, mostra quais são esses profissionais raros e muito valorizados no mercado brasileiros. São eles: Engenheiros e técnicos para a perfuração de poços de petróleo e gás natural: a área de petróleo e gás como um todo é bem deficiente de pessoal especializado no país. Muitas empresas chegam a importar mão de obra. No entanto, o déficit é ainda maior quando se trata de profissionais para trabalhar na perfuração de poços. Além de preparação muito específica, está cada vez mais difícil encontrar pessoas dispostas a passar muito tempo nas plataformas em alto-mar. Gerentes de incorporadoras com foco na captação de terrenos: o crescimento do mercado da construção abriu espaço para profissões bem mais específicas. Esse tipo de profissional costuma ser formado na área de gestão, mas possui grande experiência e olho clínico para encontrar bons terrenos e realizar bons negócios. Ele ainda precisa ter bom relacionamento com prefeituras e outros órgãos públicos, bem como com outras empresas e pessoas envolvidas no setor. Muitos profissionais estão migrando de outras áreas para trabalhar no setor imobiliário. Gerentes e engenheiros de obras voltadas para a geração de energia: os projetos para a geração de energia são empreendimentos grandiosos, feitos por grandes empresas ou pelo próprio governo e subsidiárias. Para trabalhar nessa área é preciso ter conhecimento técnico em gestão e engenharia, além de muita experiência para lidar com problemas ambientais, locais isolados e o próprio gerenciamento de pessoas em condições especiais. A falta desses profissionais se agrava quando se trata de fontes energéticas menos comuns, como a eólica e a solar. Gerentes agrícolas: esses não parecem estar em falta, visto o grande número deles no mercado. No entanto, a demanda ainda é muito maior, por conta do grande sucesso do agronegócio brasileiro. As deficiências vêm exatamente dos setores que mais produzem para a exportação, como a soja e o setor sucroalcooleiro. O gerente agrícola é responsável por conseguir uma maior produção, com menos custos, aplicando mais tecnologia e um melhor uso dos recursos. Gerentes de planejamento tributário: o sistema tributário brasileiro é muito complexo. Portanto, as médias e grandes empresas precisam de profissionais especializados para coordenar o planejamento do pagamento e de estratégias ligadas a impostos diretos, aqueles que incidem sobre as operações. Com esse tipo de profissional, as empresas podem economizar muito dinheiro, dentro e fora do país, sempre seguindo a legislação. Gerentes de vendas para a América Latina na área de tecnologia: com o crescimento da economia brasileira e a entrada no Mercosul, o Brasil passou a ser a sede e a liderar muitas negociações na área de tecnologia. Muitas empresas multinacionais instalaram sedes ou filiais no país, fazendo negócios com toda a América Latina. Há demanda por profissionais que coordenem as vendas para os outros países da região. Além dos conhecimentos em vendas, gestão e tecnologia, ele deve ter fluência na língua espanhola e conhecer a cultura e a economia desses países. Engenheiros especializados em cloud computing: a área está relacionada com a gestão e os conhecimentos de computadores ligados em redes (ou nuvens), significando uma evolução na internet. Os profissionais que trabalham nesta área não só possuem um amplo conhecimento de informática como também estão atualizados sobre todas as novidades do setor de internet, aplicativos para dispositivos móveis e redes sociais. Gerentes de serviços na área de tecnologia: telecomunicações e informática são as alguns dos setores que mais crescem hoje. Todos eles estão ligados à prestação de serviços. Esses gerentes precisam ter conhecimento de gestão e mercado, e também entender sobre o produto que oferecem, no caso, tecnologia. Gerente de vendas na área de educação/editorial: este é um dos setores que mais cresce hoje no Brasil, pois está ligado à educação em todos os níveis, mas sobretudo na área de capacitação profissional. O gestor precisa de experiência para trabalhar na área e de conhecimentos específicos sobre o setor, as leis sobre educação e as técnicas sofisticadas de marketing. Por: Maria Clara Corsino.

Maioria das microempresas descarta ganho financeiro ao investir na sustentabilidade

Uma pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) mostrou que apenas 46% dos micro e pequenos empresários acreditam que o uso de práticas sustentáveis pode gerar ganhos financeiros. A maioria deles, 79%, está consciente de que ações que visem a melhoria e a conservação do meio ambiente podem atrair mais clientes e 69% deles acreditam que elas transmitem uma boa imagem da empresa.

Gerenciamento é essencial para o bom andamento da empresa

Aprenda alguns passos indispensáveis para administrar uma empresa. No mercado de trabalho é essencial ter alguém que saiba planejar e fazer a mediação entre a presidência e os colaboradores. Ficando na linha de frente, ele assume um papel decisivo para o bom desenvolvimento da empresa. Ele é o gerente.

Redução de custos na empresa começa com as decisões da gestão

Nos momentos de tumulto econômico, é comum as empresas prezarem pela redução de custos e, consequentemente, começarem a cortar certos benefícios, fornecedores e serviços considerados supérfluos. A decisão do que pode ser deixado de lado parte dos responsáveis pela gestão empresarial, por isso, eles precisam estar atentos a determinadas estratégias, a fim de minimizar os erros e ter efetividade nas escolhas.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!